Roma anuncia demissão de Zeman

A Roma anunciou neste sábado (2) que o tcheco Zdnek Zeman não é mais o técnico da equipe da capital. Após a pesada derrota para o Cagliari, 14º colocado, por 4 a 2, a direção dos giallorossi decidiu não manter o treinador, que deixou a equipe na oitava colocação da Serie A, com 10 vitórias, quatro empates e nove derrotas.

Desde que assumiu a Roma pela segunda vez, em julho de 2012, Zeman foi duramente criticado por parte da torcida. Entre os principais problemas, o fato de perder para times teoricamente muito mais fracos, e de não dar uma regularidade a jogadores que muitos entendem como titulares, como De Rossi. 

Zeman começou a carreira de treinador no Licata, na Serie C2, e foi fazendo história na Itália. Chegou à Roma em 1997, após ser demitido da grande rival Lazio, e mudou para sempre a história do clube. Foi Zeman o primeiro técnico a dar a faixa de capitão para Francesco Totti, hoje maior jogador da história da Roma. Enquanto treinava a equipe, acusou a Juventus de utilizar substâncias ilícitas para melhorar o desempenho de seus jogadores. Após campanhas apenas regulares com a Roma, um quarto e um quinto lugar, Zeman foi demitido da equipe e, desde então, nunca mais treinou uma equipe que fez uma grande campanha.

Zeman passou pelo Fenerbahce, pelo Napoli e por diversos clubes menores da Itália, até assumir o Pescara em 2011, e conquistar o título da Serie B. Lá, com um time totalmente ofensivo - como é de praxe nos times de Zeman -, teve o melhor ataque da competição, e treinou jovens que hoje são o futuro do Calcio, como Verratti, Insigne e Immobile.

Em julho de 2012, assumiu a Roma, mas os resultados foram muito abaixo do esperado. A imprensa italiana já especula que Laurent Blanc, ex-treinador da seleção francesa, é o favorito da direção giallorossi para o cargo.

VAVEL Logo