Conceito VAVEL: Invocação do Mal 2, sequência consistente e original

VAVEL Brasil avalia o segundo filme que conta a história de Ed e Lorraine Warren

Conceito VAVEL: Invocação do Mal 2, sequência consistente e original
Invocação do Mal 2: sequência consistente e original

Um dos novos lançamentos que vem fazendo sucesso e lotando salas de cinema do mundo inteiro é Invocação do Mal 2 (The Conjuring 2). O longa, que conta outra história vivida pelo casal Ed Lorraine Warren, fala sobre um evento paranormal ocorrido na cidade britânica de Enfield, onde uma família começou a sofrer com poltergaist e outros fenômenos. 

Em uma nova seção crítica, a VAVEL Brasil apresenta agora uma espécie de avaliação e conceituação do filme, tentando pontuar o que deu certo e o que deu errado na sequência, utilizando critérios específicos para entender o filme.

Roteiro (1,8/2,0)

Original como sempre, James Wan trouxe um novo suspense e uma nova história aterrorizante. O desfecho é incerto e tudo se torna cada vez mais tenso à medida em que se desenvolve. A história toda faz sentido no contexto do filme e traz à tona um mistério intrigante, que aos poucos prende a atenção do público.

Elenco (1,5/2,0)

Quando a primeira vez dá certo, não há como errar: manter Vera Farmiga Patrick Wilson era a única opção viável para continuar a sequência. Mesmo assim, as atuações de Maurice Grosse e da jovem - porém brilhante - Madison Wolfe iluminaram o filme, mostrando que a escolha do elenco foi inteligente.

Efeitos Especiais (1,0/2,0)

É verdade que o filme não utiliza-se muito dos efeitos especiais, mas para quem já assistiu a outros filmes do gênero, este quesito é um dos que menos impressiona. Aqui, a freira demoníaca leva todo o merecimento pela nota, visto que as aparições de Bill Wilkins e do "Crooked Man" não são tão apavorantes.

Figurino (0,8/2,0)

Neste questito, não há muito a ser pontuado. Ed Lorraine utilizaram roupas adequadas para a época, enquanto outros personagens pareciam usar um figurino mais moderno e que poderia ser utilizado nos dias atuais, sendo até um pouco responsável por confundir o tempo do longa.

Diversão (1,4/2,0)

O mais importante é realmente a diversão, que se forma através do conjunto da obra. O longa tem vários bons sustos e momentos que prendem muito a atenção. Sendo assim, a história realmente vale a pena, e é compreensível que muitas salas de cinema de todo o mundo estejam lotando para assistir. 

AVALIAÇÃO FINAL: 6,6/10