Cowboys bate Redskins em partida equilibrada e conquista décima vitória consecutiva

Jogo foi para decisão até a última posse; Os playoffs estão próximos para Dallas; Washington segue vivo, mas cinco derrotas incomodam na campanha

Cowboys bate Redskins em partida equilibrada e conquista décima vitória consecutiva
Foto: Divulgação/Dallas Cowboys
Dallas Cowboys
31 26
Washington Redskins

Tradicional na rodada tripla da NFL no feriado de Thanksgiving - Dia de Ação de Graças celebrado todo ano na última quinta-feira de novembro, o Dallas Cowboys voltou a receber uma partida no At&T Stadium no segundo jogo do dia. O visitante desta vez foi o rival de divisão Washington Redskins, valendo pela Semana 12 da temporada.

Com mais um jogo sólido de Dak Prescott no ataque, somado a eficiência de Ezekiel Elliott, o Dallas venceu mais uma na NFL, a décima em onze jogos. O time lidera com folga a NFC e estpa muito próximo de garantir a vaga matematicamente para a pós temporada. Já Washington vai para 6-5 em 2016, estando em 3° na NFC East.

Dak Prescott teve números modestos (17/24, 195 jardas e um touchdown corrido e lançado) mas eficientes ao ponto de aliviar seu ataque. Ezekiel Elliott também apareceu explosivo, com 97 jardas carregadas e dois touchdowns por solo. No Washington, destaque para a partida de Kirk Cousins, com 53 passes, 449 jardas e três "TDs".

Mais tarde, às 23h30, o Pittsburgh Steelers visita o Indianapolis Colts no Lucas Oil Stadium. Na próxima semana, as duas equipes voltam a campo pela week 13. Na quinta-feira (2), os Cowboys viajam até Minnesota para duelar contra os Vikings às 23h30. Também fora de casa, os Redskins cruzam os Estados Unidos para enfrentar os Cardinals no estado de Arizona às 19h30, ambos os horários de Brasília.

Dallas melhor no ataque e abre vantagem

Como costumeiro, Dallas começou jogando no ataque sem dificuldades. Já na redzone, Ezekiel Elliott correu para quatro jardas e entrou na endzone, abrindo o placar na casa texana. Kirk Cousins respondeu com apsses precisos para Vernon Davis, Jordan Reed e Desean Jackson. Já próximo de pontuar, a defesa de Dallas parou totalmente o ataque rápido rival. No field goal, Dustin Hopkins teve a chance de tirar o zero de seu time, mas errou chute de 43 jardas.

Dak Prescott e companhia voltaram ao campo, mas sem sucesso. Foi a única vez nesta primeira etapa que Dallas minguou no setor ofensivo. Cousins teve bons momentos: big play com Jamison Crowder pela lateral. Vernon Davis recebendo passe e assim o time ficou próximo do touchdown. Mas a efetividade parou na redzone, obrigandoa  mais um chute de Hopkins. Este, de 24 jardas, foi correto, deixando o 7 a 3 no placar.

Porém o ataque de Dallas passou a ser eficiente. Apesar de Elliott ser pouco acionado, o quarterback calouro da equipes não teve problemas em conectar lançamentos para conquistas de descidas. Primeiro com Dez Bryant, depois com Cole Beasley, com o camisa 11, uma terceira descida improvável para 14 jardas foi convertida. No entanto, Dak quase foi interceptado pelo safety Duke Ihenacho. Na quarta descida, Dan Bailey acertou de 46 jardas e abriu 10 a 3.

Dak Prescott usou da mobilidade para conseguir entrar na redzone, quebrando tackles. O camisa 4 mais uma vez livrou-se da defesa e no limite achou terrance williams, abrindo 17 a 3, em uma jogada espetacular que levantou toda a torcida no At&T Stadium. Por fim, os Redskisn tinham pouco mais de um minuto para tentar pontuar. Crowder (quatro recepções e 60 jardas até o momento) mais uma vez apareceu, ajudando o time a chegar na redzone, mas terminou o primeiro tempo com mais um chute de Hopkins, agora de 20 jardas, indo para a etapa final em desvantagem de 17 a 6.

Washington tenta virada, mas vitória chega para Dallas

Os dois drives iniciais não se converteram em pontos, os times foram obrigados a chutarem o punt. O camisa 8 de Washington se viu na obrigação de aparecer para conseguir uma melhora para sua equipe. Em dois passes, intercalados a corridas sem sucesso, Kirk Cousins foi para passes em profundiade. Jordan Reed, na linha de cinco jardas, apesar de ter sido puxado por Barry Church, consegiiu encaixar o passe. Em segunda descida para o gol, Cousins conectou Reed mais uma vez, agora dentro do limite, diminuindo a vantagem rival para quatro pontos.

Com menos de uma posse em vantagem, foi a vez de Dallas engatar a marcha. Sem sucesso em boa parte do jogo, "Zeke" Elliott correu e recebeu passe, chegando a 40 jardas em duas jogadas. Prescott, mais imprevisível, não teve dificuldades para achar Dez Bryant dentro da zona final do campo. Na jogada seguinte, Dak foi para o play action e viu o lado direito livre. Ele apenas correu para endzoe abriu 24 a 12 no marcador.

Porém, Washington respondeu o touchdown sofrido com um passe longo de Cousins para Desean Jackson. O wide receiver se livrou facilmente da marcação e andou para a endzone. No momento, Dallas vencia Washington por 24 a 19. Em conjunto, Dallas foi para o ataque e voltou a abrir mais de uma posse de frente. Já na redzone, Elliott correu mais uma vez para a endzone, o segundo touchdown do running back na partida.

O tempo foi passando, e jogava contra os Redskins. Cousins, encolhido, foi para o passe em diversas ocasiões. Só depois do Two Minuting Warning que os visitantes pontuara. Dentro da endzone, o QB dos Redskins lançou para o segundo touchdown de Jordan Reed na partida. Washington tentou o onside kick oara recuperar a posse, mas sem sucesso, deixando a vitória para os Cowboys por 31 a 26.