Ídolo no país, Chilavert faz duras críticas à seleção paraguaia e ao Roque Santa Cruz
Chilavert estava no elenco paraguaio que jogou a Copa de 2002, na Coreia do Sul e Japão (Foto: Divulgação/Fifa)

O ex-goleiro José Luis Chilavert mostrou-se desapontado com a atual situação da seleção do Paraguai, praticamente eliminada de qualquer possibilidade de disputar a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Em último lugar, com apenas 8 pontos na tabela, o ídolo do país disparou contra o planejamento.

"Temos que reestruturar tudo. Fazer um longo planejamento, do zero, pensando na Copa de 2018 (na Rússia)", lamentou Chilavert, em entrevista exclusiva a uma rádio local neste sábado (8). Os paraguaios estiveram nas últimas quatro Copas (1998, 2002, 2006 e 2010).

Um dos "alvos" das críticas do ex-jogador foi o atacante Roque Santa Cruz, que não estaria comprometido totalmente à seleção. "Eu ouvi ontem (sexta-feira) à noite uma declaração do Santa Cruz dizendo que ele estava chateado, e essa situação me fez lembrar da Copa do Mundo de 2002, quando ele fez 'corpo mole' para ajudar a Alemanha nas oitavas de final", acusou Chilavert. Naquela partida, Santa Cruz saiu aos 29 minutos do primeiro tempo alegando lesão, e o Paraguai foi eliminado ao perder por 1 a 0 para os alemães, gol de Oliver Neuville (veja no vídeo abaixo).

"Ponha-se no meu lugar, porque naquele tempo o Paraguai tinha um grande time, tivemos ele contra a Alemanha e este personagem se machucou para beneficiá-los, aí hoje ele diz que se sente magoado. O que é necessário é um nacionalista. No momento em que ele iria beneficiar os alemães e agora diz que está decepcionado, então vamos 'entregar' esses paraguaios que estão entre nós", completou Chilavert, que continuou criticando fortemente a conduta do atacante, hoje no Málaga (ESP). O ídolo revelou que o ex-zagueiro Gamarra e o ex-meia Julio Cesar Enciso também deram "migué" na seleção.

O ex-goleiro terminou a entrevista explicando o motivo desse desabafo. "Eu me sinto ruim pela eliminação do Paraguai porque tem feito um trabalho fraco. Com isso, você tem que olhar para o futuro, mas tinha que dizer isso, pois naquela época Roque Santa Cruz foi ajudar outro país", completou.

VAVEL Logo