Teddy Bridgewater sofre grave lesão no joelho e desfalca Vikings pelo resto da temporada

Quarterback se machucou nos treinos e precisou sair do local direto para o hospital, de ambulância

Teddy Bridgewater sofre grave lesão no joelho e desfalca Vikings pelo resto da temporada
Foto: Divulgação/NFL

Minnesota Vikings teve uma notícia muito complicada na última terça-feira (30). Durante os treinamentos para o início da temporada regular, o QB Teddy Bridgewater se lesionou sozinho, rompeu o ligamento anterior cruzado e ainda deslocou o joelho esquerdo. O problema foi tão grave que o tirou oficialmente da temporada em 2016.

Form apenas 25 minutos de treino e uma dor de cabeça grande para o Minnesota Vikings no resto do ano. Bridgewater fazia normalmente o trabalho quando se machucou sozinho, caiu no pocket sem sofrer contato e precisou ser amparado pelos companheiros de time, que se ajoelharam no chão e rezaram, prática comum no futebol americano, o que mostrava a gravidade da lesão. Dez minutos depois, a situação pareceu ainda pior quando uma ambulância chegou ao local, o que não é comum, já que os times raramente acionam elas.

A lesão muda tudo para a temporada do Vikings. Se antes o time tinha fortes chances de chegar novamente aos playoffs, sem Bridgewater a tarefa se torna mais difícil. O jogador de 23 anos havia se tornado referência em campo e agora a franquia corre contra o tempo para encontrar uma solução.

O ortopedista Armin Tehrany explicou sobre a lesão e afirmou que o atleta pode ficar fora de doze meses até dois anos caso o problema seja ainda mais grave do que visto inicialmente e encontrem lesão de nervo ou ruptura de artéria. "Quando o joelho é deslocado, a circulação sanguínea no local vai diminuindo lentamente. Por isso essa não será uma recuperação comum de ligamento, pois quando há o deslocamento do joelho, você precisa se preocupar com a perda de função do mesmo e não só com a recuperação da estabilidade", explicou.

Esta seria apenas a terceira temporada de Teddy Bridgewater pelo Vikings, mas o jogador, draftado em 2014, mostrou seu valor no ano passado, quando terminou o ano com ótimos números e ainda levou sua equipe para os playoffs, caindo apenas diante do Seattle Seahawks. Foram 292/447 passes completados para 14 touchdowns, nove interceptações e três touchdowns terrestres. Sua lesão muda completamente o planejamento do time, que terá que começar a utilizar o sempre contestado Shaun Hill ou Joel Stave, que não passou pelo Draft e chegou pelo Free Agency.

Tentando ser otimista, o técnico Mike Zimmer falou que não é hora para desespero. “Não vamos nos amedrontar. Não vamos ficar procurando desculpas. Nós iremos à luta como sempre fazemos. Eu confio em Shaun Hill, pois ele tem jogado uma ótima pré-temporada. Ele esteve em várias atividades e tem feito um trabalho fenomenal”, disse.

O Vikings começa sua caminhada na temporada regular no dia 11 de setembro contra o Titans em Tennessee.