Gabriel Jesus elogia garra brasileira diante da Bolívia fora de casa

Jogando a 3640 metros de altitude, Gabriel Jesus declara cansaço, mas reitera garra da seleção brasileira

Gabriel Jesus elogia garra brasileira diante da Bolívia fora de casa
Aizar Raldes/AFP/Getty Images

Nesta quinta-feira (5), o Brasil, de Tite, enfrentou a Bolívia, na altitude de La Paz, pela penúltima rodada das Eliminatórias da Copa. E, em um duelo que teve o goleiro Lampe como grande destaque, o atacante Gabriel Jesus viu três finalizações suas pararem no boliviano. Apesar do empate, oatacante declarou que a seleção brasileira mostrou mais uma vez seu comprometimento mesmo já classificada para a Copa.

"Três chances que não costumo errar. De cabeça ainda estou treinando, aprimorando, mas não posso errar, eu sei. Fui lá e falei para ele parabéns pelas defesas. A gente sabia que não seria fácil, tivemos chances claras, mas não conseguimos ampliar para gol. Saímos daqui de cabeça erguida, porque a gente batalhou, correu e conseguiu segurar a equipe dele", disse o camisa 9 da seleção brasileira. 

Sofrendo com o bom momento do goleiro boliviano e com a altitude de 3640 metros de La Paz, a seleção brasileira contou, ao todo, com onze chances ao gol. Atacante do Master City, Gabriel Jesus confirmou o cansaço da seleção devido à altitude, e, principalmente, declarou seu próprio desgaste, em seu primeiro jogo enfrentando tais condições geográficas. 

 "Senti um pouco de cansaço, é normal. Primeira vez que jogo em altura assim. Pega, é normal. Conseguimos jogar, colocar o ritmo. Infelizmente, a bola não entrou hoje. É descansar para que nos próximos jogos conseguimos fazer outro belo jogo e marcar os gols. O físico pega bastante. O domínio da bola é em relação ao campo, que não estava legal, mas não podemos reclamar, é entrar em campo e jogar, enfrentar as dificuldades", finalizou Gabriel Jesus. 

Líder isolado e já garantido na Copa do Mundo de 2018, com 38 pontos acumulados, o Brasil fecha as Eliminatórias na última rodada (18ª) diante do Chile, na Arena Palmeiras, em São Paulo, na próxima terça-feira, às 20h30 (de Brasília).

Brasil