Estados Unidos massacra Senegal na estreia do basquete feminino

Norte-americanas não encontraram problemas e venceram com facilidade as senegalesas

Estados Unidos massacra Senegal na estreia do basquete feminino
Foto: Divulgação/USA Basketball
Estados Unidos
121 56
Senegal

Como esperado, os Estados Unidos venceram sem dificuldades Senegal e garantiram ótimo resultado na estreia do basquete feminino nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Mesmo sem a vitória, as senegalesas não desistiram e tentaram pontuar bastante, principalmente com bolas de três. As norte-americanas fizeram 121 a 56 e garantiram o favoritismo na modalidade.

As maiores pontuadoras de Senegal foram Fatou Dieng, com dez pontos, Mame Marie Sy, que marcou nove, Oumoul Thiam, fez oito, e Astou Traore, com sete. Nos Estados Unidos, Sylvia Fowles, Breanna Stewart e Diana Taurasi fizeram quinze pontos cada, Brittney Griner acertou quatorze pontos e Angel McCoughtry e Elena Delle Donne fizeram onze.

Pelo Grupo B do basquete feminino, China e Canadá se enfrentaram neste sábado (6) e as canadenses conseguiram vitória fácil por 90 a 68. Ainda neste domingo, a Espanha recebe a Sérvia na Arena da Juventude para fechar a rodada de estreia do grupo.

Mesmo com o apoio da torcida brasileira, Senegal não consegue segurar norte-americanas

Os brasileiros presentes na Arena da Juventude escolheram apoiar as senegalesas mesmo com a grande diferença técnica entre as seleções. Apesar do apoio da torcida, Senegal não conseguiu segurar a potência norte-americana e viu as adversárias abrirem 35 a 9 logo no primeiro quarto. Com várias jogadoras em ótimo dia, os Estados Unidos dominaram a partida inteira e só ampliaram a vantagem.

Durante o segundo período, o massacre estadunidense continuou e as meninas fizeram parcial de 29 a 12, ampliando o placar para 64 a 21 para o intervalo.

Estados Unidos abre mais de 60 pontos de vantagem no segundo tempo

No terceiro quarto, a história continuou igual e foi mais domínio das favoritas a medalha de ouro. Mesmo marcando 17 pontos, Senegal não conseguiu para defensivamente as adversárias e acabou levando 30 pontos no período, eliminando qualquer chance de reação. No início do tempo final, o placar já marcava 94 a 38 para os Estados Unidos.

O último período teve ritmo menor e as senegalesas investiram em bolas de três para diminuir o placar elástico. Sabendo que não havia chance de virada, Senegal continuou com dificuldades, mas jogava como se fosse possível vencer. Foram 23 tentativas de três pontos, sendo 10 convertidas. Enquanto isso, os Estados Unidos só controlaram o resultado e aproveitaram para marcar mais de 100 pontos, fechando o placar com um expressivo 121 a 56.

As norte-americanas voltam à quadra nesta segunda-feira (8) e enfrentam a Espanha às 12h. Já Senegal joga no mesmo dia, às 19h45, contra a China.