Mourinho se diz o 'Happy One' em retorno ao Chelsea
Mourinho já havia comandado o Chelsea de 2004 a 2007 (Foto: Reprodução/Reuters)

Na apresentação oficial que sacramentou seu retorno para a segunda passagem pelo Chelsea, José Mourinho se caracterizou como "The Happy One" (o mais feliz, em alusão ao seu apelido na Inglaterra, "The Special One" - o especial). Em clima nostálgico, o português de 50 anos lembrou que esta é a primeira vez que retorna a uma equipe pela qual já passou e afirmou que ama o clube londrino, no qual trabalhou entre 2004 e 2007, conquistando seis títulos e comandou por 185 vezes (124 vitórias, 40 empates e 21 derrotas). 

"Eu sou o mais feliz. O tempo voa. Olho para trás e parece que se passaram alguns dias, mas foi há nove anos que eu estive aqui. Sou a mesma pessoa, tenho o mesmo coração e ainda amo o que eu faço e o futebol. Se eu tiver que me descrever, eu diria que sou uma pessoa muito feliz. É a primeira vez que chego a um clube que eu já amei", disse Mourinho.

Relação com Abramovich

Após deixar o clube em clima conturbado com o proprietário Roman Abramovich, Mourinho não escapou de perguntas sobre o tema, mas não foi a fundo na questão. "Estou de volta, e provavelmente nós dois estamos nos melhores momentos da carreira. Estamos prontos para trabalhar juntos novamente e em condições muito melhores que antes, e vamos dar ao clube o que ele precisa: estabilidade. Creio que meu relacionamento com o dono deve ser privado, assim como com o conselho do clube."

Cenário diferente

O português também não deixou as diversas mudanças de comando nos principais clubes ingleses, entre elas a aposentadoria de Sir Alex Ferguson e apontamento iminente de Manuel Pellegrini no Manchester City, passarem batido. 

"Estou desapontado que a minha volta não conte com um adversário como Ferguson. Mas eu acho que David Moyes tem condições e proteção do clube para realizar um grande trabalho. Wenger ainda está trabalhando, o que me deixa feliz. Pellegrini no City também tem grande experiência. É a primeira vez que ele trabalha aqui, mas tem maturidade para fazer um bom trabalho."

As dificuldades

Em sua primeira passagem pelos Blues, o Chelsea não perdeu um jogo de Premier League sequer no Stamford Bridge e chegou a ficar 23 jogos seguidos sem perder. Conquistou dois Campeonatos, uma Copa da Inglaterra e duas Copas da Liga Inglesa. Se comparada com a sua primeira passagem pelo clube, o treinador reconhece que sempre há espaço para melhoras. O português lembrou que alguns nomes deverão ser contratados pela equipe, mas afastou a possibilidade de uma reformulação completa no elenco. Além dos pontos fracos do time, ele lembrou que também tem os seus, mas afirmou que está trabalhando para melhorá-los.

"Sempre se pode fazer melhor. Quero acreditar que é possível. Sempre acreditei no meu trabalho e conheço a minha mentalidade e ambição que as pessoas devem ter. Algumas contratações são normais e práticas comuns em qualquer clube. Mas o principal objetivo é trabalhar e melhorar esses jogadores. Conheço as minhas limitações, não são muitas, mas eu tento trabalhá-las também."

Já com os comandados, o treinador afirmou que vai manter a rédea curta. Ele lembrou que alguns jogadores ainda estão no elenco, mas garantiu que não existirá privilégios ou tratamento diferenciado para qualquer um deles. "Claro que ainda tem alguns garotos que estão desde a última vez, e com quem eu me relaciono bem. Eles me conhecem, mas o importante é falar que não haverá privilégios para ninguém."

Trajetória

  1. Benfica (2000): 11 partidas / 6 vitórias / 3 empates / 2 derrotas / Aprov.: 55%
  2. União de Leiria (2001-02): 29 partidas / 15 vitórias / 8 empates / 6 derrotas / Aprov.: 52%
  3. Porto (2002-04): 124 partidas / 90 vitórias / 21 empates / 13 derrotas / Aprov.: 73%
  4. Chelsea (2004-07): 185 partidas / 124 vitórias / 40 empates / 21 derrotas / Aprov.: 67%
  5. Inter de Milão (2008-10): 108 partidas / 67 vitórias / 26 empates / 15 derrotas / Aprov.: 62%
  6. Real Madrid (2010-13): 178 partidas / 128 vitórias / 28 empates / 22 derrotas / Aprov.: 72%
  7. Total: 635 partidas / 430 vitórias / 126 empates / 79 derrotas / Aprov.: 68%

Principais títulos

  1. Liga dos Campeões: 2004 e 2010
  2. Copa UEFA: 2003
  3. Campeonato Português: 2003 e 2004
  4. Supertaça de Portugal: 2003
  5. Campeonato Inglês: 2005 e 2006
  6. Supercopa da Inglaterra: 2005
  7. Campeonato Italiano: 2009 e 2010
  8. Supercopa da Itália: 2008
  9. Campeonato Espanhol: 2012
  10. Supercopa da Espanha: 2012
  11. Taça de Portugal: 2003
  12. Copa da Inglaterra: 2007
  13. Copa da Liga Inglesa: 2005 e 2007
  14. Copa Itália: 2010
  15. Copa del Rey: 2011
VAVEL Logo