Já Campeão, Manchester United fica no empate com o Arsenal
Foto: Reprodução

O título já estava decidido e muitos diziam que o Manchester United cumpriria tabela diante do Arsenal, neste domingo. E foi o que pareceu acontecer no Emirates Stadium, onde os mais novos campeões não se esforçaram para sair do empate em 1 a 1. Theo Walcott e Robin van Persie compuseram a artilharia da partida. 

Na tabela de classificação, o resultado não muito significou para o United, que chegou aos 85 pontos e jogou fora o que era seu único objetivo nos últimos jogos: superar a marca recorde de 94 pontos na competição, registrada pelo Chelsea, na temporada 2004/05. Os Gunners, por sua vez, foram à 64 pontos e perderam uma posição, deixando o terceiro lugar, mas permanecendo na zona de qualificação para a Uefa Champions League.

A felicidade red devil perdurou por alguns momentos antes do apito inicial soar. Patrice Evrá puxou a fila dos jogadores que subiram ao gramado sob aplausos do rival, numa atitude tradicional do Campeonato Inglês. Quando uma equipe sagra-se campeã, na rodada posterior à conquista, atletas e torcedores adversários reverenciam os vencedores. Depois de tudo isso, a bola rolou para o clássico e o semblante de alegria mudou de lado. 

Dois minutos de jogo, pelota nos pés de van Persie. Agora sob vaias, o holandês escorregou e passou errado; Rosicky aproveitou, ficou com a posse e deu ótimo lançamento para Theo Walcott - em posição irregular - invadir a área e bater na saída de David De Gea, placar inaugurado. Depois do baque inicial, os visitantes aos poucos se encontravam e realizaram suas primeiras finalizações. A primeira, com ele, Persie, que mandou por cima; na sequência, Phil Jones testou pela linha de fundo.

No entanto, o equilíbrio mancuniano foi somente esboçado, pois os anfitriões seguiram com o total controle da peleja e os encurralavam em seu próprio campo. Van Persie, grande personagem do embate, estava irreconhecível e não chegava nem perto de levar perigo ao gol protegido por Szczesny. Aos 28 minutos, foi premiado com um cartão amarelo, após chegar com força em Per Mertesacker. 

O Arsenal pouco ligava para isso e partia pra cima; Aaron Ramsey, em tabela com Santi Cazorla, assustou. Em seu primeiro lampejo ofensivo, Persie por pouco não empatou: Nani fez jogada individual pela esquerda, passou pela marcação e cruzou para o holandês cabecear, mas não contava com uma defesa de nariz praticada por Szczesny. Se com a bola rolando não deu, foi na marca da cal que o artilheiro da competição aumentou sua marca para 25 gols: no minuto 44, sofreu penalidade de Sagna e converteu. 1 a 1 e fim do primeiro tempo.

Sem alterações, as equipes voltaram para a etapa derradeira e o panorama foi outro. Outrora dominado, o Manchester United tomou conta do jogo e realizava as principais ações. No entanto, em meio disso, Tomas Rosicky e Lukas Podolski arrumaram espaço para concluir. Wayne Rooney, quase chegando de carrinho em bola cruzada por Persie, teve a chance de virar; Rafael, poucos minutos depois, finalizou por cima. O Shrek, que gosta de marcar diante dos Gunners, tentou de cabeça: Szczesny mais uma vez. No restante, vimos uma partida sem emoções, com poucas chances criadas e o destaque ficou por conta da pelota, que, em lance inusitado, destinou-se a bandeira de escanteio e ficou por lá até que van Persie a dominasse. Empate ruim para os comandados de Arsene Wenger, que terão de lutar para garantir a vaga na Champions League 2014. 

Na próxima rodada, o Arsenal vai até o Loftus Road para encarar o já rebaixado Queens Park Rangers, no sábado (04/05). Por sua vez, o Manchester United tem mais um clássico pela frente, diante do Chelsea, em Old Trafford, no domingo.

VAVEL Logo