Porzingis e Carmelo jogam bem, Knicks se recupera e vence Mavericks

Anthony, a grande estrela do Knicks, começou mal a partida, mas depois se inspirou e contribuiu para a vitória; Porzingis entrou e mudou a partida

Porzingis e Carmelo jogam bem, Knicks se recupera e vence Mavericks
Foto: Elsa/Getty Images/AFP
New York Knicks
93 77
Dallas Mavericks

New York Knicks e Dallas Mavericks foram para o jogo buscando levantar a moral, já que ambos vêm de derrota e estão um pouco distantes da zona dos playoffs. O Knicks se reforçou bem para essa temporada da NBA, mas todo o investimento não deu resultado ainda. Enquanto isso, com apenas duas vitórias em oito jogos, o Mavericks vai sofrendo com as ausências de Nowitski e Deron Williams, desfalques que contribuem para o começo ruim da equipe.

Apesar de ter perdido o primeiro tempo de 39 a 36, New York se acertou muito bem para a segunda etapa e Dallas seguiu com ritmo forte, mas a superioridade dos Knicks falou mais alto e o placar ficou em 93 a 77.

Na próxima rodada, o Knicks não vai precisar sair de Nova York, pois vai enfrentar o Pistons. Já o Dallas Mavericks vai até Boston com a dura missão de vencer o Celtics.

Dallas consegue sair vencedor no primeiro tempo

Apesar do passeio no placar, a primeira etapa de jogo foi muito favorável ao Mavericks, que se saiu melhor no aproveitamento dos rebotes, além da sua ótima marcação, que praticamente anulou Carmelo Anthony na partida. O Knicks começou a esboçar sua reação no fim do primeiro quarto e manteve o ritmo até o fim do primeiro tempo, quando a diferença no marcador ficou em apenas três pontos.

Holiday vai para o jogo, Carmelo Anthony acorda e Knicks atropela Dallas

Com a saída de Noah (pivô) e a entrada de Holiday (ala), a história do jogo mudou para o Knicks, que de ataque em ataque demonstrou que a vitória era questão de tempo e viria com sobra. O Mavericks não tinha muito o que fazer, pois os importantes desfalques de Nowtiski e Deron Williams tornam o time limitado tecnicamente. 

Eles gostaram do jogo e fizeram estrago

Dos 93 pontos anotados pelo Knicks, Carmelo e Porzingis se encarregaram de fazer 48 (24 para cada), destaque para o letão, que de seus 24 pontos, 11 foram de rebote. Isso demonstra que, quando essa dupla estiver inspirada, poucos conseguirão segurar.