Uma nova Kristen Stewart em Cannes

Atriz marca presença no "Oscar" do cinema Francês

Uma nova Kristen Stewart em Cannes
(foto:GettyImages)

Aos 26 anos, Kristen Stewart está reinvantando sua carreira. Depois do sucesso mundial da franquia Crepúsculo, tinha 17 anos quando encarou a personagem Bela Swan pela primeira vez na história de vampiros adolescentes e nunca mais saiu dos holofotes. 

Desde que a franquia Crepúsculo encerrou em 2012, Kristen tem escolhido papéis e filmes mais intensos, como a Lydia de Para Sempre Alice e a Valentine de Acima das Nuvens, que lhe rendeu um prêmio César em 2015.

"Eu não sabia como traçar um caminho", diz Stewart sobre o que aconteceu após Crepúsculo. "Não lutei muito para ser levada a sério. Por mais que a franquia tenha me mostrado às pessoas de forma grandiosa, para mim foi apenas uma longa experiência em um filme que gostei".

Os 5 filmes da saga baseados nos livros de Stephenie Meyer arrecadaram 3,3 bilhões de dólares pelo mundo, mas destruiram a privacidade da atriz. "Todo mundo que eu conheço já me conhece, é estranho", diz. Em 2012, quando surgiram fotos de Stewart beijando o diretor Rupert Sanders após o lançamento de Branca de Neve e o Caçador, ela precisou emitir um pedido público de desculpas - um momento doloroso para alguém tão tranquilo sobre sua vida pessoal. Stewart se refere a este incidente como "o escândalo" e acredita que a sociedade aprecia denegrir a imagem das mulheres.

Kristen Stewart tem dois filmes em exibição no Festival de Cannes 2016: a comédia Café Society, de Woody Allen, exibido na noite de abertura do festival, onde ela interpreta Vonnie, secretária de um produtor de cinema famoso; e em Persona Shopper, onde Kristen vive Mauren, uma jovem americana que mora em Paris e trabalha como personal shopper de uma celebridade local e tem o dom de se comunicar com o mundo dos mortos. 

Café Society é o primeiro papel desde Crepúsculo para o qual Stewart precisou fazer teste. E ela pensou que não tinha passado no teste. "Eu tenho um tipo de energia pesada e ela é realmente o oposto disso", disse a atriz, referindo-se ao personagem que ela interpreta no filme. Café Society se passa na década de 1930, centra-se em dois homens, um agente de Hollywood (Steve Carell) e seu sobrinho (Jesse Eisemberg) que competem pelo afeto de uma linda secretária do escritório, interpretada por Stewart.

Mesmo sendo uma figura recorrente nos tapetes vermelhos, ainda fica nervosa, e por isso às vezes parece infeliz ao caminhá-los. Esta é a terceira vez que Stewart comparece à Cannes. A primeira foi em 2012 com o filme Na Estrada e voltou com Acima das Nuvens. Ela lembra de assistir ao Prêmio César, sem saber exatamente o que era. Ao contrário do Oscar, não havia prazos para discursos de aceitação, então o show se arrastou por mais de quatro horas, além de ser em francês, uma língua que Stewart não fala. Sua colega Juliette Binoche disse que ela não seria chamada ao palco, mas ela se tornou a primeira atriz norte-americana a levar o prêmio. 

O Festival de Cannes está acontecendo desde o dia 11 e vai até 22 de maio, está na sua 68ª edição.