Guia VAVEL da Copa Libertadores: Deportivo Anzoátegui
Time estará no grupo 8 da Libertadores (Arte: Walter Paneque/VAVELcom)

Classificado para Copa Libertadores da América de 2014 como vice-campeão venezuelano, o Deportivo Anzoátegui deve encontrar muitas dificuldades na competição continental. Em sua terceira participação na história do campeonato, é a primeira vez que a equipe da Venezuela irá disputar a fase de grupos.

Para evitar ser o saco de pancadas do Grupo 8, o Anzoátegui conta com os gols da dupla de ataque Edwin Aguilar e Rolando Escobar, ambos panamenhos. Aguilar, inclusive, foi a única mudança no elenco vice-campeão nacional em 2013. Vindo do Tauro FC, do Panamá, o atacante de 28 anos e 1,86m é a esperança da equipe da Venezuela para tentar alguma coisa na Libertadores.

Juvencio Betancourt, o comandante

Zagueiro e capitão do Deportivo Anzoátegui até o ano de 2010, Juvencio Betancourt deixou os gramados e assumiu o comando técnico da equipe em janeiro de 2013. Sem nenhuma experiência como treinador, a diretoria confiou no seu espírito de liderança e na inteligência demonstrada dentro de campo durante seu período como defensor do clube.

Na sua primeira temporada, dirigiu a equipe ao segundo lugar do Torneo Clausura de 2013 e, consequentemente, a final do campeonato local. Entretanto, na decisão, foi derrotado por 4 a 3 no agregado para o Zamora e ficou com o vice-campeonato.

Edwin Aguilar, a esperança de gols

Recém-chegado do Tauro FC, do Panamá, o atacante panamenho Edwin Aguilar é a grande esperança de gols do Deportivo Anzoátegui na Copa Libertadores de 2014. Com 28 anos, o atacante de 1,86m é bom no jogo aéreo e leva perigo em jogadas de bola parada.

Aguilar começou sua carreira em 2005 no Tauro FC e, após marcar 62 gols em 127 partidas, se transferiu para o América de Cali, em 2010. Entretanto, não manteve o nível de suas atuações na Colômbia e, em 2012, após passar pelo Real Cartagena, acertou sua volta ao Tauro, aonde ficou até o final de 2013, quando acertou sua ida para o Deportivo Anzoátegui.

Uma história extremamente curiosa aconteceu na carreira do panamenho. Quando ainda jogava pelo Tauro, em 2008, acertou um empréstimo com o Karpaty Lviv, da Ucrânia, aonde ficou por seis meses e agradou o clube, que acertou sua compra por cerca de € 500 mil. Entretanto, na hora de voar de volta para a Europa, o atacante perdeu o seu voo e o negócio não foi concretizado, fazendo com que ele se mantivesse no Panamá.

Como joga o Deportivo Anzoátegui

O Deportivo Anzoátegui joga no 4-2-2-2, com Escobar e Aguilar comandando o ataque da equipe e sendo municiados por Robert Hernández e Moreno. O time base dos venezuelanos é: González, Camacho, Granados, Parnisiari e Fuenmayor; Evelio Hernández, Ramírez, Moreno e Robert Hernández; Escobar e Aguilar;

Em duas participações, a equipe nunca passou da Pré-Libertadores

Independente da campanha, a Libertadores de 2014 é, com certeza, a que a equipe do Anzoátegui chegou mais longe. Nas duas participações anteriores, em 2009 e 2013, a equipe foi eliminada ainda na Pré-Libertadores e disputará a fase de grupos pela primeira vez na sua história. Em 2009, o Anzoátegui foi eliminado pelo Deportivo Cuenca, do Equador. Após vencer a primeira partida, em Puerto de La Cruz (VEN), por 2 a 0, a equipe viajou até Cuenca e foi derrotada por 3 a 0, perdendo no agregado por 3 a 2.

Em 2013, o carrasco foi o Tigre, da Argentina. Jogando fora de casa, a equipe foi derrotada por 2 a 1 na partida de ida. Apesar da derrota, o resultado ainda dava esperanças para o torcedor venezuelano, mas a segunda partida reservou um baile do Tigre, que venceu por 3 a 0, na Venezuela, e garantiu a sua classificação, eliminando o Anzoátegui outra vez na Pré-Libertadores.

VAVEL Logo