Drogba: "Me chamaram de macaco, mas choraram quando o Chelsea eliminou o Fenerbahçe"
Assim como Drogba, Eboué também sofreu com os insultos (Foto: PA Photo)

O atacante marfinense Didier Drogba desabafou neste início de semana após ser alvo de insultos racistas no último final de semana na derrota por 2 a 1 contra o Fenerbahçe. Os torcedores rivais entoaram cânticos contra o atleta, imitaram macacos e ainda atiraram bananas, em Drogba, e em seu compatriota Emmanuel Eboué.

Drogba postou em sua conta oficial no Instagram uma foto da antropogênese, famosa imagem que retrata a evolução do macaco até o homem, com a legenda: "Um pouco de história não irá te machucar". Na página oficial do Galatasaray no Facebook, foi publicada uma mensagem de Drogba, com duras críticas aos torcedores rivais.

"Você me chama de macaco, mas chorou quando o Chelsea venceu o Fenerbahçe em 2008; E o mais triste é que você me chamou de macaco, mas se esqueceu de que pulou quando meu ‘irmão macaco’ marcou duas vezes no domingo. Você se acha um verdadeiro torcedor?", dizia a mensagem do atacante, lembrando que o Fener venceu por 2 a 1 justamente com dois gols do camaronês Webó.

O embate entre os gigantes turcos não foi a única partida na Europa no último final de semana que teve problemas envolvendo o racismo. O jogo entre Milan e Roma no San Siro teve que ser paralisado por cerca de dois minutos após cânticos racistas da torcida da Roma para Mario Balotelli e Kevin-Prince Boateng, que resultou em uma multa de €50 mil para o time da capital.

VAVEL Logo