México tenta "amenizar" pressão cumprindo tabela com o Japão

O México encara o Japão neste sábado, às 16h, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, na busca de terminar com "honra" a participação no grupo A da Copa das Confederações, onde ainda não pontuou em dois jogos e não pode mais se classificar às semifinais. A pressão em cima do técnico Manuel de La Torre vem muito criticado pela imprensa mexicana e pode ser demitido em caso de mais uma derrota na competição.

Mesmo com a situação ruim, o treinador se sente tranquilo e projeta classificação para a Copa do Mundo como objetivo principal. "Conforme o resultado, as pessoas ficam de um lado ou outro. O que está claro é o projeto, o comprometimento com os objetivos. Neste sentido, estamos com o compromisso de retomar os bons resultados, principalmente porque vem as Eliminatórias, e antes temos a Copa Ouro", afirmou em coletiva.

Para a partida, de La Torre não deve realizar mudanças, mesmo em uma partida que cumprirá tabela, afinal a equipe precisa estar ajustada para o restante das Eliminatórias da Concacaf, onde briga com Honduras pela terceira vaga direta na Copa (o México tem 8 pontos, em 3º lugar, com apenas uma vitória em seis jogos).

"Não existe amistoso. São jogos de competição, e competimos diariamente com uma motivação interna. Se está esperando eu falar não, estamos perdidos", concluiu o técnico. A escalação provável do México para enfrentar os japoneses (que também já estão eliminados) é no esquema 4-5-1, com Corona; Flores, Rodriguez, Moreno e Salcido; Torrado, Guardado, Torres, Mier e Giovani dos Santos; Chicarito Hernandez.

Relembre

O último confronto entre os dois aconteceu na Copa das Confederações de 2005, na Alemanha. Na oportunidade, o México derrotou o Japão por 2 a 1, pela primeira fase da competição. Veja os gols do duelo no vídeo abaixo:

VAVEL Logo