Eddy Etaeta sobre gol histórico: "A Polinésia Francesa pode se orgulhar de seus filhos agora"
Etaeta: "Se marcarmos contra a Espanha, será ainda mais fantástico" (Foto: Reprodução/AFP)

O Taiti marcou história no futebol nesta segunda-feira (17) no Estádio do Mineirão. A Nigéria o goleou por 6 a 1 na estreia da Copa das Confederações, mas o resultado foi o menos importante. Os taitianos cumpriram o objetivo que traçaram e marcaram seu tão sonhado gol na competição, o primeiro fora do continente da Oceania. O feito soou como um "título simbólico" e foi motivo de comemoração intensa do elenco após a partida.

Ainda no gramado, o treinador Eddy Etaeta não escondeu a felicidade. "Estou orgulhoso e a Polinésia Francesa pode se orgulhar de seus filhos agora", exaltou o acontecimento do arquipélago ainda colonizado pela França. E o técnico ainda projetou: "Marcar um gol hoje foi fantástico, mas se marcarmos contra a Espanha, será ainda mais", brincou.

"Estamos orgulhosos. Quero agradecer o povo taitiano, que fez de tudo para que eu jogasse e regularizasse meus documentos, e ao povo brasileiro que apoiou a gente. Graças à eles a gente conseguiu o nosso objetivo e mostramos ao mundo que há qualidade no Taiti, mesmo nós sendo amadores", felicitou o atacante Marama Vahirua, o único jogador profissional do atual grupo.

O Taiti encara agora a Espanha, quinta-feira (20), às 16h, no Estádio do Maracanã, em busca de um novo capítulo de sua história no futebol.
Atletas do Taiti comemoram gol do Taiti contra a Nigéria
Jogadores comemoram gol histórico marcado no Mineirão (Foto: Getty Images)
VAVEL Logo