Dinamarca empata com a Finlândia e se complica na Euro feminina

Dinamarca empata com a Finlândia e se complica na Euro feminina

Dinamarquesas dependem de combinações de partidas de outros grupos para avançar entre os duas melhores terceiras colocadas (Foto: Reprodução/Getty Images)

thiago-ienco
Thiago Ienco
DinamarcaS. Petersen; T. Nielsen, Orntoft, Roddik, Sandvej; Knudsen, Sondergaard Pedersen, Nadim (Rasmussen, min. 64); Rydahl (Christansen, min. 64), Harder (S. Nielsen, min. 85) e Brogaard
FinlândiaMeriluoto; Hyyrynen, Westerlund, Kivistö (Kivelä, min. 79), Lehtinen (Kuikka, min. 46); Saario, Kukkonen; Heroum (Talonen, min. 69), Alanen, Nokso-Koivisto; Sjölund
Placar1-0, min. 29, Brogaard. 1-1, min. 87, Sjölund.
ÁRBITROKateryna Monzul (Ucrânia) - Advertidas: Sandvej (min. 52) e Kukkonen (min. 90)
INCIDENCIASEuro Feminina - Suécia 2013 - Gotemburgo

A Dinamarca se complicou na Euro Feminina realizada na Suécia ao empatar em 1 a 1 com a Finlândia nesta terça-feira (16) em Gotemburgo. Vencendo até os 42 minutos do segundo tempo, as dinamarquesas sofreram o gol de empate e agora somam apenas dois pontos no Grupo A. Fora de briga pelas primeiras duas vagas, que já pertencem à Suécia e Itália, a Dinamarca brigará por uma vaga entre as duas melhores terceiras colocadas, mas precisará torcer pelo empate em Islândia x Holanda no Grupo B ou Inglaterra x Rússia no Grupo C. As finlandesas se despedem da competição em último, com dois pontos.

Dominando completamente a partida, a Dinamarca procurou explorar as fraquezas de uma defesa abalada pelos cinco gols sofridos da Suécia no sábado. A tentativa de Nadia Nadim foi a primeira a colocar a goleira Minna Meriluoto para trabalhar. Surpreendentemente, Meriluoto foi titular na partida, rebaixando a capitã Tinja-Riikka Korpela para o banco. A arqueira finlandesa lidou com a arrancada e conclusão de Pernille Harder de forma mais tranquila, mas era mais uma evidência de que o sinal de alerta foi ligado.

O meio-campo dinamarquês ditava o ritmo, com a meia Mariann Knudsen fornecendo o equilíbrio e dinamismo necessário para criar as jogadas ofensivas sem deixar a defesa desprotegida. Meriluoto foi bem novamente ao espalmar a cabeçada de Nadim em cruzamento de Cecilie Sandvej da esquerda. 

A onda de pressão, já feroz, acabou sobrecarregado a equipe comandada por Andrée Jeglertz. Após cobrança de falta de Knudsen da direita, Tiina Saario tentou afastar a bola, mas esta acabou no caminho de Mia Brogaard, que da borda da grande área, balançou as redes aos 29 minutos. Pouco antes do intervalo, apenas os dedos de Meriluoto evitatam o segundo gol dinamarquês em chute de Julie Rydahl Bukh.

A Dinamarca voltou com o mesmo ar de superioridade após o intervalo. Em ótimo trabalho pela direita, Rhydal seguiu incomodando a defesa finlandesa. Após passar em branco contra Itália e Suécia, a atacante Harder ainda não tinha se dado por vencida, mas acabou trabalhando em vão, tendo uma sucessão de esforços bloqueadas.

Tanto a sua frustração quanto a de todo time foi agravada a três minutos do final, quando Annica Sjölund saltou alto para desviar o cruzamento de Emmi Alanen para o fundo da meta, marcando o primeiro gol da Finlândia na Euro e complicando a vida da Dinamarca.

A Eurocopa feminina segue na quarta-feira (17) com a terceira e última rodada do Grupo B - Holanda e Islândia se enfrentam em Växjö. Em Kalmar, a Alemanha encara a Noruega.

VAVEL Logo