Wiggins anota 47 pontos e Timberwolves vencem Lakers

Ala-armador bateu recorde individual na carreira. Rubio e Towns fizeram duplo-duplo

Wiggins anota 47 pontos e Timberwolves vencem Lakers
Foto: Divulgação/NBA
Minnesota Timberwolves
125 99
Los Angeles Lakers

Na noite deste domingo (13), o Minnesota Timberwolves recebeu o Los Angeles Lakers e venceu por 125 a 99, anotando sua melhor marca na temporada. Destaque do jogo foi para Andrew Wiggins, que anotou 47 pontos, seu recorde individual. Karl-Anthony Towns e Ricky Rubio também foram destaques com duplo-duplo.

Os Wolves dominaram o primeiro tempo. Com bom aproveitamento nos arremessos e um ótimo jogo coletivo - além do bom desempenho individual de Andrew Wiggins que foi para o intervalo com 25 pontos - os donos da casa foram para o descanso vencendo por 69 a 46.

No segundo tempo, os Lakers reagiram vencendo o terceiro período. No início do último quarto, Lou Williams conseguiu botar a vantagem em oito pontos. Entretanto, Wiggins apareceu para decidir e ainda quebrou seu recorde individual de pontos.

As duas equipes jogaram também no sábado (12). Os Wolves receberam os Clippers e perderam por 119 a 105. Já os Lakers - que estão na estrada há três rodadas - visitaram os Pelicans e venceram por 126 a 99. Na próxima rodada, as duas equipes jogam em casa na terça-feira (15). Os Wolves recebem o Charlotte Hornets, enquanto os Lakers recebem o Brooklyn Nets.

Rubio e Wiggins se destacam no primeiro tempo e Wolves abrem vantagem

O jogo começou bastante equilibrado, respondendo as expectativas. Os Lakers lideraram o placar até quando restavam 6:16 minutos para o fim do primeiro quarto, quando Nemanja Bjelica colocou os Wolves na frente por um (17 a 16).

Ricky Rubio, um dos mais experientes em quadra, começou a fazer a diferença em quadra. O armador de Minnesota anotou nove pontos e deu três assistências antes de ir para o descanso, sendo peça fundamental na vitória dos Wolves no primeiro quarto por 36 a 27.

Os Lakers voltaram para o segundo período com outra atitude. O banco de reservas da equipe da Califórnia - que é o melhor da NBA até o momento - cortou a desvantagem para apenas um ponto (40 a 39), restando oito minutos ainda por jogar. 

O bom momento dos Lakers logo no início do segundo período obrigou o técnico Tom Thibodeau a parar o jogo. No retorno ao jogo, os Wolves voltaram com outra atitude. Adreain Payne causou nervos à equipe visitante, anotou oito pontos e a vantagem aumentou para acima de dez.

Além de Payne, quem começou a assumir o protagonismo da partida foi Andrew Wiggins. O canadense terminou o primeiro quarto com 13 pontos, anotou mais 12 no segundo período e foi para o intervalo com 25 - sozinho fez dois pontos a mais que o quinteto inicial dos Lakers (23). Com aproveitamento de 58% nos arremessos e com os adversários abatidos, os Wolves foram para o intervalo vencendo por 69 a 46.

Lakers reagem no segundo tempo, mas sofrem apagão no fim e Andrew Wiggins bate recorde individual

Os Lakers voltaram para o segundo tempo anotando duas bolas de três pontos seguidas, demonstrando sinais de reação. O bom começo obrigou o técnico Tom Thibodeau a pedir tempo técnico com menos de um minuto jogado para esfriar a partida.

Entretanto, a estratégia não parecia funcionar. Os Lakers tiveram um sequência de pontos com Julius Randle e Luol Deng, enquanto os Wolves pararam de pontuar e só acertavam aro. Com cinco minutos ainda por jogar no terceiro período, a desvantagem dos Lakers era de 16 pontos (79 a 63).

A defesa dos Lakers funcionou no terceiro período, ajudando a equipe a vencer por 26 a 17. Jordan Clarkson e Brandon Ingram se destacaram na metade final do quarto. Os Lakers diminuíram a desvantagem para 12, mas no último segundo o pivô Karl-Anthony Towns anotou uma bola de três que colocou os Wolves com 15 de frente (87 a 72).

No último período entrou no jogo alguém que até então estava apagado: Lou Williams. Destaque do banco dos Lakers, anotou oito pontos seguidos em menos de um minuto e a desvantagem caiu para 11. Thibodeau até parou o jogo, mas não conseguiu esfriar Lou Williams, que conseguiu diminuir de 11 para oito logo na sequência.

Entretanto, os Lakers sofreram a noite toda com alguns apagões, que comprometiam a equipe em quadra. Numa dessas, Wiggins aproveitou para anotar sua melhor marca pessoal (47 pontos) e decidir o jogo na metade final para os Wolves, que tiveram sua melhor marca na temporada (125 a 99).

Destaques da noite

Minnesota Timberwolves

Andrew Wiggins: 47 pontos

Karl-Anthony Towns: 22 pontos e 12 rebotes

Ricky Rubio: 10 pontos e 10 assistências

Los Angeles Lakers

Lou Williams: 17 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Jordan Clarkson: 14 pontos

Julius Randle: 14 pontos e 6 rebotes