Arsenal vinga goleada e elimina Liverpool da FA Cup

Depois da épica goleada por 5 a 1 na semana passada, Arsenal e Liverpool se reencontraram pelas oitavas de final da FA Cup e os londrinos conseguiram a vingança e conquistaram a vitória por 2 a 1 e eliminaram os Reds da competição mais tradicional da história da Inglaterra. Os principais destaques da partida foram o goleiro Fabianski, que trabalhou muito para segurar Suárez e companhia e o meia Chamberlain, que participou efetivamente dos dois gols.

Primeiro tempo morno, mas Chamberlain brilha mais uma vez

O Arsenal tentou levar perigo desde o começo do jogo, principalmente com Podolski e suas tradicionais investidas pelas diagonais, buscando fazer a tabela com Sanogo ou Özil. Aos 16, Özil cruzou com categoria, Sanogo dominou e tentou a finalização, a bola rebateu no zagueiro, no rebote Chamberlain finalizou para o fundo das redes. O Liverpool não conseguia se encontrar em campo e o ataque dos Reds não assustava o goleiro Fabianski.

Depois do gol, nenhuma das equipes fez grandes lances de perigo. A forte marcação gunner conseguiu anular o veloz ataque dos Reds na primeira etapa e não deu chance para Suarez. O jogo ficou morno até o fim do primeiro tempo, sem muitas chances e com muitas faltas.

Com muita pressão, Liverpool esbarra em Fabianski

O segundo tempo começou movimentado, logo no primeiro lance de ataque, Suarez passou por Koscielny e finalizou para Fabianski salvar com o pé. Mas foi o Arsenal quem marcou para delírio do Emirates Stadium. Özil enfiou para Chamberlain, que cruzou para área, Podolski apareceu batendo e aumentou a vantagem.

Foi Suárez que levou perigo denovo aos 53 minutos com uma finalização que passou perto do travessão. Em resposta, o Arsenal quase marcou o terceiro com Özil, que recebeu belo passe de Podolski e finalizou para a defesa de Mignolet. O Liverpool parecia mesmo focado em mudar a partida, aos 56 minutos os Reds chegaram mais uma vez, agora com Sturridge que fez belo lance e viu Fabianski fazer boa defesa na finalização.

A coisa esquentou aos 58, quando Suárez foi derrubado por Podolski dentro da área e Howard Webb marcou o pênalti. Na cobrança Gerrard honrou a tradição e bateu no canto direito do goleiro, rasteiro e letal para diminuir a vantagem. O gol deu ainda mais ânimo aos visitantes. Após cobrança de falta de Suárez, o jogador foi derrubado dentro da área e Webb mandou seguir.

Aos 67 o uruguaio apareceu mais uma vez e novamente parou no inspirado Fabianski. A pressão seguiu com os ataques massivos do Liverpool e as defesas do goleiro polaco. Aos 86 minutos a torcida do Arsenal prende a respiração num cabeceio de Agger que passou perto da trave.

Ao fim do jogo, a torcida pode comemorar a classificação e também a redenção dos comandados de Arsene Wenger, que voltam a campo no meio da semana, para enfrentar o temido Bayern Munich pela UEFA Champions League.

VAVEL Logo