Após péssimo início de temporada, Ravens demite Marc Trestman, coordenador ofensivo

Trestman não resiste a mais uma derrota na temporada da NFL e acaba demitido da franquia de Baltimore

Após péssimo início de temporada, Ravens demite Marc Trestman, coordenador ofensivo
(Foto: Divulgação/Baltimore Ravens)

Após a derrota para o Washington Redskins por 16 a 10 neste domingo (9), o Baltimore Ravens anunciou oficialmente a demissão do coordenador ofensivo Marc Trestman nesta segunda-feira (10). Pelo segundo ano seguido, a franquia decidiu dispensar o responsável pelo ataque da equipe no meio da temporada. Quem assume o cargo é Marty Mornhinweg, que esteve nessa posição por muito tempo e atualmente treinava os quarterbacks.

O ex-Bears Marc Trestman, que chegou ao Baltimore Ravens em 2015 e conseguiu fazer um bom trabalho, não resistiu às pontuações baixas do início da temporada. Mesmo com três vitórias e duas derrotas, a maior preocupação do Ravens é que o time está pontuando pouco, com média de apenas 19 pontos. Com isso, o coordenador ofensivo, que tinha trabalho questionado há algum tempo, foi substituido por Marty Mornhinweg.

O treinador John Harbaugh falou sobre a demissão: "Depois de considerar com cuidado, eu decidi mudar nossa equipe de treinamento ofensivo e substituí Marc Trestman por Marty Mornhinweg como coordenador ofensivo pelo resto da temporada. Minhas obrigações com o time, a organização e os torcedores é de ser o melhor time que podemos ser. Hoje estamos um jogo fora da divisão e na liderança da conferência depois de duas derrotas difíceis em casa. Vamos trabalhar para sermos melhores em todos os aspectos de nosso time de football. Nossas expectativas estão altas e estamos ansiosos para cumprí-las".

"Agradeço e respeito o esforço e as contrubuições que Marc fez para o time desde que ele chegou. Marc é uma ótima pessoa e um treinador de football excelente", afirmou Harbaugh.

Mornhinweg foi coordenador ofensivo em duas oportunidades em grandes franquias da NFL. Primeiro, ele treinou o Philadelphia Eagles de 2006 a 2012, indo para o New York Jets em 2013 e permanecendo até 2014.

O ex-running back do Baltimore Ravens, Justin Forsett, participava de um programa de televisão quando a notícia saiu. O jogador comentou sobre a demissão: "O ataque não estava atuando como poderia. Acredito que os treinadores e a força que poderia ter não estavam acontecendo".