Broncos prologa vínculo com wide receiver Emanuel Sanders por três anos

Com o valor de 33 milhões de dólares sendo 27 milhões garantidos, Sanders continuará sendo uns dos principais recebedores do time nos próximos anos

Broncos prologa vínculo com wide receiver Emanuel Sanders por três anos
Sanders em ação em partida da ultima temporada Foto: (Divulgação/Denver Broncos)

O Denver Broncos anunciou nesta quarta-feira (7) a extensão de contrato com o wide receiver Emmanuel Sanders, jogador que faz parte do time desde 2014 e estava em seu último ano de contrato, tendo a equipe decidido estender seu tempo com o clube. O anúncio que saiu um dia antes da partida de estreia contra o Carolina Panthers deve aumentar ainda mais o ânimo do atleta, já que o jogo é uma reedição do ultimo Super Bowl conquistado pelo Denver.

Com a decisão do Peyton Manning de se aposentar, os Broncos ficaram com dúvidas de quem seria seu novo comandante de ataque, na disputa da pré-temporada pela vaga o vencedor foi Trevor Siemian, escolhido na sétima rodada do Draft de 2015. Paxton Lynch, que foi escolhido na primeira rodada no Draft deste ano, ficou como reserva enquanto Mark Sánchez foi dispensado e contratado pelo Dallas Cowboys. A renovação de Sanders e Demaryius Thomas com contrato até 2019 vai ajudar a equipe nos próximos anos.

Emmanuel chegou à NFL em 2010 pelo draft, foi escolha numero 82 da terceira rodada pelo Pittsburgh Steelers aonde no mesmo ano chegou ao Super Bowl, mas acabou perdendo pelo Green Bay Packers.  Continuou sendo destaque da equipe com a ajuda dos bons companheiros de time Mike Wallece e Antonio Brown. Nos Broncos foi onde teve suas melhores temporadas, logo na primeira obteve 101 recepções 1404 jardas de recepção e nove touchdowns.

Mesmo com os bons recebedores e a defesa fortalecida os Broncos terão dificuldades de repetir o feito da temporada passada. A mudança de quarteback sempre muda o time e se tratando de um dos melhores da historia para um que não lançou nenhum passe em uma partida oficial é mais crucial para a equipe. Por isso está temporada será mais como a transição do que a busca pelo bicampeonato.