O lado irreverente do Deadline Day
Interação e brincadeiras entre clubes e fãs marcaram o fechamento da janela de transferências (Foto: Reprodução/Twitter)

A última sexta-feira marcou mais um Deadline Day, nome dado ao último dia que os clubes europeus têm para contratar e/ou vender jogadores em uma janela de transferências. Nessas épocas, as atenções costumam se voltar para os clubes ditos grandes, que prometem contratar atletas de qualidade a preços altos. No entanto, times menos conhecidos e expressivos conseguiram desviar um pouco o foco comumente destinado aos "primos ricos". Os palcos das irreverências foram as redes sociais e, coincidentemente, os protagonistas vieram da Inglaterra.

Crawley Town almejou um "trio de ferro"

O Crawley Town, da League One (terceira divisão inglesa), fez camisas personalizadas para três jogadores que estão no grupo dos mais qualificados e almejados da atualidade: o galês Gareth Bale, o argentino Lionel Messi e o português Cristiano Ronaldo, todos atacantes.

Bale, Messi e Ronaldo, desejos de qualquer clube expressados pelo Crawley Town (Foto: Reprodução/Twitter)

"Papelada feita. Heliporto pronto. Apenas precisamos de três assinaturas. Alguém pode ajudar com os números do telefone?", informou o clube em sua conta oficial no Twitter. Evidentemente, nenhum dos três assinará contrato com o modesto Crawley, mas ao menos garantiram mais um uniforme para suas coleções e podem pegá-los quando quiserem.

AFC Wimbledon cogita um possível reforço por um automóvel

Sediado na capital Londres, o AFC Wimbledon é um clube fundado por torcedores do antigo Wimbledon FC, mundialmente famoso por ter derrotado o gigante Liverpool na final da FA Cup de 1988 por 1 a 0 e conquistado a taça. Os torcedores se revoltaram com a mudança do clube do coração para a cidade de Milton Keynes, no sudeste do país, passando a se chamar Milton Keynes Dons - Dons era o apelido dado ao antigo Wimbledon, assim como ao atual.

Fundado em 2002 e organizado única e exclusivamente por torcedores, o AFC Wimbledon, evidentemente, começou no amadorismo e chegou à League Two (quarta divisão inglesa) em 2011, de onde nunca mais saiu. Nesta sexta-feira (31), os Dons fizeram uma brincadeira com o seu baixo orçamento e formularam uma hipótese - não tão absurda, diga-se de passagem - sobre um provável reforço. A referência era um singelo carro estacionado numa rua qualquer de Londres.

Enquanto vários times lamentam por não ter dinheiro suficiente para contratar o seu "jogador dos sonhos", o AFC Wimbledon usa tal fato para expressar humor (Foto: Reprodução/Twitter)

"Atualização de transferência: Um carro está estacionado do lado de fora. Se ele pertence a um jogador, este provavelmente está em nossa faixa de preço", especulou o clube em sua conta no Twitter.

Morecambe lamenta não poder contar com Messi e CR7

O Morecambe seguiu o exemplo do Wimbledon, seu companheiro de divisão, e resolveu dar o ar da graça neste Deadline Day. Lionel Messi e Cristiano Ronaldo mais uma vez foram os alvos da brincadeira:

De forma bem humorada, Morecambe afirma não poder contar com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo em seu elenco (Foto: Divulgação)

Em seu Twitter, os Shrimps lamentaram uma hipotética recusa dos atuais vice e campeão, respectivamente, da Bola de Ouro da FIFA. "Infelizmente nós podemos confirmar que tanto Lionel Messi quanto Cristiano Ronaldo não se juntarão a nós nesta janela de transferências", confirmou. "Sempre há um próximo", concluiu em forma de hashtag.

A brincadeira do clube da cidade homônima lembra as que o América de Teófilo Otoni costuma fazer em seu perfil oficial.

Mas a tiração de sarro não parou por aí. Em uma montagem, os camarões mostraram como o português se sentiria vestindo a camisa do time. "A janela de transferências agora está fechada, isto é uma pena, pois eu acho que Cristiano parecia bastante feliz vestindo o uniforme que nós lhe enviamos", brincaram.

Accrington e Dag & Red divulgam aquisições "invejáveis"

Mais dois clubes do quarto escalão do futebol inglês entraram na brincadeira: o Accrington Stanley, de Accrington, e o Dagenham & Redbridge, de Londres. Ao invés de "sondar" jogadores famosos, decidiram mostrar algumas aquisições "invejáveis". A brincadeira lembra a dos Dons e remetia ao baixo poderio financeiro das agremiações.

Inicialmente, o Accrington afirmou que o dia seria tranquilo e nenhum reforço estava previsto. "A guerra de transferências foi substituída por um dia de fracassos", admitiu. Um torcedor, de forma bem humorada, se prontificou a ajudar o Stanley. "Se o limpador de janelas não custar 6,30 [libras], eu lhes darei este dinheiro!", comentou. "Dinheiro injetado!", noticiou o clube.

Situação do pacote de transferências do Accrington Stanley, da League Two (Foto: Divulgação / Accrington Stanley FC)

É aí que o Dag & Red entra na história. Buscando "competir" com a equipe da região de Lancashire, os londrinos postaram um saco de amendoins e alfinetaram os "concorrentes". "Os Daggers tentam superar o Accrington Stanley para obter uma estrela no ataque", disseram. Posteriormente, foi a vez de chocolates entrarem em cena. Os Daggers "puxaram o bonde", tentando não intimidar tanto o adversário: "Como um sinal de boa vontade, vamos adoçar o negócio"

Teve até amendoim na brincadeira envolvendo Accrington e Dag & Red, ambos da quarta divisão inglesa (Foto: Divulgação / Dagenham & Redbridge FC)

O Accrington "pegou carona" e mostrou sua aquisição final. "Depois de uma última injeção de dinheiro, temos nosso negócio fechado", informou. Mas não parou por aí. O perfil fez seus torcedores entrarem no clima do Dérbi de Lancashire, nome dado ao confronto entre Accrington Stanley e Morecambe, que foi disputado hoje (01), sendo adiado no intervalo por causa do tempo.

"Aqui está o que nós gostaríamos de ter para o jogo de amanhã, contra o Morecambe", pontuaram numa lista de aquisições necessárias para o clássico. Nela constavam sacos de chá, leite, açúcar, biscoitos, tortas e, em aberto, um guarda-chuva, uma referência ao clima chuvoso o qual tem tomado conta da região. Também houve uma menção a Tomas Brolin, certamente aquele que em terras inglesas atuou pelo Crystal Palace e pelo Leeds United. Talvez uma referência ao exímio futebol que o ex-jogador sueco apresentava e à má fase do Accrington, 17º colocado entre 24 clubes da League Two.

As redes sociais podem não fazer gols e garantirem as vitórias dos seus times, mas episódios assim ajudam as equipes a ganharem atenção, fama e até mesmo simpatia através das mídias sociais.

VAVEL Logo