Fórmula 1
Fórmula 1
MotorSports Competition
Motorsports

Fórmula 1

1950 Silverstone


A Fórmula 1 é a principal e mais consagrada categoria automobilística do mundo. Ela é regulamentada e guiada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Desde a temporada de 2014 são utilizados motores com frações elétricas, contendo duas baterias internas e seis cilindros em "V". Em setembro de 2016, a categoria foi adquirida pelo grupo estadunidense Liberty Media Corporation num acordo avaliado em 8 bilhões de dólares, entre investimentos e assunção de dívidas, realizado em duas etapas: a compra da holding Delta Topco e a aquisição de ações da CVC Capital Partners.

Na Europa, foram disputados os primeiros Grandes Prêmios da então Fórmula Um, no início do século XX. Apenas com uma pausa de 1939 até 9 de setembro de 1945, causada pela Guerra Mundial, a categoria foi interrompida. No mais, segue até os dias de hoje sem nenhuma interrupção.

Os inícios da Fórmula 1

Na abertura, o Grande Prêmio da Inglaterra de 1950 foi vencido pelo que viria a ser o primeiro campeão mundial na história da Fórmula 1, o italiano Giusseppe Farina. O piloto do "país da bota" ganhou o campeonato por três pontos de diferença para seu companheiro argentino de equipe Alfa Romeo, Juan Manuel Fangio.

Juan Manuel Fangio foi o piloto que carimbou a primeira década da Fórmula 1. O argentino venceu seu primeiro campeonato mundial em 1951. Porém, em 1954 e 1955, conseguiu arrematou dois campeonatos mundiais com a Mercedes. No ano seguinte, em 1956, venceu com a Ferrari, e em 1957 com a Maserati. Assim, nos 10 Campeonatos Mundiais da década de 50, Fangio foi campeão em cinco deles.

Giusseppe Farina, primer piloto de la historia en ganar un mundial de Fórmula 1 | Fuente: IMDb
Giusseppe Farina, primeiro campeão mundial de Fórmula 1 (Fonte: IMDb)

Domínio britânico na década de 1960

Mike Hawthron foi o primeiro britânico a ganhar um Mundial de Fórmula 1, feito em 1958. Para a década de 1960 foi posto a era do automobilismo britânico, com equipes como Lotus, Cooper Car Company, Brabham e Owen Racing, e também com grandes nomes a Graham Hill, Jim Clark, John Surtees e Jackie Stewart.

John Surtees, inclusive, é o único piloto na história do automobilismo a vencer o campeonato mundial de motociclismo e o campeonato de Fórmula 1. Ele venceu o campeonato de motocicletas em várias chances: 3 em 350cc (1958-1960) e 4 em 500cc (1956, 1958-1960). Surtees venceu todos esses campeonatos com o MV Augusta. Na Fórmula 1, venceu seu campeonato em 1964 com italiana Ferrari.

John Surtees en los 60 | Fuente: autosport.com
John Surtees nos anos 60 (Fonte: autosport.com)

Quanto às equipes, a Lotus foi a precursora na introdução do chassi de alumínio monobloco e também tubular. Além disso, no final da década de 60, elementos aerodinâmicos foram incorporados ao carro e a Lotus introduziu o efeito piso em seus carros, sendo novamente pioneira.

A era Ecclestone e décadas 70, 80 e 90

No ano de 1978, Bernie Ecclestone assuu os direitos da Fórmula 1 para disseminá-los pelo planeta, fazendo com que a categoria se tornasse um negócio empresarial. E foi assim, que a F1 começou a crescer sob a tutela de Ecclestone.

As décadas de 70, 80 e 90 são consideradas por muitos como as melhores da história. Grandes rixas marcavam os asfaltos das pistas, como Niki Lauda vs. James Hunt, Ayrton Senna vs. Alain Prost e até Michael Schumacher vs. Mika Hakkinen. Foram tempos de verdadeiras brigas head to head.

Os anos 70 foram tatuados com a rivalidade entre o austríaco Niki Lauda e o britânico James Hunt. Assim, em 1975, Lauda venceu seu primeiro campeonato mundial guiando uma Ferrari, equipe que não vencia o campeonato desde 1964, com John Surtees. Um ano depois, em 1976, a rixa entre ambos se acentuou.

Hunt dirigia uma McLaren e Lauda defendia o título com a Ferrari. A temporada seguia acirrada, mas no GP da Alemanha, um acidente grave impediu que Lauda corresse nos GPs da Áustria e da Holanda, porém voltou no GP da Itália, onde cruzou a linha em quarto lugar, a medida em que Hunt não completou a prova. Então, o título foi decidido apenas na última corrida, no GP do Japão, onde Lauda foi obrigado a encerrar por ter dificuldades de enxergar no decorrer da prova, fazendo com que Hunt fosse campeão com o terceiro lugar.

O troco aconteceu em 1977, quando o mesmo Lauda retomou o troféu num ano em que Hunt teve leve queda no rendimento.

Já nos anos 80, a era de ouro da McLaren começou, com motores japoneses da Honda. Na década, as equipes ingleses tomaram conta: McLaren, Brabham e Williams. Nenhum ano de construtores foi vencido por algum time não-inglês.

Foi ali, na década de 80, que Nelson Piquet, Keke Rosberg, Ayrton Senna e Alain Prost abocanharam ao menos um título mundial. E foi Senna e Prost, ambos da McLaren, que travaram batalhas na segunda metade de tal década.

McLaren MP4-4 que condujeron Ayrton Senna (en imagen) y Alain Prost en 1988 | Fuente: McLaren
McLaren MP4-4 Senna (foto) e Prost guiaram em 1988 (Foto: Reprodução / McLaren)

Nos anos 90, a McLaren não conseguiu manter o mesmo ritmo e caiu de rendimento em 1992, quando a Williams apresentou inovações tecnológicas em seus carros, subindo degraus à frente dos concorrentes. Já em 92, Nigel Mansell ergueu seu primeiro título, escancarando a queda da McLaren e acensão da Williams. Por isso, Alain Prost, que ficou de caldo em 92 após sair da Ferrari, à Williams (de motores Renault), sendo campeão em 1993.

O ano de 1994 foi trágico. O então muito jovem Rubens Barrichello teve um grave acidente no GP de San Marino, porém, um dia antes, no sábado, o piloto austríaco de 33 anos, Roland Ratzenberger, morreu numa batida naquela mesma pista, nos treinos. E no GP da Itália, o tricampeão Ayrton Senna, aos 34 anos de idade, seguiu os passos do austríaco e morreu após passar direto na curva Tamborelo, no circuito de Ímola. Ali morria um herói do esporte brasileiro.

Mas 1994 também foi o ano em que Michael Schumacher venceu seu primeiro campeonato mundial, três temporadas após estrear na categoria, também pela Benetton, por quem foi campeão também em 1995. Então, o alemão fechou parceria de sucesso com a Ferrari, dominando e dando as cartas entre 2000 e 2004. E foi em 2005 e em 2006, que a Renault, com o espanhol Fernando Alonso, também chegou ao título, ao bicampeonato.

A temporada 2006 também marcou a aposentadoria da lenda Schumacher, que venceu sua 91ª prova, no GP da Itália.

ANO PILOTO EQUIPE MOTOR
1950 Nino Farina (ITA) Alfa Romeo (ITA) Alfa Romeo (ITA)
1951 Juan Manuel Fangio (ARG) Alfa Romeo (ITA) Alfa Romeo (ITA)
1952 Alberto Ascari (ITA) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1953 Alberto Ascari (ITA) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1954 Juan Manuel Fangio (ARG) Maserati (ITA) e Mercedes (ALE) Maserati (ITA) e Mercedes (ALE)
1955 Juan Manuel Fangio (ARG) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
1956 Juan Manuel Fangio (ARG) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1957 Juan Manuel Fangio (ARG) Maserati (ITA) Maserati (ITA)
1958 Mike Hawthorn (GBR) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1959 Jack Brabham (AUS) Cooper (GBR) Climax (GBR)
1960 Jack Brabham (AUS) Cooper (GBR) Climax (GBR)
1961 Phil Hill (EUA) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1962 Graham Hill (GBR) BRM (GBR) BRM (GBR)
1963 Jim Clark (GBR) Lotus (GBR) Climax (GBR)
1964 John Surtees (GBR) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1965 Jim Clark (GBR) Lotus (GBR) Climax (GBR)
1966 Jack Brabham (AUS) Brabham (GBR) Repco (AUS)
1967 Denny Hulme (AUS) Brabham (GBR) Repco (AUS)
1968 Graham Hill (GBR) Lotus (GBR) Ford (EUA)
1969 Jackie Stewart (GBR) Matra (FRA) Ford (EUA)
1970 Jochen Rindt (AUT) Lotus (GBR) Ford (EUA)
1971 Jackie Stewart (GBR) Tyrell (GBR) Ford (EUA)
1972 Emerson Fittipaldi (BRA) Lotus (GBR) Ford (EUA)
1973 Jackie Stewart (GBR) Tyrell (GBR) Ford (EUA)
1974 Emerson Fittipaldi (BRA) McLaren (GBR Ford (EUA)
1975 Niki Lauda (AUT) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1976 James Hunt (GBR) McLaren (GBR) Ford (EUA)
1977 Niki Lauda (AUT) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1978 Mario Andretti (EUA) Lotus (GBR) Ford (EUA)
1979 Jody Scheckter (AFS) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
1980 Alan Jones (AUS) Williams (GBR) Ford (EUA)
1981 Nelson Piquet (BRA) Brabham (GBR) Ford (EUA)
1982 Keke Rosberg (FIN) Williams (GBR) Ford (EUA)
1983 Nelson Piquet (BRA) Brabham (GBR) BMW (ALE)
1984 Niki Lauda (AUT) McLaren (GBR) TAG (LUX)
1985 Alain Prost (FRA) McLaren (GBR) TAG (LUX)
1986 Alain Prost (FRA) McLaren (GBR) TAG (LUX)
1987 Nelson Piquet (BRA) Williams (GBR) Honda (JAP)
1988 Ayrton Senna (BRA) McLaren (GBR) Honda (JAP)
1989 Alain Prost (FRA) McLaren (GBR) Honda (JAP)
1990 Ayrton Senna (BRA) McLaren (GBR) Honda (JAP)
1991 Ayrton Senna (BRA) McLaren (GBR) Honda (JAP)
1992 Nigel Mansell (GBR) Williams (GBR) Renault (FRA)
1993 Alain Prost (FRA) Williams (GBR) Renault (FRA)
1994 Michael Schumacher (ALE) Benetton (ITA) Ford (EUA)
1995 Michael Schumacher (ALE) Benetton (ITA) Renault (FRA)
1996 Damon Hill (GBR) Williams (GBR) Renault (FRA)
1997 Jacques Villeneuve (CAN) Williams (GBR) Renault (FRA)
1998 Mika Hakkinen (FIN) McLaren (GBR) Mercedes (ALE)
1999 Mika Hakkinen (FIN) McLaren (GBR) Mercedes (ALE)
2000 Michael Schumacher (ALE) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2001 Michael Schumacher (ALE) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2002 Michael Schumacher (ALE) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2003 Michael Schumacher (ALE) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2004 Michael Schumacher (ALE) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2005 Fernando Alonso (ESP) Renault (FRA) Renault (FRA)
2006 Fernando Alonso (ESP) Renault (FRA) Renault (FRA)
2007 Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari (ITA) Ferrari (ITA)
2008 Lewis Hamilton (GBR) McLaren (GBR) Mercedes (ALE)
2009 Jenson Button (GBR) Brawn (GBR) Mercedes (ALE)
2010 Sebastian Vettel (ALE) Red Bull Racing (AUT) Renault (FRA)
2011 Sebastian Vettel (ALE) Red Bull Racing (AUT) Renault (FRA)
2012 Sebastian Vettel (ALE) Red Bull Racing (AUT) Renault (FRA)
2013 Sebastian Vettel (ALE) Red Bull Racing (AUT) Renault (FRA)
2014 Lewis Hamilton (GBR) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2015 Lewis Hamilton (GBR) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2016 Nico Rosberg (ALE) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2017 Lewis Hamilton (GBR) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2018 Lewis Hamilton (GBR) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2019 Lewis Hamilton (GBR) Mercedes (ALE) Mercedes (ALE)
2020      
2021      
2022      
2023      

Continuação da biografia da Fórmula 1 continua em breve.