Hoje no Arsenal, Podolski admite se arrepender de ter deixado o Bayern de Munique
Após deixar o Bayern, Podolski retornou ao Colônia e hoje está no Arsenal, para quem foi vendido em 2012 (Foto: Reuters)

No Arsenal desde 2012, o atacante polonês naturalizado alemão Lukas Podolski fez uma revelação numa entrevista à revista Sport Bild, da Alemanha. O avançado admitiu ter se arrependido de deixar o Bayern de Munique em 2009, pouco antes da chegada do técnico Jupp Heynckes ao clube da Baviera. Ele acredita que uma eventual permanência poderia fazer com que voltasse a ser aproveitado no brilhante time do Bayern que se formou após a chegada de Heynckes.

"Acredito que ainda estaria no Bayern se Jupp Heynckes tivesse entrado no clube uma ou duas semanas mais cedo", especulou em tom de desabafo.

Àquela altura, Podolski não tinha obtido o rendimento esperado nos bávaros e, depois de ter sido "rebaixado" ao time B, retornou ao Colônia, clube no qual foi revelado e tornou-se ídolo.

Voltou a ter boas atuações nos Bodes e sua venda aos Gunners foi confirmada na janela de transferências do inverno europeu. A transação rendeu cerca de 13,5 milhões de euros aos cofres do Colônia. Mesmo "carregando a equipe nas costas", Lukas Podolski não conseguiu evitar mais um rebaixamento do time de seu coração à 2.Bundesliga e deixou o clube da região do Rio Reno com a sensação de dever não cumprido.

Com 18 gols marcados em 36 partidas jogadas pelo Arsenal, o jogador de 28 anos negou ter recebido qualquer proposta para deixar os ingleses e retornar ao país onde iniciou sua carreira no futebol. "Isso foi apenas um boato. Não havia absolutamente nenhuma verdade nisso. O treinador [Arsène Wenger] confirmou isso para mim. E eu sei que não havia nada também", desmentiu. Especulava-se que o Schalke 04 estivesse interessado em contratá-lo.

VAVEL Logo