LoL: INTZ é bicampeã da Superliga ABCDE
(Fonte: Divulgação/Superliga ABCDE)

LoL: INTZ é bicampeã da Superliga ABCDE

Com direito a uma série emocionante, INTZ vence a paiN Gaming e se mantém como campeã da Superliga ABCDE

yumasashy
João Pedro Ribeiro Leandro

Neste domingo (23), ocorreu um dos maiores clássicos do League of Legends brasileiro pela Grande Final da Superliga ABCDE 2018. O PAINTZ, nome que batiza o encontro entre paiN Gaming e INTZ e-Sports Club, contou com toda a competitividade das equipes rivais, somada à vontade de ser campeão.

A INTZ, campeã da edição de 2017 da Superliga, veio para defender o título após uma excelente fase de grupos, já a paiN foi para o confronto após passar toda a fase de grupos invicta, o que prometia um confronto eletrizante.

INTZ E-SPORTS CLUB 3 x 2 PAIN GAMING

No primeiro jogo do confronto, a paiN começou com vantagem na fase de rotas, conseguindo uma excelente vantagem para o Galio do meio tinowns e na Fiora de Ayel, mas a vantagem foi diminuindo com o passar do tempo e, mesmo com a paiN lutando melhor, a INTZ passou a frente e foi abrindo vantagem com a derrubada de torres e execução de Dragões. Os Intrépidos conseguiram o buff do Barão aos 30 minutos de partida e conseguiram fechar a primeira partida após invadir a base da paiN pela rota do topo, abrindo 1 a 0 na série.

No segundo confronto, a equipe da INTZ começou com uma boa vantagem após o First Blood e bons pickoffs, a paiN conseguiu reagir com uma boa luta na região do Dragão, onde conseguiram quatro abates, que colocou a equipe de volta no jogo. Após isso a INTZ voltou a assumir o controle da partida e fazer uma boa derrubada das torres exteriores, conseguindo dominar os objetivos e adquirir o Barão aos 27 minutos. Após boas lutas para ambos os lados, as equipes foram escalando para o late game, onde aos 43 minutos, os Intrépidos invadiram a base da paiN e conseguiram finalizar o jogo, abrindo um perigoso 2 a 0 na série.

No jogo que representava vida ou morte para a paiN Gaming, a equipe começou com vantagem no controle dos Dragões, conseguindo um bem cedo no jogo, mas a Illaoi do topo Tay conseguiu pressionar muito o Sion de Ayel, garantindo a primeira torre, Arauto do Vale e a derrubada da torre interior (T2) aos 18 minutos de partida. Após o início acelerado, a partida ficou com um clima tenso para os dois lados, com ambas as equipes evitando ao máximo cometer erros, até os 34 minutos, onde a equipe da INTZ tentou a execução de um Barão e acabou perdendo a luta, o que colocou a paiN de volta no jogo e possibilitou o Dragão Ancião para a equipe, que quase conseguiu fechar o jogo, sendo parada pelo Gragas de Shini. Após isso, o jogo esfriou de novo até o renascimento do Dragão Ancião, que ficou para a paiN mas, mesmo com o buff, a equipe se viu em desvantagem na luta decisiva e tomou a decisão de partir para um backdoor com Ayel e tinowns, conseguindo levar o Inibidor e o Nexus que já estava exposto, colocando a série em um 2 a 1.

Para o quarto jogo, as duas equipes apostaram em composições que escalariam para o mid/late game, com a Anivia de tinowns para a paiN e o Ryze do Envy pelo lado da INTZ. O jogo começou muito bem para a paiN Gaming que, mesmo perdendo as torres exteriores, conseguiu dois Dragões Infernais e um placar de 6 abates contra nenhum para a INTZ, vantagem que culminou em um Barão aos 26 minutos. Com o buff do Barão e a vantagem enorme construída, a paiN empatou a série sem conceder um abate sequer para os adversários.

O jogo decisivo começou equilibrado, com uma leve vantagem de ouro para a INTZ, mas a partida começou com poucos abates, até os 28 minutos, onde após uma excelente luta e 4 abates, os Intrépidos conseguiram o buff do Barão e o inibidor da rota do meio. Após isso, a paiN conseguiu resistir a algumas entradas da INTZ, até que na última luta encontraram um pickoff no Cho’Gath de Ayel, que levou a equipe a 4 eliminações, deixando apenas a Soraka do suporte esA viva. Com 4 jogadores mortos, os Intrépidos marcharam rumo a base da paiN eo bicampeonato da Superliga ABCDE, sendo a única organização a levantar o troféu da competição.


Após a vitória dos Intrépidos, a Superliga anunciou Mills, atirador da INTZ, como o MVP da competição e da grande final.

VAVEL Logo