Canadá vence China com facilidade na estreia pelo basquete feminino

Canadenses conseguiram abrir vantagem no primeiro quarto e seguraram as chinesas até o fim

Canadá vence China com facilidade na estreia pelo basquete feminino
(Foto: Reprodução / Twitter)
China
68 90
Canadá

Na segunda partida do basquete feminino dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Canadá e China se enfrentaram pelo Grupo B na Arena da Juventude. Sem muita disputa, as canadeses abriram dez pontos de vantagem no primeiro quarto e conseguiram administrar a distância até o fim, sem passar por problemas contra as chinesas.

As maiores pontuadoras na China foram Nan Chen, com 13 pontos; Xiaojia Chen, com 12; Song Gao, com 9; e Di Wu, com 8 pontos. Já no Canadá, Tamara Tatham foi o grande destaque com 20 pontos; Lizanne Murphy marcou 12; e Miah-Marie Langlois conseguiu fazer mais 11.

Por enquanto, o Canadá fica com a primeira colocação do Grupo B. Neste domingo, a classificação final após a primeira rodada será definida, já que Estados Unidos e Senegal se enfrentam às 12h na Arena da Juventude.

Canadá abre vantagem e administra no segundo quarto

As canadenses começaram com um ritmo forte e logo mostraram para as chinesas que não seria um confronto fácil para elas. Em uma partida sem um placar alto, o Canadá conseguiu abrir dez pontos de vantagem logo no primeiro quarto, fazendo parcial de 19 a 9.

Durante o segundo quarto, a China conseguiu começar a marcar mais pontos, fazendo 17 durante o período. Entretanto, as canadeses não ficaram para trás e não deixaram a vantagem mudar muito, marcando 18 pontos e fechando o primeiro tempo com 37 a 26.

China tenta, mas não consegue encostar no placar

No terceiro quarto, as chinesas continuaram tentando uma reação, mas não conseguiram parar o Canadá defensivamente e continuaram levando o mesmo número de pontos que conseguiam marcar. O período teve parcial equilibrada de 23 a 20, mas o placar continuou com boa vantagem canadense em 60 a 46.

O último quarto foi de mais domínio do Canadá. Sem conseguir oferecer resistência, a China acabou vendo o adversário abrir uma vantagem cada vez maior e deixar o placar elástico, levando mais de 30 pontos em apenas um período. Sem conseguir fazer mais nada, as chinesas apenas observaram a superioridade canadense e a partida acabou com massacre de 90 a 68.

O Canadá volta à quadra na segunda-feira (8), às 14h15, contra a Sérvia. Já a China joga no mesmo dia, às 19h45, contra Senegal.