Rodgers sofre duas interceptações, mas Packers derrota Giants em casa e chega à terceira vitória

Quarterback de Green Bay não tem noite inspirada, mas Eddie Lacy ajuda em mais um triunfo; Giants chegou a encostar no placar no último quarto, mas sofreu nova derrota

Rodgers sofre duas interceptações, mas Packers derrota Giants em casa e chega à terceira vitória
(Foto: Divulgação/Green Bay Packers)

A partida do Sunday Night Football deste domingo (9) entre New York Giants e Green Bay Packers, no Lambeau Field foi marcada pelo desempenho surpreendentemente negativo de Aaron Rodgers ao lançar duas interceptações contra os novaiorquinos. Porém, os donos da casa chegaram à quarta vitória na temporada ao vencer por 23 a 16.

O wide receiver Odell Beckham Jr., que se destacou neste início de temporada pelo temperamento explosivo e uma considerável queda na qualidade de sua atuação em relação ao ano passado, marcou seu primeiro touchdown pelos Giants em 2016. 

A vantagem sobre os adversários foi de apenas um touchdown, mas apesar do sufoco, equipe do Wisconsin garantiu a terceira vitória na temporada. Os Giants continuam no terceiro lugar da NFC East.

As próximas partidas de ambas as equipes acontecem no domingo (16). Nova York enfrenta o Baltimore Ravens no Metlife Stadium, enquanto os Packers encaram os Cowboys novamente em casa. 

Packers anota dois touchdowns e vai em vantagem para o intervalo

Os Packers abriram o placar com seis minutos no relógio, em um passe curto de Rodgers para Jordy Nelson na linha de duas jardas. A defesa dos Giants apresentou várias falhas ao longo do primeiro período do jogo, e o ataque dos donos da casa não foi o que se esperava diante do desempenho de Green Bay ao longo deste início de temporada. 

No final do primeiro quarto, Rodgers fez um passe em profundidade para Randall Cobb que correu 21 jardas até a endzone. Porém, uma falta de cada lado anulou a jogada e no passe seguinte, o quarterback de Green Bay foi interceptado por Janoris Jenkins, passando a posse para os adversários. 

Desta interceptação, os Giants não fizeram nada além de desestabilizar os adversários. Devolveram a bola depois de uma campanha curta, já no segundo quarto. Os visitantes conseguiram diminuir a desvantagem, marcando seus primeiros pontos, duas campanhas depois, com um field goal  de 47 jardas marcado por Josh Brown.

Faltando seis minutos para o final do primeiro tempo da partida, Aaron Rodgers lançou a bola para Davante Adams, colocando mais sete pontos no placar. 

Após uma campanha curta e sem muitos avanços para Nova York, Rodgers foi novamente interceptado por Jenkins, rendendo um field goal de 41 jardas para os adversários. 

No two minute warning, os Giants sofreram um fumble que foi recuperado por Green Bay, fazendo com que fossem para o intervalo com três pontos a mais no placar, com um FG de 44 jardas chutado por Mason Crosby. O primeiro tempo terminou em 17 a 6. 

Segundo tempo morno confirma vitória dos Packers

No terceiro quarto, cada equipe alcançou apenas um FG aumentando o placar para 20 a 9. O primeiro drive do último período do jogo confirmou a vitória dos donos da casa com o field goal de 33 jardas de Crosby. 

Faltando poucos minutos para o encerramento do jogo, no último quarto, Nova York marcou seu único TD da partida, com passe de Manning para a primeira recepção de Odell na endzone neste ano. 

O WR causou polêmica no início desta temporada, cometendo duas faltas de conduta antidesportiva, o que o tornara passível de expulsão, caso cometesse uma terceira. Aparentemente, no jogo deste domingo, Beckham Jr. estava mais calmo e centrado no jogo, e a recompensa veio. 

O jogo não provocou fortes emoções. Pelo contrário, frustrou os torcedores dos Packers com a queda no desempenho e também os dos Giants pelas falhas na defesa e também no ataque, que não demonstrou muito empenho em chegar à endzone

Ainda pela semana 5, a noite desta segunda-feira (10) conta com a partida entre Tampa Bay Buccaneers e Carolina Panthers, em Charlotte, às 21h30. Este será o último Monday Night Football começado neste horário. Já na próxima semana a partida começará uma hora mais tarde, devio ao horário brasileiro de verão.