Club de Regatas Vasco da Gama
Club de Regatas Vasco da Gama
Team
Soccer

Club de Regatas Vasco da Gama

1898 Rio de Janeiro, RJ


Vasco da Gama

Fundação

No dia 21 de agosto de 1898, 62 idealistas, brasileiros e portugueses que eram à colônia portuguesa posta na Cidade do Rio de Janeiro, organizaram uma reunião num salão sobrado da Rua da Saúde, n.º 293 (hoje, rua Sacadura Cabral, n.º 345) com o intuito de fundar um clube para a prática do remo. Tendo inspiração nas celebrações do IV Centenário da Descoberta do Caminho Marítimo às Índias, os fundadores denominaram a nova agremiação com o nome do português que conseguira alcançar o feito de "descoberta". Logo, nascia a trajetória do Club de Regatas Vasco da Gama no Estado carioca.

O primeiro de tantos triunfos

Junto à União de Regatas, o Vasco se inaugurou em campeonatos oficiais lá no dia 4 de junho de 1899, na enseada do bairro Botafogo. Banhado com uniforme negro, de faixa diagonal branca e a cruz-de-malta no centro, os remadores do Vasco da Gama conseguiram a primeira vitória do clube de remo numa competição esportiva. Ali estava justamente no 1º páreo, na categoria júnior, com a baleeira "Volúvel", conduzida por seis remos.

Candinho

Um clube negro

No ano de 1904, o Vasco começava sua trajetória revolucionária. Pela primeira vez na história de clubes esportivos do Brasil, um não-branco foi eleito presidente de uma agremiação. Após as eleições, os vascaínos foram donos da honra numa época em que o racismo manchava, rotineiramente, o esporte. O Vasco da Gama conduzia naquele ano o negro Cândido José de Araújo ao patamar mais alto do clube: a presidência. Candinho, como era intimamente chamado, presidiu o Vasco, em seu primeiro mandato, de agosto de 1904 a agosto de 1905. Para seguir a mudança de ideia, foi reeleito e permaneceu no cargo até agosto de 1906. E foi em seu mandato que o clube se sagrou campeão pela primeira vez num campeonato de remo em sua história.

Primeiro título do Campeonato de Remo do Rio de Janeiro

Na regata do dia 24 de setembro de 1905, inaugurando o Pavilhão da Enseada de Botafogo, construído pela Prefeitura do àquela época Distrito Federal, o Vasco da Gama venceu seu primeiro campeonato de remo do Rio de Janeiro. O Pavilhão era uma charmosa estrutura de ferro, com tribuna de honra, arquibancadas, buffet e dois coretos para apresentações de bandas musicais. Aquele domingo foi de gala ao clube, que teve a presença de Rodrigues Alves, então presidente da República, e de oficiais da Armada Portuguesa, principalmente os da ala "Canhoneira Pátria". Frente à plateia, as equipes do Vasco venceram em cinco páreos, dentre eles os dois mais importantes: o do Campeonato do Rio de Janeiro, com o yole a oito remos "Procelária", e o que homenageia o benemérito Prefeito Francisco Pereira Passos. Logo no ano seguinte, na regata de 26 de agosto de 1906, o Vasco chegara ao bicampeonato carioca de remo.

Sequência dos esportes no Vasco

A princípio era o remo no clube. Em seguida, começou a ginástica, o tiro, a natação, o atletismo, a esgrima, o polo aquático, a luta greco-romana e, por fim, o então chamado football. No dia 26 de novembro de 1915, organizados em Assembleia Geral Extraordinária, os dirigentes vascaínos aprovaram novos estatutos que permitiram à diretoria criar a "secção de football".

Charmoso São Januário

O São Januário
O São Januário

Com inauguração em 21 de abril de 1927, a construção de um estádio próprio foi uma forma se impor contra o preconceito da época pelo fato de que o Vasco da Gama era um clube com bastante influência negra. A delegação vascaína não tinha campo para receber seus adversários se desfez, quando o presidente Washington Luiz e sua comitiva viram-se diante do então maior estádio da América do Sul. Os vascaínos tinham se mobilizado em extraordinária campanha para arrecadação de fundos que possibilitaram erguer, em menos de 12 meses, um belíssimo estádio, com estrutura invejável à época. O estádio recebeu o nome oficial de Vasco da Gama por início, mas, logo depois, foi renomeado para São Januário, devido à proximidade do local com a rua eu tem o mesmo nome.

Torcedores do clube Vasco da Gama tiveram extrema importância na construção do São Januário, casa de todos vascaínos e vascaínas, tendo em vista que a aquisição da área onde foi construído o estádio foi possível pela doação monetária dos próprios torcedores e sócios do clube.

O grande marco entre união do clube e com a torcida teve como festa de inauguração um amistosos entre Vasco e Santos. O time vascaíno foi derrotado por 5 a 3. Além de jogos do clube vascaíno, São Januário também foi palco de grandes festas da sociedade. Vale lembrar que foi numa cadeira da tribuna do estádio que o então presidente brasileiro Getulio Vargas assinou a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) em 1943.

Hino Popular do Club de Regatas Vasco da Gama

O hino popular do Vasco da Gama foi composto em 1949 por Lamartine Babo, autor dos hinos dos grandes clubes do Rio de Janeiro. Hino Popular do Club de Regatas Vasco da Gama:

“Vamos todos cantar de coração
A Cruz de Malta é o meu pendão
Tu tens o nome de um heroico português
Vasco da Gama, a tua fama assim se fez
Tua imensa torcida é bem feliz
Norte e sul, norte e sul deste Brasil
Tua estrela, na terra a brilhar
Ilumina o mar
No atletismo és um braço
No remo és imortal
No futebol és o traço
De união Brasil-Portugal"

Mascote

No início da década de 1940, o mascote do Vasco se caracteriza pelo Almirante, em homenagem ao navegador português Vasco da Gama. Essa foi uma invenção do cartunista uruguaio Lorenzo Molas. Na década seguinte, foi criada a figura humorista de um comerciante português barrigudo e bigodudo e de tamancos com a camisa do clube cruzmaltino, representando comerciantes portugueses, pois muitos imigrantes de Portugal vieram ao Brasil na época, muitas vezes, se dedicavam às práticas comerciais. Nos anos 60, o cartunista Henfil, no Jornal dos Sports, deu ao Vasco a alcunha de Bacalhau, que também teve aceitação entre os torcedores, já que tal peixe é tradicional entre os portugueses.

Em breve, mais histórias do Club de Regatas Vasco da Gama.