Varejão elogia torcida do Flamengo e enaltece Marcelinho: "Jogar com ele não tem preço"

Marcelinho deu a assistência para os primeiros pontos de Varejão no Flamengo

Varejão elogia torcida do Flamengo e enaltece Marcelinho: "Jogar com ele não tem preço"
Foto: Divulgação/Staff Flamengo

Anderson Varejão estreou na vitória do Flamengo sobre o Campo Mourão, na noite desta quinta-feira, na Arena Carioca 1, em jogo válido pela 14ª semana do NBB. O pivô não escondeu a felicidade de estrear no rubro-negro e aproveitou para elogiar o carinho e apoio dos pouco mais de quatro mil torcedores. 

+ Na estreia de Anderson Varejão, Flamengo vence Campo Mourão e se mantém na liderança do NBB

"É gostoso demais. É uma torcida diferente pela maneira como eles torcem, gritam e apoiam o time o jogo inteiro. Isso é muito importante para gente. Sabemos que o NBB está equilibrado e vamos precisar do apoio dele em todos os jogos", afirmou o pivô. 

Varejão começou a partida no banco de reservas e entrou na metade do primeiro quarto junto com Marcelinho. Em poucos minutos, mudaram o panorama da partida e o Flamengo dominou o jogo desde então. Ambos mostraram entrosamento da época da seleção e protagonizaram boas jogadas. Foi das mãos de Marcelinho que saiu uma assistências de costas para o pivô marcar os primeiros pontos pelo rubro-negro. Varejão enalteceu o companheiro.

"Com todo respeito a todo mundo e a equipe toda, mas acho que não poderia ter sido melhor com a assistência do Marcelinho. Ele foi um mentor para mim na seleção por muitos anos. Poder jogar com ele no Flamengo, no ano da aposentadoria dele, que foi uma das coisas que pesou para vir para cá, não tem preço. Passe de costas dele, foi muito bom", disse.

Apesar da euforia da estreia, Anderson Varejão teve atuação discreta. Fez apenas quatro pontos, pegou sete rebotes e deu cinco assistências. O pivô admitiu a falta de ritmo e de entrosamento com os novos companheiros.

"O Neto (treinador do Flamengo) vai começar me colocando pouco a pouco, me colocando devagar nos jogos, para entender os sistemas táticos de ataque e defesa... Ainda falta ritmo, mas isso só com o tempo. Só jogando que vou conseguir essas coisas", explicou. 

Confira outros trechos da entrevista de Varejão

Estreia no Flamengo

"Cheguei para somar nesse grupo do Flamengo que já vem fazendo um campeonato muito bom. Até falei com o pessoal antes no vestiário que cheguei para somar e dar sequência nesse trabalho. O Flamengo não assinou comigo para fazer 30 pontos por jogo, sabemos disso. Cheguei para somar com esse grupo e fazer o trabalho que acham que é importante para o Flamengo e conseguir mais um título"

Experiência

"Chego com uma experiência internacional de NBA, Europa e Seleção Brasileira também. Posso ajudar a garotada mais nova, a nova geração da seleção. Vou passar um pouco da minha experiência dentro e fora de quadra"

Saudades de jogar no Brasil

"Sentia falta disso. Saí muito novo, com 18 anos. Só voltava ao Brasil para jogar com a Seleção Brasileira. Era muito bom, mas não tinha essa sequência desse carinho e do calor humano do brasileiro. No Flamengo e na Seleção vou conseguir tudo isso que sentia saudade e fazia falta"