Crystal Palace bate o Watford na prorrogação e está de volta à Premier League

Na prorrogação, o Crystal Palace garantiu o retorno à Premier League ao derrotar o Watford na final dos Playoffs da Championship, a segunda divisão. De pênalti, o experiente atacante Kevin Phillips marcou o gol do primeiro acesso desde o rebaixamento em 2004/05. Ao lado do Cardiff City e do Hull City, os Eagles substituirão Wigan Athletic, Reading e Queens Park Rangers na próxima temporada da elite do futebol inglês.

O clube londrino - o sexto da capital na primeira divisão -, que beirou a falência em 2011, receberá cerca de £120 milhões em direitos televisivos e outras benesses, o que representa um enorme salto em relação ao padrão da segunda divisão. De quebra, o Palace se tornou o primeiro clube na história a conseguir cinco acessos ao primeiro escalão, embora nas outras quatro, tenha sido rebaixado logo na sequência.

Embora tenham tido os melhores números de ataque na temporada, o confronto entre ambos no primeiro tempo não foi das mais emocionantes. Com os times extremamente cautelosos, poucas chances de gol foram criadas. O melhor em campo era o winger Wilfred Zaha, desde os nove anos no Crystal Palace, mas que vai defender o Manchester United na próxima temporada.

Na segunda etapa, o duelo ficou mais aberto. O Watford sofreu um duro golpe ao perder o artilheiro tcheco Matej Vydra, substituído pelo suíço Alexandre Geijo. Apostando nos contra-ataques puxados por Zaha, o Palace teve pelo menos três chances, todas com Aaron Wilbraham. Substituindo o artilheiro da equipe na temporada, Glenn Murray, o inglês de 33 anos não conseguiu passar pelo arqueiro espanhol Manuel Almunia, ex-Arsenal.

Com o empate sem gols, a partida foi para a prorrogação. O Palace seguiu mais presente no ataque e Stuart O'Keefe, Owen Garvan e Mile Jedinak colocaram Almunia para trabalhar. O Watford respondeu apenas uma vez, com Troy Deeney parando na corajosa defesa do argentino Julian Speroni. Sem perder o fôlego, Zaha seguia incomodando a defesa dos Hornets e no final do primeiro tempo da prorrogação, partiu para cima de Marco Cassetti e foi derrubado pelo italiano dentro da área. O árbitro Martin Atkinson não titubeou e assinalou a penalidade para os Eagles, que comemoraram muito. Mas uma festa ainda maior tomou o estádio de Wembley quando o interminável Kevin Phillips, de 39 anos, cobrou o pênalti no ângulo direito de Almunia e abriu o placar.

Na base do desespero, o Watford partiu para cima nos últimos 15 minutos da prorrogação, mas viu Almen Abdi chutar de forma decepcionante de uma posição promissora e a cabeçada de Fernando Forestieri ser afastada por Joel Ward em cima da linha. Sem tempo para uma reação como na partida contra o Leicester, restou ao time de Gianfranco Zola lamentar a derrota no gramado enquanto o Palace de Ian Holloway levantou a taça das tribunas do Wembley.

VAVEL Logo