Chelsea vacila diante do West Ham e só empata no Stamford Bridge

O Chelsea recebeu o West Ham no Stamford Bridge, pela vigésima terceira rodada da Premier League. Sem poupar titulares para o próximo jogo, que é contra o Manchester City, José Mourinho escalou força máxima no confronto entre os londrinos. E mesmo finalizando trinta e três vezes, não conseguiu vencer o West Ham.

West Ham arma uma retranca e mantém um empate no primeiro tempo.

O Chelsea começou com dificuldades em criar, bem fechado o West Ham dificultou a criação do time da casa. Apesar do domínio, o primeiro lance destacável do jogo, foi dos visitantes. Aos 6 minutos, Carrol dominou no peito dentro da área e foi derrubado por John Terry. O árbitro mandou seguir.

Aos 9 minutos, o Chelsea levou perigo pela primeira vez, Oscar recebeu a bola perto da linha da grande área e bateu com curva, chute que parou no travessão. Aos 11 minutos, um susto para a torcida Blue, após cobrança de escanteio, Carrol cabeceia e obriga Petr Cech a fazer uma ótima defesa. A essa altura do jogo, tinhamos um equílibro, o time da casa não conseguia dominar o adversário, o que gerava boas chances para os dois lados.

Com 14 minutos de jogo, os comandados de José Mourinho quase chegaram, Ivanovic fez um lançamento espetacular de trás do meio-campo para Hazard, que escorou para Eto'o, o camaronês isolou a bola.

O West Ham estava determinado a manter a postura defensiva. Sem conseguir furar a o bloqueio, o Chelsea tentava achar o gol com chutes de fora, e quase conseguiu em duas oportunidades, com remates de Mikel e Ramires.

Aos 26 minutos, um lance nada comum em Stamford Bridge, Diame não conseguiu alcançar a bola e foi parar na área do público. Infelizmente, o jogador se lesionou teve de ser substituído logo depois, por Jarvis.

Aos 30, Oscar arriscou mais uma vez de fora da área, sem sucesso. O Chelsea tinha o domínio das ações mas não conseguia o gol.

Aos 43, quase o gol dos Blues. Após cobrança de escanteio de Willian, John Terry subiu mais alto que a defesa do West Ham, cabeceou para o chão e obrigou Adrian a fazer uma grande defesa. 

No último lance do primeiro tempo, o Chelsea quase chegou novamente, Eto'o recebeu dentro da área e bateu para mais uma boa defesa do goleiro Adrian.

Mesmo com amplo domínio, Chelsea não consegue furar a barreira armada pelos visitantes

O segundo tempo começou sem mudanças nos dois times. 

O Chelsea iniciou a etapa complementar indo pra cima, logo aos 2 minutos, Oscar achou Ramires dentro da área, que bateu prensado e a bola foi para a escanteio. O inicio da segunda etapa, era o espelho da primeira, West Ham com uma retranca absurda e o Chelsea tentando fura-la. Os chutes de fora da área continuaram sendo o principal recurso do time dos Blues para conseguir abrar o placar. 

Aos 56 minutos, outra tentativa sem sucesso do time da casa. Azpilicueta cruzou na área, para Ramires que pegou de voleio, mas longe do gol.Aos 59 minutos, O West Ham respondeu em bom contra ataque. Após cruzamento para a área, Carrol furou de forma bizarra e desperdiçou a chance de abrir o placar. 

Mourinho insatisfeito com o desempenho de seu time, efetuou duas substituições, colocou Lampard e Matic no lugar de Mikel e Azpilicueta. Do lado dos visitantes, Carrol deu lugar a Cole.

Aos 66 minutos, o Chelsea quase chegou ao gol. Hazard recebeu a bola na ponta esquerda, foi pra cima, driblou dois marcadores e finalizou rente a trave esquerda de Adrian.

Os Blues até os 70 minutos, tinham 24 finalizações, contra apenas uma do West Ham.

A equipe visitante mantinha apenas um jogador no campo de ataque do Chelsea, armava um bloqueio defensivo impressionante. Faltando apenas 15 minutos para o fim do jogo, o desespero dos jogadores dos Blues era notável. Erravam passes bobos e cediam contra-ataques em demasia para os visitantes.

Aos 80 minutos, os dois técnicos mexeram em seus times, Demba Ba entrou no lugar de Oscar e Nocerino fez sua estreia, entrou no lugar de Nolan.O Chelsea continuava tentando, aos 87 minutos, na base do desespero, Ivanovic arriscou de longe e a bola passou perto do travessão.

Aos 90 minutos, O'Brien caiu dentro da área e deixou seu time com um a menos nos últimos cinco minutos. 

No segundo minuto dos acréscimos, quase. Hazard foi pra cima da marcação, cruzou pra Demba Ba que completou para o gol, mas Adrian impediu o triunfo. O meia belga não parou por aí, logo depois acertou um chute muito perigoso sob o gol. 

Os milagres do goleiro do West Ham não pararam por aí, no último lance, operou um milagre diante de chute de Frank Lampard. Definitivamente, a bola não entraria de forma alguma. 

VAVEL Logo