Arsenal é dominado, mas jogo contra Southampton termina empatado

No início da partida, os donos da casa já davam uma pequena demonstração de como seria o primeiro tempo, com a posse de bola inicial. A primeira chance mais perigosa apareceu aos 7 minutos, quando Shaw cruzou para Gallagher que não conseguiu alcançar a bola. Logo em seguida, novamente investida do atacante, dessa vez um chute a queima roupa para a defesa de Szczesny.

 Apesar de dominarem a partida, o Southampton não conseguia penetrar com sucesso na defesa londrina, até os 21 minutos. Luke Shaw acerta um belo cruzamento na área e José Fonte sobe mais alto que Monreal no segundo poste e inaugurou o marcador para os donos da casa.  O gol deu mais confiança para o Southampton, que assustava com o meia da seleção inglesa Adam Lallana.

Aos 37 minutos, quase mais um dos Saints, novamente com Gallagher, que aproveitou falha de Cazorla e errou o gol de dentro da pequena área. O Southampton conseguiu criar boas oportunidades e arrancou boas defesas de Szczesny.

A única chance perigosa do Arsenal foi no fim do primeiro tempo, quando o goleiro Boruc salvou uma forte cabeçada de Koscielny. A forte marcação adversária não deixava os homens de meio campo criarem as oportunidades e o volume de jogo do Southampton era maior até o momento.

Alucinante, jogo se decidi em menos de 10 minutos

O começo de segundo tempo não podia ser melhor para o Arsenal, que logo partiu para o ataque buscando o empate. E conseguiram, aos 48, Sagna recebeu bola na direita e bateu cruzado, a bola resvalou em Giroud e encontrou o fundo da rede. O time estava mesmo disposto a conquistar a virada, e continuou mantendo a bola no ataque e pressionando o goleiro Boruc. Aos 52, foi a vez de Özil brilhar. O meia disparou pela direita e serviu Cazorla, que de frente pro gol chutou firme de perna esquerda pra decretar a virada.

Quando tudo parecia festa para os Gunners, os donos da casa não deram nem tempo para os comemoração. Lallana recebeu cruzamento de Jay Rodriguez e apareceu no meio da defesa batendo rasteiro para colocar novamente a igualdade no placar com um chute por entre as pernas de Szczesny. Com muita ação em ambos os lados, as equipes aproveitavam o contra-ataque e o aos 59 minutos o Southampton quase marcou o terceiro com Jay Rodriguez em uma saída estranha do goleiro polonês.

Aos 63 minutos, Özil arrancou suspiros da torcida em mais uma bela arrancada, dessa vez pela esquerda, na finalização, o jogador foi travado e a bola ainda tocou no travessão antes de sair. Aos 65, em um lance que assustou ambas equipes, Luke Shaw bateu a cabeça com Sagna em uma dividida e ambos foram atendidos no lado de fora do campo, sem nenhum problema maior. Aos 69 minutos, ambos treinadores decidiram trocar. No Southampton, tivemos a estreia do jovem meia Ward-Prowse na Premier League, substituindo Sam Gallagher. Já no Arsenal, Gnabry deu lugar a Chamberlain, jogador revelado nas categorias de base dos Saints.

O Arsenal so voltou a atacar com perigo aos 71 minutos, quando Arteta abriu para Monreal na esquerda, e o lateral finalizou mal. Já os donos da casa levaram perigo aos 75, quando Sczesny foi além da grande área para afastar o perigo com os pés. O jogo complicou para a equipe de Arsene Wenger quando o árbitro Lee Mason mostrou o cartão vermelho para Flamini após entrada duríssima em Schneiderlin.

Luke Shaw continuava impossível, e o lateral quase marcou após uma tentativa de cruzamento que acabou em cima de Szczesny que afastou para escanteio. No lance, o goleiro ainda fez uma bela defesa na finalização do zagueiro Fonte. Com um a menos, o time passou a jogar mais seguro e esperar pelo seu mortal contra-ataque que não funcionou na partida. Nem os 6 minutos de acréscimos foram capazes de tirar a igualdade do placar em St Mary’s.

Até então líder, o Arsenal vai ter que secar o Chelsea e torcer pelo arquirrival Tottenham contra o Manchester City nessa quarta-feira se quiser se manter no topo da tabela. Com 51 pontos, os Gunners podem ser ultrapassados pelos Citizens (50) e serem igualados pelos Blues (48). Já os comandados de Maurício Pochettino seguem surpreendendo com o bom futebol apresentado e ocupam a 9ª colocação, se mantendo vivos na briga pela Uefa Europa League.

VAVEL Logo