Seleção de goalball da Argélia não chega ao Rio 2016 e perde de W.O para Estados Unidos

Partida valeria pela primeira fase do Grupo C do torneio feminino da Paralimpíada

Seleção de goalball da Argélia não chega ao Rio 2016 e perde de W.O para Estados Unidos
(Foto: Divulgação / NPC Algeria)

Em partida válida pela primeira fase do grupo C do torneio feminino de goalball dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, que marcaria estreia da seleção feminina da Argélia na competição contra os Estados Unidos não aconteceu. A equipe feminina da seleção africana não compareceu à Arena do Futuro para a parttida macara para a tarde desta sexta-feira (09) contra a seleção norte americana. De acordo com informações do comitê da Rio 2016, a equipe ainda não teria chegado ao Brasil. A seleção americana já estava no vestiário da Arena quando soube da ausência de suas ardversárias. 

Ainda conforme o comitê organizador da Paralimpíada, a seleção argelina não foi desclassificada do torneio. Neste sábado (10), às 18h45 a seleção da Argélia tem confronto marcado contra o Israel, e, caso cheguem a tempo, elas poderão jogar e buscar uma vaga nas quartas de final da competição. 

O diretor do Comitê Paralímpico Internacional (CPI), Craig Spence afirmou que a entidade está ciente da ausência das atletas que busca esclarecer os motivos que fizeram com que a equipe não conseguisse chegar ao Rio de Janeiro para a competição. É válido lembrar que a seleção masculina da Argélia chegou à cidade e estreou na última quinta-feira (08), contra a seleção da Alemanha, perdendo a partida por 10 a 0. 

Um pouco sobre o goalball

O goalball foi criado em 1946 pelo austríaco Hans Lorenzen e pelo alemão Sepp Reindl. A ideia era ajudar na reabilitação de combatentes da Segunda Guerra Mundial que perderam a visão. Com estreia nos jogos de 1975, em Toronto, no Canadá, o goalball é uma modalidade exclusivamente paralímpica. A disputa acontece com duas equipes com três times cada. As linhas da quadra são táteis, para que os jogadores se localizem. Em cada extremidade há um gol gigante, de 9m. Os atletas lançam a bola, que contém um guizo, e tentam marcar o maior número de gols possível.