Apresentado pelo Bayern, Guardiola se diz preparado para o desafio
Guardiola confirmou que será ele quem terá que se adaptar à filosofia da equipe (Foto: Christof Stache/AP)

“Guten morgen, mein name ist Pep.” Solto e arriscando ao máximo algumas frases em alemão, Pep Guardiola foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira (24) como novo treinador do Bayern de Munique. Após um ano sabático nos Estados Unidos, o ex-comandante do Barcelona se apresentou para mais de 240 jornalistas e procurou responder da melhor forma possível cada um deles.

Ao lado de Uli Hoeness, presidente do clube, Karl-Heinz Rummenigge, vice-presidente, e Matthias Sammer, diretor esportivo, Guardiola deixou claro que não pretende fazer nenhuma mudança drástica na equipe montada por Heynckes, acrescentando ainda que está pronto para o desafio, se dizendo ciente de que é muito difícil manter o desempenho acima da média da atual temporada.

“É um enorme estímulo ter no Bayern o mais bem-sucedido treinador do mundo. É fantástico não só para o nosso clube, mas também para o futebol alemão no geral.”, disse Rummenigge no início da apresentação.

Questionado sobre a pressão, Guardiola mostrou estar aberto às mudanças e saber da pressão que irá ter: “Tenho de aceitar as comparações com o meu antecessor e saber viver com isso. Estou um pouco nervoso. Preciso de tempo para encarar as coisas passo a passo.” Confira mais declarações de Guardiola sobre outros aspectos de sua chegada ao Bayern:

Por que o Bayern?

“É um grande desafio para mim e não custou nada dizer que sim. Escolhi o Bayern pela sua história e pelos seus jogadores. O Barcelona foi uma etapa enorme na minha vida e na minha carreira, mas precisava de novos desafios e quando surgiu o convite do Bayern Munique e que melhor desafio do que um dos maiores clubes do Mundo? Não prometo nada a não ser muito trabalho e vontade de ganhar.”

O legado de Jupp Heynckes

“O Bayern conquistou todos os títulos possíveis na última temporada. A expectativa é muito grande. Então a única coisa que posso fazer e seguir o mesmo caminho para manter o mesmo nível. Tenho muita admiração e respeito pelo trabalho do meu antecessor, não apenas pelo trabalho que ele fez agora, mas por toda a sua carreira. Pra mim é uma honra assumir o seu posto.”

“Certamente terei muito a ouvir dele (Jupp Heynckes), o que me ajudará no começo do trabalho.”

Mudanças

“Os jogadores do Barcelona possuem outras características. Preciso me ajustar aos atletas e não propor o caminho inverso. O futebol pertence aos jogadores não ao treinador. Os torcedores virão à Allianz Arena para assistir a eles e não a mim.”

“Na minha opinião, um time que conquistou quatro títulos recentemente não precisa de muitos reforços. Ele já está muito bom. Mas tenho que conversar melhor com o Mathias Sammer, Rummenigge e Uli Hoeness para saber o que eles pensam.”

Juntamente com Guardiola, chegam mais quatro membros da comissão técnica que foram contratados a pedido do espanhol: Doménec Torrent (assistente), Carles Planchart (olheiro), Lorenzo Buanaventura (preparador físico) e Manuel Estiarte (responsável pelo time B).

O primeiro treino comandado por Pep Guardiola será realizado na próxima quarta-feira (26) e poderá ser acompanhado por 25 mil torcedores, que terão que pagar algo em torno de R$ 15 para poder entrar. O valor arrecadado será destinado às vítimas das enchentes que assolaram o norte da Alemanha no início do mês.
 

VAVEL Logo