David Jackson brilha e Vasco se recupera no NBB ao vencer Mogi

Equipe carioca se recupera de duas derrotas seguidas e conquista primeira vitória em casa na competição

David Jackson brilha e Vasco se recupera no NBB ao vencer Mogi
Ginásio de São Januário - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Vasco da Gama
94 70
Mogi

O Mogi chegou para a partida como favorito, mesmo jogando fora de casa. Os vascaínos, donos da casa, vinham de duas atuações ruins contra Brasília e Campo Mourão, e já começavam a preocupar a torcida sobre o quanto a equipe poderia render no prosseguimento da competição. 

Em quadra, o Vasco se impôs, teve um aproveitamento ofensivo muito bom e contou com ótimas atuações de quase todos os seus jogadores. Detaque para David Jackson, norte-americano que foi o cestinha da equipe na partida, com 26 pontos. Nezinho também se destacou, com 22 pontos e 7 assistências. Pelo lado do Mogi, Shamell foi o único a se destacar. Com 28 pontos (cestinha da partida) e 5 assistências, o norte-americano viu sua ótima atuação não ser suficiente para levar sua equipe à vitória.

Os vascaínos voltarão a jogar em seu ginásio já na próxima terça-feira (22), quando receberão o Basquete Cearense, às 19h30. Já o Mogi tem datas e horários indefinidos para as suas próximas partidas, já que a partir da próxima semana começará a disputar a série final da da Liga Sulameticana de Basquete, contra o Bahia Blanca Basket, da Argentina.

O jogo

Recheado de erros ofensivos e posses perdidas, o primeiro quarto da partida serviu para mostrar que os vascaínos ao menos corrigiram os erros que vinham cometendo no garrafão, porém, ainda assim a defesa cruzmaltina ainda dava muito espaço para os arremessos de fora. Nezinho e Shamell foram os destaque, com oito pontos cada, enquanto Fiorotto conseguiu seis rebotes apenas no primeiro quarto. O mesmo terminou empatado em 17 a 17, com duas belas bolas de fora nos últimos segundo, uma para cada time.

O segundo quarto foi melhor para os vascaínos. Com David Jackson, Murilo e Nezinho em alta, a equipe da casa chegou a abrir quinze pontos de vantagem ainda nos primeiros cinco minutos do período. O ala-armador norte-americano da equipe do Vasco, David Jackson, parece ter recuperado seu condicionamento físico após a lesão que o afastou nas duas primeiras rodadas da competição. Ao final do quarto, a equipe do Mogi conseguiu cortar a vantagem vascaína para nove pontos. Os cruzmaltinos foram ao intervalo vencendo por 43 a 34.

Os vascaínos voltaram ainda mais arrasadores para o terceiro quarto. A eficiência da equipe e os muitos erros dos visitantes, possibilitaram ao Vasco a abertura de uma larga vantagem no placar, ultrapassando os vinte pontos. Todos se destacaram pelos donos da casa, mas Nezinho foi a imagem do bom aproveitamento da equipe. Como no primeiro quarto, coroou a ótima atuação com uma cesta de fora no estouro do cronômetro. Ao fim do período, o Vasco vencia por 69 a 42.

Como era de se esperar, o último quarto apenas serviu para dar rotatividade a alguns jogadores. O Mogi até começou bem, melhorando seu aproveitamento nos arremessos, porém, a larga vantagem tornava improvável a virada. Após o ímpeto inicial dos adversários, os vascaínos continuaram aproveitando a tarde inspirada de seus jogadores no ataque e mantiveram a vantagem até o fim, vencendo a partida por 94 a 70.