LoL: INTZ é bicampeã da Superliga ABCDE
(Fonte: Divulgação/Superliga ABCDE)

Neste domingo (23), ocorreu um dos maiores clássicos do League of Legends brasileiro pela Grande Final da Superliga ABCDE 2018. O PAINTZ, nome que batiza o encontro entre paiN Gaming e INTZ e-Sports Club, contou com toda a competitividade das equipes rivais, somada à vontade de ser campeão.

A INTZ, campeã da edição de 2017 da Superliga, veio para defender o título após uma excelente fase de grupos, já a paiN foi para o confronto após passar toda a fase de grupos invicta, o que prometia um confronto eletrizante.

INTZ E-SPORTS CLUB 3 x 2 PAIN GAMING

No primeiro jogo do confronto, a paiN começou com vantagem na fase de rotas, conseguindo uma excelente vantagem para o Galio do meio tinowns e na Fiora de Ayel, mas a vantagem foi diminuindo com o passar do tempo e, mesmo com a paiN lutando melhor, a INTZ passou a frente e foi abrindo vantagem com a derrubada de torres e execução de Dragões. Os Intrépidos conseguiram o buff do Barão aos 30 minutos de partida e conseguiram fechar a primeira partida após invadir a base da paiN pela rota do topo, abrindo 1 a 0 na série.

No segundo confronto, a equipe da INTZ começou com uma boa vantagem após o First Blood e bons pickoffs, a paiN conseguiu reagir com uma boa luta na região do Dragão, onde conseguiram quatro abates, que colocou a equipe de volta no jogo. Após isso a INTZ voltou a assumir o controle da partida e fazer uma boa derrubada das torres exteriores, conseguindo dominar os objetivos e adquirir o Barão aos 27 minutos. Após boas lutas para ambos os lados, as equipes foram escalando para o late game, onde aos 43 minutos, os Intrépidos invadiram a base da paiN e conseguiram finalizar o jogo, abrindo um perigoso 2 a 0 na série.

No jogo que representava vida ou morte para a paiN Gaming, a equipe começou com vantagem no controle dos Dragões, conseguindo um bem cedo no jogo, mas a Illaoi do topo Tay conseguiu pressionar muito o Sion de Ayel, garantindo a primeira torre, Arauto do Vale e a derrubada da torre interior (T2) aos 18 minutos de partida. Após o início acelerado, a partida ficou com um clima tenso para os dois lados, com ambas as equipes evitando ao máximo cometer erros, até os 34 minutos, onde a equipe da INTZ tentou a execução de um Barão e acabou perdendo a luta, o que colocou a paiN de volta no jogo e possibilitou o Dragão Ancião para a equipe, que quase conseguiu fechar o jogo, sendo parada pelo Gragas de Shini. Após isso, o jogo esfriou de novo até o renascimento do Dragão Ancião, que ficou para a paiN mas, mesmo com o buff, a equipe se viu em desvantagem na luta decisiva e tomou a decisão de partir para um backdoor com Ayel e tinowns, conseguindo levar o Inibidor e o Nexus que já estava exposto, colocando a série em um 2 a 1.

Para o quarto jogo, as duas equipes apostaram em composições que escalariam para o mid/late game, com a Anivia de tinowns para a paiN e o Ryze do Envy pelo lado da INTZ. O jogo começou muito bem para a paiN Gaming que, mesmo perdendo as torres exteriores, conseguiu dois Dragões Infernais e um placar de 6 abates contra nenhum para a INTZ, vantagem que culminou em um Barão aos 26 minutos. Com o buff do Barão e a vantagem enorme construída, a paiN empatou a série sem conceder um abate sequer para os adversários.

O jogo decisivo começou equilibrado, com uma leve vantagem de ouro para a INTZ, mas a partida começou com poucos abates, até os 28 minutos, onde após uma excelente luta e 4 abates, os Intrépidos conseguiram o buff do Barão e o inibidor da rota do meio. Após isso, a paiN conseguiu resistir a algumas entradas da INTZ, até que na última luta encontraram um pickoff no Cho’Gath de Ayel, que levou a equipe a 4 eliminações, deixando apenas a Soraka do suporte esA viva. Com 4 jogadores mortos, os Intrépidos marcharam rumo a base da paiN eo bicampeonato da Superliga ABCDE, sendo a única organização a levantar o troféu da competição.


Após a vitória dos Intrépidos, a Superliga anunciou Mills, atirador da INTZ, como o MVP da competição e da grande final.

VAVEL Logo