Eletrizante! Celtics tiram diferença de mais de vinte pontos e vencem Rockets

Mesmo uma primeira metade terrível não permitiu que o time de Boston perdesse em casa

Eletrizante! Celtics tiram diferença de mais de vinte pontos e vencem Rockets
Reprodução: nba.com/celtics

No esperado duelo entre dois dos melhores armadores da liga, nosso terraplanista favorito, Kyrie Irving, levou a melhor sobre o barbudo James Harden. O Houston Rockets visitou o Boston Celtics no TD Garden e não conseguiu converter a vantagem que gerou sobre seu anfitrião em uma vitória. O placar final ficou em 99 a 98.

Uma corrida de 12-0 nos primeiros minutos já foi um grande balde de água fria para o time da casa, que logo nos momentos iniciais entrou em um buraco do qual parecia que não conseguiria mais sair.  Os 12 primeiros minutos dos Celtics foram desastrosos tanto ofensiva quanto defensivamente, o líder da conferência leste saiu de quadra com uma desvantagem de vinte pontos. Entre o momento em que Irving saiu para descansar e o final do quarto, a equipe de Boston não marcou nenhum ponto.

A falta de rebotes ofensivos e de lances livres foram dois grandes fatores que contribuíram na derrota que iria se desenhando no início do jogo. Do lado vermelho, vale o destaque para o brasileiro Nenê, ele começou jogando e acertou 3 dos seus 4 arremessos de quadra. Parecia que os visitantes não sentiram falta de seus numerosos desfalques, como Chris Paul e Clint Capela.

O segundo quarto começou e o que continuava se vendo era um jogo impecável do Houston Rockets, que abusava das trocas para deixar James Harden com a vantagem nos matchups e pontuando à vontade. Mesmo a saída do barbudo de quadra não tirou o pé do acelerador da equipe texana, que rodava a bola à vontade e encontrava muitas cestas de três. Ainda que o Celtics tenha melhorado desde a etapa inicial, o jogo ofensivo fez a diferença para o time vermelho, que aumentou a vantagem para 62 a 38.

Mas quem achou que o jogo estaria morto após o intervalo estava muito enganado. Boston correu atrás do enorme prejuízo, foi muito mais agressivo na defesa e começou a ser mais efetivo no ataque. Pela primeira vez na noite a diferença saiu dos dois dígitos. Ao fim do quarto o jogo estava em 78 a 69. Havia um jogo pela frente!

Os doze minutos finais começaram com uma defesa afiada do time da casa, foram algumas jogadas de efeito direto no placar. Um bom exemplo disso foi a roubada de bola do armador reserva Terry Rozier próximo ao meio da quadra que resultou em uma enterrada que deixou o jogo com apenas 4 pontos de diferença.

Parecia que a cada posse a diferença só diminuia, tudo isso graças ao esforço do Celtics que não desistiu de um jogo que parecia completamente perdido. Enquanto isso, a cada minuto que se aproximava do final Kyrie parecia mais tentado a comer a bola e fazia um duelo praticamente individual com James Harden. O barbudo tentava carregar o ataque nas costas, que na segunda metade sentiu a falta de seus desfalques.

Os segundos finais da partida foram elétricos. Em jogada após pedido de tempo Marcus Smart fez uma ponte aérea para Jayson Tatum que deixou o jogo a apenas um ponto de diferença. Logo em seguida o mesmo Smart cavou uma falta ofensiva na saída de bola em cima de James Harden, converteu os lances livres e deixou o Celtics na frente do placar, de onde não saiu mais.

Ainda deu tempo de Smart cavar mais uma falta ofensiva a tempo de fazer o Celtics ficar com a última posse e fechar o placar em eletrizantes 99 a 98 com cesta de Al Horford.

Destaques da partida

Boston Celtics

Kyrie Irving — 26 pontos e 4 assistências

Marcus Smart — 13 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Terry Rozier — 13 pontos, 8 pontos do 4º quarto

Houston Rockets

James Harden — 34 pontos, 10 assistências e 6 rebotes

Nenê — 10 pontos e 4 rebotes em 19 minutos

Eric Gordon — 24 pontos, 23 arremessos de quadra