Uruguai volta a jogar bem e, fora de casa, vence a Polônia por 3 a 1
Nome do jogo, Luis Suárez (Esq) dribla o goleiro para marcar o terceiro gol da Celeste (Foto: AFP)

Pela primeira vez, o Uruguai voltou a dar lampejos da seleção que encantou o mundo na Copa do Mundo de 2010 e na conquista da Copa América de 2011. Mal nas eliminatórias Sul-americanas para a Copa de 2014, a Celeste viajou hoje até a Polônia, para enfrentar o time da casa em amistoso, e venceu o duelo por 3 a 1.

Com um futebol vistoso, os uruguaios encerraram um jejum de cinco jogos sem vitória. O atacande Luis Suárez, do Liverpool, foi o grande nome da partida.

Jogando na Arena Gdansk, o Uruguai se impôs desde o início. Sem o atacante Diego Forlán, coube a dupla Suárez e Cavani dar as cartas na partida. E foi o que aconteceu logo aos 22 minutos: bela trama do atacante do Liverpool, que tentou cruzar para o centro-avante do Napoli, mas Kamil Glik empurrou para a rede, marcando um gol contra. Os dois avantes uruguaios estavam soltos e muito bem no ataque, causando temor na defesa polonesa. Por outro lado, o meio campo precisava de ajustes, uma vez que Arévalo Rios estava sozinho na marcação.

Aos 34, a dupla funcionou novamente: Nicolas Lodeiro, meia do Botafogo, tocou para Suárez na lateral da área, que fez grande jogada, passou por dois adversários e tocou para o meio, obrigado Edinson Cavani apenas a bater pro fundo do gol. Com excelente toque de bola e uma bela partida de Lodeiro, a Celeste parecia estar em casa diante de uma acuada Polônia, que até tentou, mas não conseguia sair pro jogo.

Após o intervalo, o segundo tempo estava para os donos da casa. Sem Cavani do lado da Celeste, substituído, Robert Lewandowski insistia em fazer jogadas com Ludovic Obraniak, melhor em campo pelo lado polonês, até que a luta foi recompensada: o mesmo Obraniak recebeu na entrada da área e bateu forte, de esquerda, no ângulo direito de Muslera. Belo gol do camisa 10, que encheu os torcedores no estádio de esperança.

Porém, o balde de água fria veio logo depois. Um lançamento da defesa encontrou Luis Suárez sozinho no campo de ataque. Na velocidade, o atacante, não deixou o zagueiro chegar Wasilewski chegar, tirou do goleiro e marcou, coroando sua grande atuação.

A Polônia tirou o pé, e, com o resultado garantido, o técnico , Oscar Tabarez aproveitou pra fazer experiencias, como Christian Stuani e Chori Castro. O resultado pôs fim a sequencia negativa de cinco partidas da Celeste, inclusive sofrendo duas goleadas, nas eliminatórias Sul Americanas.

O bom futebol apresentado leva o torcedor uruguaio a crer em dias melhores para a temporada que vem. A Celeste volta a campo no dia 22 de março do ano que vem, contra o Paraguai, em casa. Após nove jogos, a seleção possui apenas 12 pontos nas eliminatórias da América do Sul para a Copa de 2014. No mesmo dia, a Polônia recebe a Ucrânia, pelas eliminatórias europeias. Os poloneses possuem 5 pontos em três jogos e estão na terceira colocação do Grupo H.  

VAVEL Logo