Playoffs NFL: Vikings podem fazer história e ser o primeiro time a jogar o Super Bowl em casa

Equipe de Minnesota chega como favorita a vencer a NFC

Playoffs NFL: Vikings podem fazer história e ser o primeiro time a jogar o Super Bowl em casa
Foto: Hannan Foslien/Getty Images

De incógnita com Sam Bradford à estabilidade com Case Keenum, o Minnesota Vikings chegou aos playoffs da NFL com uma das melhores campanhas das últimas temporadas e com chances reais de chegar ao Super Bowl. Confira a trajetória da equipe que comandou a NFC Norte nesta temporada.

No início da temporada, nem mesmo o mais otimista torcedor dos Vikings poderia traçar uma temporada tão produtiva quanto essa, com domínio frente aos adversários de conferência e um equilíbrio entre defesa e ataque crucial para a estabilidade ao longo das semanas.

Lesão de Sam Bradford foi superada com maestria surpreendente Case Keenum

Já de cara, uma boa vitória frente ao New Orleans Saints marcou o início de temporada do time de Minnesota. Na ocasião, Sam Bradford passou para 346 jardas e conduziu o time ao triunfo. Nessa mesma semana o quarterback se lesionou e passou a dar lugar ao terceiro reserva, Case Keenum, já que Teddy Bridgewater ainda se recuperava de grave lesão no joelho.

Joe Robbins/Getty Images Sport

Na primeira partida com Keenum no comando, uma derrota. Ben Roethlisberger, Le'Veon Bell e Martavis Bryant comandaram o Pittsburgh Steelers para a vitória e não deram chances aos Vikes. Em seguida, a redenção frente ao Tampa Bay Buccanears e um novo revés contra o Detroit Lions marcaram um período instável da temporada.

O início de Case sob o comando da equipe foi de adaptação, ainda sem muito ritmo de jogo. Mas, após a derrota frente ao Lions, rival de conferência, uma sequência de oito vitórias deu ao time a estabilidade e o domínio da NFC. Keenum foi destaque em todas as oito partidas contando com a ajuda do seu corpo de recebedores, em especial Adam Thielen. 

Dylan Buell/Getty Images

A derrota para o Arizona Cardinals encerrou a sequência de vitórias, mas apenas abreviou o bom momento vivido pelo clube. Outras três vitórias vieram na sequência, com destaque para o 16 a 0 pra cima do Green Bay Packers, maior rival da equipe que viveu péssimo ano sem seu principal jogador, o quarterback Aaron Rodgers.

Defesa completa é destaque dos Vikings

Melhor defesa da liga em pontos cedidos, melhor defesa da liga em jardas cedidas ao adversário, segunda melhor defesa da liga contra passes e corridas. A defesa do Minnesota Vikings esteve simplesmente impecável nesta temporada e foi a principal responsável pela boa temporada feita pela equipe.

Adam Bettcher/Getty Images

O middle linebacker Eric Kendricks é o principal nome da segunda linha de defesa. Com 113 tackles combinados o MLB foi crucial para parar o avanço ofensivo dos adversários e tem média de um sack por jogo, mostrando sua qualidade em pressionar o quarterback adversário.

Na secundária, a dupla formada pelo cornerback Xavier Rhodes e pelo safety Harrison Smith também chama a atenção, causando problemas para qualquer recebedor que passe em seu caminho.