Guia VAVEL NFL 2016/17 - Divisão Oeste da AFC

Broncos? Chiefs? Raiders? Chargers? Veja o que pode rolar na divisão; quem mais se movimentou na offseason, quem decepcionará, quem surpreenderá?

Guia VAVEL NFL 2016/17 - Divisão Oeste da AFC
Broncos vem para defender título da divisão. Streeter Lecka/Getty images

Após sete meses de muita espera, a National Football League está de volta no calendário de 2016. 32 equipes voltam a campo neste mês de setembro para tentar chegar a disputa do Trofeu Vince Lombardi. Superbowl, que estará em sua 51° edição, será realizado no NGR Stadium, em Houston, no dia 5 de fevereiro de 2017. Todos os caminhos levam para o Texas.

Com o fim da pré-temporada no último domingo (4), os times já se preparam para os duelos da primeira semana, que começará nesta quinta-feira (8) com Denver Broncos e Carolina Panthers, reediçõs do Superbowl 50, vencido pelo ex-time de Peyton Manning por 24 a 10.

Além do título, o Broncos teve a vantagem de decidir a AFC em casa após ter melhor campanha, superando o New England Patriots e Cincinnati Bengals, todos com 12-4 na temporada regular. Tennesse Titans e Cleveland Browns, ambos com as piores campanhas da divisão, foram agressivos no draft e se mostram incógnitas.

A VAVEL Brasil preparou guias repleto de informações, dicas e quais deverão ser os prognósticos da temporada. Aqui nesse texto você ficará por dentro da Divisão Oeste da Conferência Americana.

Denver Broncos

2016 foi ano de glória para o time do Colorado. A equipe conquistou o Superbowl em fevereiro ao bater o Carolina Panthers. Porém, nem tudo foi motivo de comemoração para Jon Elway e sua trupe. A começar pela aposentadoria de Peyton Manning logo após o título. Em seu lugar, o time teve de escolher entre três atletas, após a saída do reserva Brock Osweiler: Paxton Lynch (draft), Mark Sanchez (free agency) ou Trevor Siemian (3° QB em 2015). Siemian foi chamado para ser titular na semana 1.

Na defesa, os principais nomes foram mantidos. Wade Philips segue comandando a unidade, Brandon Marshal e Demarcus Ware também ficaram e por fim, após muita novela, o MVP do Superbowl, Von Miller, renovou contrato e segue na equipe por mais quatro anos.

Apesar de ter o calendário mais difícil que os outros rivais de divisão, Denver tem mais talentos individuais e conta com o fator casa sempre a seu favor a mais que os adversários, podendo mais uma vez levar o título da AFC West.

Oakland Raiders

Amadurecimento. Talvez este seja o termo apropriado para o time da Califórnia. Derek Carr e Amari Cooper, já estabilizados na NFL, podem enfim produzir mais que o esperado e tornar-se a dupla mais efetiva na liga em 2016. Além de ambos, o time tem Michael Crabtree, elevando ainda mais o corpo de recebedores do time.

Jack Del Reio, coordenador principal do time, também pode comemorar na defesa. Bruce Irvin, linebacker que fez parte da "Legion of Boom" do Seattle Seahawks, chegou e junto com Khalil Mack, deve se tornar o melhor pass rush da divisão. Donald Penn e Robert Hudson fortalecem a primeira linha defensiva.

A briga pelo wild card deve ter o Raiders no páreo. Apesar de concluir que o Broncos deverá ser o campeão da divisão, se há um time com força para tirar este título de Denver, este time é o Oakland Raiders.

Kansas City Chiefs

Andy Reid aos poucos vai dando forma a sua equipe. Desde que chegou em 2013, a equipe ou não esteve nos playoffs ou mostrou reação suficiente para empolgar seus torcedores e conseguir seus objetivos.

O time de Missouri não contará com Jamaal Charles 100%, mais uma vez sofrendo com lesões. Porém, Alex Smith mostra que a cada temporada que passa, consegue melhorar seu percentual de passes completos e, quase inacreditável, revertendo isso em pontos e vitórias. No draft, escolheu o defensive ackle Chris Jones, além de priorizar o setor defensivo na semana.

Em mais um ano, o Chiefs deverá ver o Broncos à sua frente, por poder mostrar mais evolução e peças individuais melhores. Além disso, o time do Oakland Raiders parece enfim sair do ostracismo dos últimos anos e brigará pelo topo da divisão junto com os outros concorrentes.

San Diego Chargers

Nada mais que a tranquilidade que faltou em outros anos. É esse o pensamento do Chargers para 2016. Dentro de campo, o time está longe do nível dos três rivais, fora dele, fez o que pode pra trazer competitividade na temporada.

Philip Rivers mais uma vez será o responsável por comandar o ataque. Para seu auxílio, o time manteve o veterano tight end Antonio Gates e o talentoso Keenan Allen como recebedor número um da franquia. Na defesa, o time enfim assinou com a 3° scolha geral do draft Joey Bosa, e espera que ele seja a principal peça na defesa, ainda mais com a saída do safety Eric Weedle na intertemporada.

O time do sul da Califórnia deverá vencer poucos jogos na temporada, sendo candidato a mais um ano com alta escolha na seleção geral de 2017, porém, a responsabilidade será menor que em anos anteriores.