Com gol no último minuto, Espanha bate a Inglaterra pela Euro feminina

Com gol no último minuto, Espanha bate a Inglaterra pela Euro feminina

Putellas balançou as redes aos 48 minutos do segundo tempo e definiu a última partida da primeira rodada da fase de grupos (Foto: Reprodução/Getty Images)

thiago-ienco
Thiago Ienco
InglaterraBardsley; A. Scott, Bassett, Stoney, Houghton; J. Scott, Asante; Aluko (Carney, min. 72), Williams, Yankey (Clarke, min. 91); White
EspanhaTirapu; Torrejón, Paredes, García, Ibarra; Meseguer, Calderón (Losada, min. 61); Adriana, Hermoso, Sonia (Putellas, min. 73); Boquete
Placar0-1, min. 5, Boquete. 1-1, min. 8, Aluko. 1-2, min. 86, Hermoso. 2-2, min. 89, Bassett. 2-3, min. 93, Putellas.
ÁRBITROKateryna Monzul (Ucrânia) - Advertidas: Calderón (min. 36), Paredes (min. 75) e Bassett (min. 77)
INCIDENCIASEuro Feminina - Suécia 2013 - Linkoping

O estilo pode não ser exatamente o mesmo da seleção masculina, mas ninguém pode duvidar do potencial da Espanha. A vitória no último minuto por 3 a 2 sobre a Inglaterra nesta sexta-feira (12), em Linkoping, encerrou a primeira rodada da fase de grupos da Eurocopa feminina. Mais cedo, também pelo grupo C, a França não teve dificuldades para bater a Rússia por 3 a 1 em Norrkoping. 

Com o resultado, as espanholas têm o mesmo número de pontos que as francesas, mas ficam em segundo pela diferença no saldo. Com zero, russas e inglesas precisam se recuperar na próxima rodada, onde a Inglaterra encara a Rússia em Linkoping enquanto a Espanha enfrenta a França em Norrkoping.

Considerado o grupo da morte, já era de se esperar que todo duelo do grupo C fosse equilibrado. No entanto, com a França demolindo a Rússia na primeira partida do dia, Espanha e Inglaterra entraram em campo sabendo que pontuar hoje era mais do que essencial para disputar as rodadas seguintes com mais segurança. Isso tornou o jogo extremamente aberto e equilibrado, com a Espanha controlando a posse de bola e a Inglaterra perigosa nos contra-ataques e na velocidade da ponta Eniola Aluko.

Com tanto equilíbrio, a partida seria decidida através do erro alheio, e a Inglaterra foi a primeira a errar. Uma desatenção na defesa logo aos quatro minutos abriu o espaço que a artilheira Verônica Boquete precisava. A camisa nove recebeu um belo passe de Sonia e bateu na saída de Karen Bardsley. A Inglaterra não se abalou e devolveu na mesma moeda - empate aos sete minutos com Aluko, que aproveitou o passe de Jill Scott e balançou as redes da goleira Ainhoa Tirapu.

Apenas cinco minutos depois, Fara Williams quase virou em um chute de fora da área, bem defendido por Tirapu. O equilíbrio era marcante e ora Espanha, ora Inglaterra, criavam boas chances. Próximo do intervalo, as inglesas quase marcaram com a atacante Ellen White, que desviou o cruzamento de Stephanie Houghton e colocou novamente Tirapu para trabalhar.

Na segunda etapa, o panorama foi diferente. Apesar da partida continuar aberta, a Espanha aumentou seu controle sobre as ações enquanto a Inglaterra se postava quase toda atrás da linha da bola. A pressão espanhola foi ficando evidente com a proximidade do fim da partida, forçando o erro alheio. A goleira Bardsley se complicou ao ser encoberta pela bola e por pouco não viu Vicky Losada balançar as redes. A bola carimbou o travessão.

A única resposta contundente inglesa no período foi aos 36 minutos, quando novamente White desviou um cruzamento com perigo. No entanto, novamente o erro inglês foi determinante para a Espanha marcar. A defesa não conseguiu afastar a bola após uma cobrança de escanteio e ela sobrou para Jennifer Hermoso encher o pé e marcar aos 41.

Com pouco tempo para reagir, o time inglês se reuniu durante uma pausa para o atendimento da zagueira Irene Paredes e combinou os próximos passos. A ação surtiu efeito e aos 44, o English Team buscou o empate novamente. Após escanteio cobrado por Rachel Yankey da direita, Anita Asante desviou no primeiro pau e a bola sobrou para a zagueira Laura Bassett bater colocado no canto esquerdo de Tirapu.

Era mais um exemplo da determinação de um time que perdeu apenas uma das suas últimas 12 partidas, mas no último minuto, a Inglaterra sofreu o revés com o tento de Alexia Putellas, umas das promessas espanholas reveladas pelo vice na Euro Sub-19. A camisa 12 se antecipou em relação a Bardsley e desviou o cruzamento de Adriana Martín.

Na primeira fase da Euro feminina, o equilíbrio é marcante. Em seis jogos, foram duas vitórias e quatro empates, com 13 gols marcados. A Euro continua no sábado (13) com a segunda rodada do Grupo A: a Itália enfrenta a Dinamarca em Halmstad enquanto a anfitriã Suécia encara a Finlândia em Gotemburgo.

VAVEL Logo