Micale exalta atuação da seleção olímpica após classificação e rende elogios a Neymar: "Um monstro"

Técnico analisa partida contra Honduras e diz que seus comandados jogam a essência do futebol brasileiro

Micale exalta atuação da seleção olímpica após classificação e rende elogios a Neymar: "Um monstro"
(Foto: Raphael Zarko)

Com uma belíssima atuação na goleada contra a Hunduras, no Maracanã, nesta quarta-feira (17), a seleção comandada por Rogério Micale segue sua trajetória em busca do ouro olímpico inédito. No próximo sábado (20), o selecionado canarinho vai encarar a Alemanha - venceu a Nigéria, por 2 a 0 -, no sábado (20), às 17h30, no Maracanã.

Com 12 gols marcados e nenhum sofrido em cinco partidas, a seleção está pela quarta vez numa final olímpica e já é recordista de medalhas no futebol masculino - três de prata (1984, 1988 e 2012), duas de bronze (1996 e 2008) e o ouro ou prata dessa edição dos jogos.

Micale, em entrevista coletiva após a classificação, comemorou o resultado e valorizou a briga dos atacantes pela bola no campo de ataque. O comandante citou como exemplo o gol de Neymar logo aos 14 segundos do primeiro tempo, após dividir a bola com o goleiro de Hunduras. 

"Considero que fazemos uma campanha boa. Um futebol com nossa essência, nossa característica. Um futebol bonito. A equipe se doou, encorpou, lutou muito para conseguir a bola, recuperando a bola. Fomos premiados com gol logo no início com o Ney. Que ele já tem feito em todos os jogos, com dedicação incrível dele. Chegamos nessa reta final forte. Cada jogo tem sua história, vamos ter que fazer outra história agora. Crescemos no momento importante", disse Micale. 

Questionado sobre a pressão dar a primeira medalha olímpica ao Brasil, o comandante ressaltou novamente o crescimento da equipe, demonstrando que acredita no feito.

"Na verdade vamos tratar como temos feito. Nós sabemos dessa pressão desde o início da competição. O que nos interessa, culturalmente, é a medalha de ouro. O pensamento é um: trabalhar da mesma forma que fizemos desde o início. Não faltaria luta, não faltaria entrega. E estamos reproduzindo isso jogo a jogo. E essa é a nossa promessa. Nossa futebol é de qualidade e também de transpiração. Isso é um motivo que nos leva a ter a esperança que podemos, sim, conquistar esse grande sonho. É fazer o nosso melhor", declarou.

Rogério Micale, ao ser questionado sobre Neymar, não poupou elogios ao capitão brasileiro e falou sobre a pressão que o jogador sofreu na fase de grupos da competição.

"É um monstro. Neymar é um cara que tem um dom de jogar futebol que encanta. Ele tem um talento, e desenvolveu ainda mais. O Neymar é um cara desse que excede algumas situações que vamos continuar procurar entender. Confesso que é complexo. Ele é um cara que está feliz, que foi abraçado. Neymar é muito cobrado. Há uma semana atrás, estava vivendo um momento difícil, de muita cobrança. Temos que respeitar, falo isso muito isso. Ele é acima da média. Queria citar também Marquinhos, Rodrigo Caio, Renato Augusto, Rafinha, Wallace... Temos uma excelente geração", elogiou.

"A gente sabe da luta das meninas. Gostaríamos que elas estivessem na final também, pela luta. Nossa imprensa está aprendendo junto com a gente. Está aprendendo que no futebol as coisas não podem mudar de uma semana para outra. Faz parte de uma mudança de paradigma passa por todo mundo, de quem trabalha com futebol e com quem trabalha na imprensa", finalizou Micale, comentando sobre as comparações feitas com a seleção brasileira feminina.