Fora de casa, Schalke vence Leverkusen e embola briga por vaga direta na Champions
Desfalcados, Bayer Leverkusen e Schalke 04 se enfrentaram pela 21ª rodada da Bundesliga. Os azuis reais vinham de vitória sobre o Hannover pelo placar de 2 a 0, enquanto os Werkself ainda lamentavam o revés sofrido diante do Kaiserslautern, em casa, pelas quartas-de-final da DFB-Pokal.
Ambos os times protagonizaram uma partida movimentada mas o Schalke 04 foi levemente superior e venceu a partida pelo placar de 2 a 1, gols de Goretzka e Huntelaar. Felipe Santana (contra) diminuiu para os aspirinas. Com o revés, o Leverkusen segue na 2ª colocação com 43 pontos, à 16 do líder Bayern que venceu o Freiburg na manhã deste sábado (8), já o Schalke segue em 4º com 40 pontos ganhos.
Agora, ambos os times se preparam para as oitavas-de-final da UEFA Champions League, onde o Leverkusen receberá o Paris Saint-Germain e o Schalke 04 enfrentará o Real Madrid na Veltins Arena.
Por opção do treinador Sami Hyypia, Sidney Sam, um dos principais jogadores do Leverkusen, não foi escalado para a partida. Segundo ele, o fato de Sam já ter um contrato assinado com os azuis reais para a próxima temporada pesou bastante na sua decisão. Além disso, o ex-zagueiro finlandês não pôde contar com Reinartz e Derdiyok, ambos no departamento médico. Do lado do Schalke 04, Jens Keller teve uma séria dor de cabeça para montar a sua equipe devido a desfalques importantes como Draxler, Uchida, Aogo e Höwedes.
Schalke aproveita vacilo adversário e abre o placar
No início do jogo, o time visitante esteve com a posse da bola mas não ameaçou, já o Leverkusen usava dos lançamentos longos para chegar ao campo adversário. Só aos 11 minutos veio a primeira chance clara de gol da partida e foi o time da casa que quase abriu o placar. Bender fez boa jogada pela direita e cruzou, Kießling dominou dentro da área, cortou e finalizou em cima do goleiro Fährmann. Logo após, o goleiro do Schalke foi obrigado a fazer outra defesa, dessa vez em chute de Son.
Com o passar do tempo, os aspirinas imporam o seu ritmo de jogo e criaram as melhores chances da primeira etapa. Aos 20, Hilbert partiu pra cima da marcação e cruzou, Boenisch, livre, tentou o cabeceio e a bola passou ao lado do gol. Mesmo melhor na partida, o Leverkusen sofreu o baque. Bender errou na saída da bola e Goretzka se aproveitou, passou por Hilbert e tocou por cima do goleiro Leno, abrindo o placar para o s04 aos 28 minutos de jogo.
Após o gol marcado, o Schalke voltou a dominar o jogo, como fez nos minutos iniciais, neutralizando qualquer tipo de reação dos aspirinas. O jogo ficou pegado e várias infrações foram acontecendo de ambos os lados.
Goretzka comemora junto a Kolasinac o primeiro gol do Schalke na partida (Foto: Divulgação/s04)
Leverkusen volta melhor, empata o jogo mas Schalke busca a virada
Ambos os times voltaram para a segunda etapa sem mudanças e o Leverkusen começou em cima, em busca do empate porém, dava espaço para os contra-ataques do Schalke e em um deles, Farfán foi lançado por Boateng e sofreu falta perigosa, cometida por Boenisch que levou cartão amarelo. O próprio Farfán cobrou a falta e a bola passou por cima do gol. Não demorou muito e Kießling respondeu para o time da casa, o camisa 11 recebeu lançamento de Rolfes, tentou cortar o goleiro mas foi travado por Hoogland.
O time da casa seguia martelando em busca do primeiro gol e, através de um escanteio, Boenisch quase igualou o marcador. Por seu azar, Felipe Santana cortou a bola embaixo da trave, dando assim outro escanteio. Em nova cobrança, Castro cruzou e o próprio Santana cabeceou contra a própria meta, deixando assim a partida empatada. Não demorou muito e o Leverkusen quase passou a frente, porém Castro desperdiçou uma grande chance frente ao goleiro adversário.
Apático no segundo tempo, com poucas chances criadas, o Schalke achou uma falta para empatar a partida. Aos 28 do segundo tempo, Farfán cobrou e Huntelaar, de costas para o gol, cabeceou e colocou os azuis reais novamente em vantagem. Após o gol, ambos os treinadores mexeram nas suas equipes. Keller, do Schalke, promoveu a entrada de Fuchs na vaga de Goretzka, enquanto Hyypia colocou o jovem Brandt - contratado nesta janela de inverno no lugar de Son.
Nos minutos finais, ainda teve tempo dos aspirinas obrigarem Fahrmann a fazer uma excelente defesa e logo após, colocar uma bola na trave com Kießling - que fazia seu jogo de número 300 pela Bundesliga. Os gols acabaram não saindo e o s04 saiu de campo vitorioso.
Leverkuseners presentes BayArena - que estavam em ritmo de festa devido aos 300 jogos de Kießling pela Bundesliga, saíram do estádio desolados (Foto: Divulgação/BILD)
VAVEL Logo