Jovem zagueiro português dá a vitória ao Valencia no final da partida
Ruben Vezo comemora gol da vitória nos acréscimos

Não foi uma grande atuação do Valencia, mas no sufoco a equipe conseguiu virar no ultimo minuto sobre o Granada, conseguir os três pontos e seguir na batalha por uma vaga na Champions League. Já o Granada, apesar da boa atuação, não conseguiu parar a boa fase dos comandados de Pizzi e agora segue na briga para se afastar da zona de rebaixamento. Na proxima rodada, o Valencia encara o Rayo Vallecano fora de casa, já o Granada irá a Bilbao para enfrentar o Athletic.  

Antes do início da partida, algumas surpresas na escalação do Valencia, Pizzi sacou o atacante Paco Alcácer para promover a entrada de Keita no meio de campo, e o jovem Ruben Vezo foi o escolhido para fazer dupla de zaga ao lado de Mathieu. Na primeira etapa um jogo equilibrado, onde por muitas vezes a equipe visitante se via no controle da partida, enquanto o time da casa por alguns momentos parecia nervoso na saída de bola, apesar de tudo poucas chances foram criadas durante os primeiros 45 minutos. Logo no início da segunda etapa, após falha de Javi Fuego, a equipe visitante abriu o placar com Piti. O técnico do Valencia se viu obrigado a mexer na equipe e promoveu as entradas de Jonas e Paco Alcácer, e logo obteve resultado, poucos minutos após a alteração, Paco, em condição irregular, empatou o jogo para a equipe da casa. Durante alguns minutos o Valencia teve total controle da partida e boas chances de conseguir a virada, porém, pecava na finalização, com o passar do tempo a equipe visitante novamente equilibrou a partida e o Valencia já não dava sinais de que iria conseguir a virada, até que no ultimo lance de perigo, após falta cobrada por Parejo, o jovem português de 19 anos, estreiando de titular no campeonato, Ruben Vezo, mandou para as redes e concretizou a vitória da equipe da casa.

Com um Valencia nervoso no primeiro tempo, Granada equilibra o jogo

Foi um primeiro tempo equilibrado, Granada marcando muito forte e quando tinha a posse de bola, trabalhava bem a jogada e por algumas vezes chegou com certo perigo a meta do adversário, Brahimi era o grande nome da equipe, com duas boas jogadas pela esquerda criou as melhores chances para a equipe visitante na primeira etapa, em uma delas, fez boa jogada e finalizou em cima de Diego Alves. Pelo lado do Valencia, a surpresa de Pizzi ao tirar Paco Alcácer e optar por Keita acabou não dando tão certo, o chileno Vargas acabou jogando mais adiantado porém não conseguiu render o mesmo que vinha rendendo. As principais jogadas vinham pelas pontas, pela direita Barragán fazia grande partida e era uma das boas opções da equipe da casa.

Aos 31 minutos, Fede Cartabia fez boa jogada pela direita e tocou para Barragán que cruzou para a área mas a zaga afastou antes que Vargas pudesse concluir para as redes. Minutos depois, Parejo fez grande jogada pelo meio escapando de dois marcadores e tocou para Barragán quem só rolou para Feghouli que chegou finalizando com força mas parou nos braços do goleiro Roberto. Logo em seguida veio a resposta do Granada, após grande jogada de Brahimi pela esquerda, o mesmo finalizou a bola que passou com muito perigo sobre a meta de Diego Alves. Já no final da primeira etapa, Fede fez boa jogada e lançou Bernat, o lateral cruzou forte no chão, mas Vargas e Fede se atrapalharam na hora da finalização e perderam boa chance.

Susto no primeiro minuto, mas alterações fazem efeito e Valencia vira no final

Logo no primeiro lance da segunda etapa, após cruzamento na área, Javi Fuego se atrapalhou e Piti chegou finalizando sem chances para Diego Alves para abrir o placar para os visitantes. Logo após o gol o técnico Pizzi resolveu mexer no time, sacou Seydou Keita e colocou Paco Alcácer em seu lugar, voltando ao esquema que vinha sido usado nos ultimos jogos, minutos depois tirou o chileno Eduardo Vargas para promover a entrada de Jonas, e logo as alterações fizeram a diferença. Poucos minutos depois, Feghouli recebeu a bola pela direita e cruzou para área, Paco Alcácer, em posição irregular, se antecipar a marcação e empatar a partida para a equipe da casa. Alguns minutos após o empate, Barragán fez bom lançamento para Feghouli, o argelino fez o cruzamento, Jonas dominou e finalizou no canto obrigando Roberto a fazer grande defesa. Além do gol, a equipe do Valencia melhorou muito após as alterações, o Granada já não assustava tanto quanto na primeira etapa, e Barragán e Feghouli pela direita eram as principais fontes de jogada da equipe che. Aos 36 da segunda etapa, Jonas tocou para Bernat que cruzou para Paco Alcácer que quase chegou a virada, mas parou na boa defesa de Roberto. O Valencia voltou a mostrar sinais de nervosismo, e o Granada conseguiu equilibrar a partida novamente, e poucas chances eram criadas já no final da partida, em uma das poucas chances, Dani Parejo lançou Barragán que sofreu falta na lateral da área, e aos 90 minutos, Parejo cobrou falta na área, e após desvio de Jonas o jovem garoto Ruben Vezo tocou para o gol sem goleiro para delírio dos torcedores e do técnico Pizzi, dando a vitória a equipe da casa.

VAVEL Logo