Tudo igual na Inglaterra e o Benfica avança na Europa League
Foto: Reprodução

Após um 3 a 1 para os portugueses no Estádio da Luz, Benfica e Newcastle voltaram a se enfrentar, no jogo de volta das quartas de final da Uefa Europa League. No resultado, 1 a 1 com gols de Papiss Cissé e Eduardo Salvio. Os Magpies pressionaram, sofreram o empate nos acréscimo e não conseguiram reverter a desvantagem e viram as Águias comemorarem a classificação em seu estádio.

O JOGO

Embora ocorra na cancha adversária, a partida foi dominada pelo Benfica nos minutos iniciais. O primeiro lance de perigo foi uma pintura; Gaitan realizou jogada individual e passou para André Almeida cruzar e o brasileiro Lima finalizar com um sofisticado toque de letra, defendido por Tim Krul. Na investida seguinte, Enzo Pérez falhou na tentativa de alçar a bola na área e por pouco não surpreendeu o arqueiro holandês, que se esticou todo para espalmar.

Quando os donos da casa resolveram atacar, o alvo só poderia ter sido Papiss Cissé. O artilheiro da equipe recebeu lançamento de Moussa Sissoko e ia se preparando para chutar, mas Tomislav Petrovic havia apontado sua posição irregular. Em outra investida, a referência da equipe inglesa foi novamente acionada, mas não obteve sucesso ao dominar a pelota.

Após um começo de peleja, de uma certa forma, movimentado, o ritmo diminuiu consideravelmente do minuto 10 ao 20. Times sem uma estratégia definida, passes para o lado... o típico ''estudo do adversário''. Aos 25', esse quadro esboçou uma mudança. Nemanja Matic lançou despretensiosamente para Lima, quando Krul tratou de ir ao encontro da bola e falhar, deixando ela limpa para Nicolas Gaitán concluir e sair pro abraço; no entanto, Mapou Yanga-Mbiwa apareceu para afastar em cima da linha. 

Em resposta, os visitantes chegaram por duas oportunidades. A primeira foi com Eduardo Salvio, que recebeu cruzamento da esquerda e por pouco não abriu o marcador; na sequência, Ola John pegou o rebote e, da meia-lua, bateu firme para a defesa em dois tempos de Krul. Já nos instantes finais, Gael Bigirimana encontrou o matador Cissé na pequena área, que marcou, mas em posição de impedimento. O apito soou e o torcedor português fazia a festa na arquibancada.

SEGUNDO TEMPO

Sabendo que precisava de pelo menos dois gols para avançar, Alan Pardew mexeu logo no intervalo; o defensivo Gael Bigirimana permaneceu no vestiário para dar lugar ao atacante nigeriano Shola Ameobi. E a substituição quase surtiu efeito imediato, não fosse o brasileiro Artur afastar o chute do recém-promovido. O Benfica respondeu com uma finalização cheia de efeitos realizada por Pérez, que teve a linha de fundo como destino.

Pelo lado dos mandantes, com 10 minutos marcados no relógio, Yohan Cabaye desperdiçou boa chance em cobrança de falta. Após isso, a principal fonte de animação para os torcedores anfitriões foi a entrada do francês Hatem Ben Arfa, um dos principais jogadores da equipe e que não atuava desde março, devido a lesão no joelho; quem saiu foi o nulo Vurnon Anita.

Após um bom tempo de ''apagão'' ofensivo de ambos os lados, quem voltou a atacar foi o Newcastle, e chegou a mexer no barbante; no entanto, Papiss Cissé estava em posição de impedimento ao desviar cabeceio de Ameobi. Todavia, poucos minutos depois, o matador magpie entrou em ação, desta vez regularmente. O mesmo Ameobi se beneficiou de uma tremenda falha protagonizada por Matic e Garay e levantou para Cissé testar e inaugurar o marcador.

Se nos primeiros minutos a peleja chegou a dar sono, no final não deixou a desejar no quesito emoção. Mantendo o ritmo, os comandados de Pardew partiam pra cima desesperadamente para ampliar o marcador, assustando em lances produzidos por Ben Arfa e Ameobi, chegando a reclamar de uma penalidade, ignorada pelo árbitro croata. Com a afobação para atacar, o espaço para contra-ataques adversários surgia; num destes, Ezequiel Garay quase empatou.

O confronto chegou aos acréscimos e era tudo ou nada para os Magpies. Vida ou morte. Deu em nada. Ben Arfa, animado com seu regresso aos gramados, era o atleta mais acionado; quando resolveu realizar jogada invididual, deixou a marcação na saudade e concluiu por cima da trave protegida por Artur. Cabaye tentou em outra cobrança de falta, sem êxito. Provando do seu próprio veneno dos tentos no apagar das luzes, os ingleses acabaram vendo Eduardo Salvio empatar e decretar a classificação benfiquista. 

O próximo compromisso do Newcastle ocorre no domingo (14), pela Premier League, quando recebem o Sunderland, protagonizando o Tyne-Wear Derby. Por sua vez, o Benfica volta à campo na segunda (15), para enfrentar o Paços Ferreira pela Taça de Portugal. 

VAVEL Logo