Em noite de Gervinho, Roma bate Napoli e abre vantagem por vaga na final da Coppa Italia

Em mais um jogo que a chuva esteve presente, Roma e Napoli duelaram pelo primeiro jogo da semifinal da Coppa Italia e protagonizaram uma ótima partida para os torcedores que foram ao Stadio Olimpico. O time giallorosso abriu 2 a 0 no primeiro tempo com Gervinho e Strootman, mas no segundo tempo os azzurri chegaram ao empate com gols de De Sanctis (contra) e Mertens. Quando o estava perto dos acréscimos, Gervinho desempatou a partida e deu números finais à partida: 3 a 2.

A próxima partida acontecerá na próxima quarta feira (12) em Nápoles, San Paolo. Uma vitória mínima por 1 a 0 garante os partenopei na final. Já um empate garante os giallorossi na final da competição italiana. Antes de se enfrentarem novamente, os dois times vão ter complicados confrontos pela Serie A: a Roma encara a Lazio e o Napoli encara a o Milan.

Por causa do verdadeiro dilúvio que caiu na capital da Itália, a Roma não jogou no fim de semana e, com isso, teve mais tempo para se concentrar para a partida desta quarta-feira. Já o Napoli vinha de uma derrota para a Atalanta, onde o time teve atuação apática e muito aquém do que pode oferecer.

Com golaço de Strootman e ótima atuação de Totti e Gervinho, Roma abriu 2 a 0 antes do intervalo

A partida começou e via-se um Napoli com seu rotineiro esquema 4-2-3-1, e uma Roma mais ofensiva no seu também rotineiro 4-3-3. A Roma buscava mais o gol, mas não encontrava espaço em meio a instável defesa azzurri. Já o Napoli esperava a Roma em seu campo defensivo, e quando tinha a oportunidade o time de Nápoles puxava contra-ataques, mas sem resultados.

Aos 13 minutos, porém, a Roma chegou ao gol num momento em que o Napoli era melhor na partida. Totti recebeu passe de Benatia pelo meio, virou-se e deslocou um lançamento rasteiro primoroso para Gervinho entre os defensores. O camisa 27 dominou, driblou Pepe Reina e empurrou para as redes vazias. Golaço.

O Napoli sentiu o gol e permitiu que Totti avançasse até a entrada da área para fuzilasse a meta de Reina, mas o chute foi no meio do gol e goleiro espanhol espalmou para a lateral. Após o gol e o chute de Totti, o Napoli até conseguiu se estabilizar na partida novamente. Insigne, Callejón e Higuaín buscavam decidas pelos flancos a fim de cruzar para a área romanista, mas também não tiveram sucesso.

E aos 32 minutos sai o segundo gol da Roma em um verdadeiro golaço do meio-campista Strootman. O meio-campista Nainggolan tocou para Strootman, que, sem dominar, mandou um petardo de fora da área no ângulo superior esquerdo de Reina, que nada pôde fazer. Outro belíssimo gol no Stadio Olimpico.

Aurelio De Laurentiis, presidente do Napoli, estava no Stadio Olimpico e não gostava do que via: um Napoli que não oferecia perigo à defesa romanista - uma das melhores da Itália, evidentemente. Aos 42 minutos, a Roma teve a oportunidade de sacramentar a vitória já no primeiro tempo. O Napoli se mandou para o ataque deixando a defesa desprotegida. Gervinho puxa contra-ataque pela direita e Totti entrava livre pelo meio, mas o marfinense foi “fominha” e não passou a bola. Em seguida, Maicon conseguiu driblar o goleiro, mas ficou sem ângulo e chutou para fora. Fim do primeiro tempo.

Napoli consegue empatar, mas era a noite de Gervinho... e a Roma desempata aos 88 minutos

Começou o segundo tempo e gol do Napoli. O quê? Mas já? Sim, isso mesmo, gol do Napoli. Logo após 46 minutos, após uma boa “ajuda” do goleiro De Sanctis (que jogou bastante tempo no Napoli, diga-se de passagem), Higuaín empatou (o árbitro deu gol contra de De Sanctis), recolocando o Napoli de volta à partida. A Roma não se abateu e partiu para cima. Maggio saiu jogando errado, Ljajic roubou, limpou a marcação e bateu firme no canto de Pepe Reina, que espalmou para a linha de fundo.

Com Hamsík apagado na partida - desde que voltou de lesão não apresenta o mesmo futebol do começo da temporada, aliás -, o Napoli não produzia boas jogadas ofensivas. Já a Roma buscava insistentemente o terceiro gol, sobretudo pela ótima noite dos pontas Gervinho e Ljajic, que infernizavam a defesa partenopei. Benítez proporcionou a alteração Mertens por Hamsík, que não produziu muito. Com isso, Callejón veio para o meio fazer o papel de trequartista e Mertens foi para a direita. Deu certo. Aos 70 minutos, o Napoli empatou. Em bate-rebate em frente à área da Roma, a bola sobrou para Mertens, que driblou Leandro Castán e tirou de De Sanctis e marcou. Empate dos partenopei.

A chuva piora e o jogo começa a ficar mais pegado. Benítez fez mais uma alteração para fechar literalmente o Napoli: sai Higuaín; entra Behrami. Porém, todo plano do treinador espanhol cai por ter aos 88 minutos, quando Florenzi deixou Gervinho na cara do gol para marcar, desempatar e coroar a ótima noite do marfinense. O lateral Ghoulam até tentou empatar a partida novamente, mas já era tarde. Fim de jogo.

VAVEL Logo