Justiça condena EA Sports por uso indevido de imagem de atletas em game
Foto: EA Sports/Divulgação Fifa 18

A instituição que visa os interesses dos jogadores de futebol ajuizou uma ação coletiva contra a produtora EA Sports, referente ao uso indevido de imagem de cerca de 1.535 atletas de futebol e requerendo o pagamento de indenização.

A ação abrange 11 versões do 'FIFA Soccer' dos anos de 2005 a 2016, com exceção de 2015, e nove do 'FIFA Manager' entre 2006 a 2014. O processo de nº 1113290-74.2016.826.0100 foi o primeiro dos ajuizados pelos sindicatos, sendo que o de São Paulo tem companhia de Minas Gerais e Santa Catarina nessa defesa.

A juíza Dra. Márcia Tessitore condenou a empresa responsável pelos jogos eletrônicos a indenizar os atletas com uma multa pesada estipulada a princípio em R$5.000,00 por aparição, podendo aumentar em caso de reincidência ao valor de R$ 100.000,00.

O presidente do Sindicato dos atletas de São Paulo, Rinaldo Martorelli, falou sobre a sentença positiva conquistada pela instituição em prol dos vários atletas envolvidos.

"Demos entrada no processo em novembro de 2016. A juíza da 14º Vara Cível da Capital, Dra. Márcia Tessitore, foi muito criteriosa em analisar os diversos detalhes que compõe essa discussão, mas no final prevaleceu prevaleceu mesmo a falta de autorização que a empresa tinha para utilizar a imagem dos jogadores. Com isso podemos reparar a condição de uma gama considerável da categoria. Um aspecto importante. Além do dano material, a sentença traz a indenização por dano moral, questão que até então não vinha sendo considerada pelo judiciário", ressaltou.

No entanto, vale enfatizar que ainda cabe recurso por parte da defesa da empresa Eletronic Arts.

VAVEL Logo