Estados Unidos vence Espanha e garante vaga na final do basquete masculino pela terceira Olimpíada seguida

Klay Thompson anotou 22 pontos e foi o destaque dos Estados Unidos; Kevin Durant passou LeBron James e agora é o segundo maior cestinha da história em Jogos Olímpicos. Pau Gasol anotou 23 pontos mas não conseguiu impedir outra derrota da Espanha para os americanos

Estados Unidos vence Espanha e garante vaga na final do basquete masculino pela terceira Olimpíada seguida
DeAndre Jordan (6) e Kevin Durant (5) brilharam na vitória dos Estados Unidos (Foto: Divulgação/NBA)
Estados Unidos
82 76
Espanha

Pela terceira Olimpíada seguida, os Estados Unidos estão na final do basquete masculino.  Na tarde desta sexta-feira (19), os americanos venceram a Espanha por 82 a 76 e garantiram a vaga na final nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O espanhol Pau Gasol foi o cestinha do jogo com 23 pontos, um ponto a mais que Klay Thompson, que foi o destaque dos norte-americanos.

O jogo marcou o reencontro entre os dois finalistas das duas últimas Olimpíadas (2008 e 2012). Novamente os Estados Unidos levaram a melhor e continuam sendo os carrascos dos espanhóis. Desta vez o confronto não valia medalha como antes, entretanto os americanos garantiram uma com a vaga na final.

A grande decisão valendo a medalha de ouro será no domingo (21), às 15h45 (de Brasília), na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Os Estados Unidos buscam o tricampeonato em Jogos Olímpicos e aguardam o vencedor do confronto entre Sérvia e Austrália, que jogam na noite desta sexta.

Estados Unidos domina no primeiro quarto, Espanha reage no segundo mas fica atrás no placar

Com o astro Kevin Durant inspirado e anotando sete pontos logo no começo do jogo, os Estados Unidos começaram dominando a Espanha no primeiro período. Apesar da grande atuação de Pau Gasol - que anotou 12 dos 17 pontos dos espanhóis - os americanos venceram o primeiro quarto por nove pontos de vantagem, por 26 a 17.

A boa vantagem dos Estados Unidos também era graças a péssima pontaria dos próprios espanhóis, que começou o jogo com apenas uma bola de três em nove tentativas. Por outro lado, os americanos tinham Klay Thompson inspirado no perímetro, anotando três bolas em cinco tentativas na linha de três pontos.

Kevin Durant foi o destaque do primeiro período com 7 pontos (Foto: Divulgação/NBA)
Kevin Durant foi o destaque do primeiro período com 7 pontos (Foto: Divulgação/NBA)

No segundo período, a arbitragem se destacou um pouco no jogo marcando muitas faltas técnicas para os dois lados. Kevin Durant, que começou bem o jogo, ficou pendurado com três faltas e pouco participou no segundo quarto. Por outro lado, o time americano tinha Klay Thompson inspirado, que foi para o intervalo com 17 pontos e 60% de aproveitamento nos arremessos.

A Espanha tentou reagir no segundo quarto. Com boa atuação de Rudy Fernandez, os espanhóis chegaram a diminuir a vantagem dos Estados Unidos para apenas três pontos. Entretanto, no fim do segundo período os americanos conseguiram aumentar novamente sua vantagem para seis pontos, indo para o intervalo vencendo por 45 a 39.

Estados Unidos aumenta vantagem, vence a Espanha mais uma vez e garante vaga na final

No início do terceiro período, o jogo começou mais corrido e com as duas equipes pontuando. Os Estados Unidos aproveitaram disso e abriram 11 pontos de vantagem, a maior do jogo até então. Porém, a Espanha não deixava de lutar e por algum momento conseguiu diminuir a vantagem para cinco pontos quando Sergio Llull anotou umas bolas de três pontos e aliviou a situação.

Mas os Estados Unidos tinham mais talentos individuais. Quando DeMarcus Cousins chegou a quinta falta e foi excluído da partida, entrou DeAndre Jordan dominando o garrafão e aumentando a vantagem para nove pontos ao fim do terceiro período: 66 a 57.

Gasol (4) lutou o jogo todo, mas não impediu a derrota para os Estados Unidos (Foto: Divulgação/FIBA)
Gasol (4) lutou o jogo todo, mas não impediu a derrota para os Estados Unidos (Foto: Divulgação/FIBA)

No início do último quarto, os americanos começaram bem e aumentaram a vantagem para 15 pontos, a maior marca do jogo. Por outro lado, a Espanha tinha o interminável e guerreiro Pau Gasol, que chegou na marca dos 23 pontos e ajudou o time a diminuir a vantagem para nove pontos.

Nos últimos três minutos, o nervosismo atrapalhou a Espanha, que teve a chance de diminuir a vantagem para sete pontos na bandeja de Sergio Rodríguez, entretanto o espanhol acertou um tapa na cara de DeAndre Jordan e os pontos não valeram. Por sua vez, os Estados Unidos apenas administraram a posse de bola no fim do jogo e jogaram junto com o relógio. Fim de jogo, vitória dos americanos por 82 a 76 e vaga na final pela terceira Olimpíada seguida.

Butler abraçando Gasol após o jogo. Os dois foram companheiros no Chicago Bulls nas últimas duas temporadas na NBA (Foto: Divulgação/FIBA)
Butler abraçando Gasol após o fim do jogo. Os dois foram companheiros no Chicago Bulls nas últimas duas temporadas na NBA (Foto: Divulgação/FIBA)