Homenagem, gols de brasileiros e partidas decididas no último minuto marcam segunda rodada da AFC Champions League
Durante a partida contra o Central Coast Mariners, os jogadores do Sanfrecce Hiroshima relembraram o trágico tsunami que vitimou boa parte da população do Japão; o ocorrido completou três anos neste 11 de março de 2014 (Foto: Reprodução)

Nesta semana, a bola rolou para a segunda rodada da fase de grupos da AFC Champions League e várias equipes largaram na frente na disputa por uma vaga na fase de mata-mata. A jornada teve início nesta terça-feira (11) e encerrou-se nesta quarta (12).

GRUPO A

Al-Rayyan (Qatar) 1 x 0 Esteghlal (Irã)

No Al-Rayyan Stadium, o time da casa venceu o Esteghlal pelo placar mínimo. O gol do triunfo do Al-Rayyan veio logo na reta inicial da partida, com o nigeriano Kalu Uche, que balançou a rede aos 14 minutos.

O defensor brasileiro Nathan Otávio entrou em campo aos 26 minutos da segunda etapa e ajudou sua equipe a conquistar os três pontos. Tony, do Esteghlal, passou os 90 minutos no banco de reservas.

Com o resultado, o clube do Qatar foi a três pontos e assumiu a vice-liderança do grupo A por ter saldo de gols melhor que o Al-Shabab Riyadh (0 a -1). Os iranianos colecionam duas derrotas em dois jogos e ainda não pontuaram.

Al-Shabab Riyadh (Arábia Saudita) 1 x 3 Al-Jazira (Emirados Árabes Unidos)

Após estrear com vitória fora de casa, o Al-Shabab decepcionou sua torcida e foi derrotado pelo Al-Jazira em pleno Estádio Internacional Rei Fahd: 3 a 1.

Com 12 minutos, já perdia por 2 a 0, gols de Mabkhout e Qasem. Na segunda etapa, diminuiu com Ahmed Ateef aos oito minutos. Entretanto, as pretensões do clube saudita foram por água abaixo quando o brasileiro Jucilei deu números finais à partida três minutos depois. A vitória deixou a equipe dos EAU na liderança da chave, com seis pontos em dois jogos.

Outros brasileiros os quais estiveram presentes nas quatro linhas foram Fernando e Rafinha, ambos do time da capital da Arábia Saudita.

GRUPO B

Bunyodkor (Uzbequistão) 1 x 2 El Jaish (Qatar)

Em Tashkent, capital do Uzbequistão, a estrela de Nilmar brilhou. O brasileiro marcou os dois gols da vitória do El Jaish sobre o Bunyodkor. O primeiro saiu aos 33 minutos do primeiro tempo e o segundo se concretizou aos 25 da segunda etapa.

Os mandantes descontaram com Pishchur nos acréscimos e não tiveram mais tempo para reagir. Com o revés em seus domínios, os uzbeques somam apenas um ponto e dividem a lanterna do grupo B com o Al-Fateh. Por sua vez, o time do Qatar divide a liderança da chave com o Foolad Khuzestan - ambos têm quatro pontos.

Foolad Khuzestan (Irã) 1 x 0 Al-Fateh (Arábia Saudita)

O gol de pênalti de Rahmani aos 23 minutos da etapa complementar deu os três pontos ao Foolad Khuzestan de Leandro Padovani e Leandro Chaves ante o Al-Fateh de Élton.

O público do Estádio Ghadir foi o maior da rodada: 37.391 torcedores.

GRUPO C

Lekhwiya (Qatar) 0 x 0 Tractor Sazi (Irã)

Lekhwiya e Tractor Sazi protagonizaram o único duelo com placar inalterado desta rodada. A rede poderia ter balançado aos 17 minutos, quando uma penalidade máxima foi marcada a favor dos anfitriões. No entanto, o atacante Sebastián Soria desperdiçou a cobrança.

O Sazi teve que se segurar nos minutos finais, pois o lateral Nosrati foi expulso aos 43 minutos do segundo tempo. No final das contas, o empate ficou de ótimo tamanho para os iranianos, que foram a quatro pontos e assumiram a liderança isolada do grupo C. O adversário tem apenas um ponto e é o lanterna.

Al-Ittihad (Arábia Saudita) 2 x 1 Al-Ain (Emirados Árabes Unidos)

De virada, o Al-Ittihad venceu o Al-Ain no Estádio Rei Abdul Aziz por 2 a 1 e respira na competição.

O time da casa tomou um susto aos 38 minutos da etapa inicial, quando Asamoah Gyanabriu o placar para os visitantes. O desespero aumentou ainda mais quando Mukhtar Fallatah desperdiçou uma cobrança de penalidade máxima ainda no primeiro tempo, com o relógio apontando os acréscimos.

Todavia, a reviravolta veio nos 45 minutos finais. O mesmo Fallatah foi às redes duas vezes, aos 23 e aos 31 minutos, e garantiu a primeira vitória aos sauditas na competição continental.

O brasileiro Leandro Bonfim entrou em campo nos instantes finais.

Agora, Al-Ittihad e Al-Ain dividem a mesma pontuação e o mesmo saldo de gols (3 e 0, respectivamente), com o clube dos EAU levando vantagem nos gols-pró (3 a 2).

GRUPO D

Sepahan (Irã) 3 x 2 Al-Hilal (Arábia Saudita)

Sepahan e Al-Hilal realizaram o confronto mais emocionante da rodada. Vira-vira, pênalti perdido e gol no último minuto foram alguns dos ingredientes do jogo entre iranianos e sauditas, disputado no Estádio Folād Shahr.

Com 17 minutos jogados, Bulku abriu o placar para os mandantes. Porém, os visitantes chegaram à virada com dois gols em seis minutos: o equatoriano Castillo empatou aos 28 e o brasileiro Thiago Neves marcou o tento da virada aos 33.

Na etapa final, Sharifi recolocou o empate no marcador no minuto 27. A dez minutos do fim do tempo regulamentar, Aghili perdeu pênalti e deu ares mais dramáticos à peleja. Mas não havia parado por aí. Sujak, que entrou no decorrer do segundo tempo, colocou a bola no fundo do barbante aos 46 minutos, já nos acréscimos, e instituiu a virada do Sepahan, levando a torcida local ao delírio.

O resultado colocou o clube do Irã na vice-liderança do grupo D, com três pontos, e deixou o da Arábia Saudita na lanterna, com apenas um ponto.

Al-Ahli Dubai (Emirados Árabes Unidos) 1 x 1 Al-Sadd (Qatar)

Mais um jogo com gol de brasileiro. Grafite marcou o tento o qual evitou a derrota do seu time ante o Al-Sadd no Estádio Al-Rashid. Belhadj havia inaugurado o marcador para os visitantes.

O Al-Ahli de Dubai soma dois pontos em dois jogos e é o terceiro colocado da chave, enquanto o Al-Sadd conquistou o quarto ponto na competição e é o líder do grupo.

GRUPO E

Cerezo Osaka (Japão) 1 x 3 Shandong Luneng (China)

Em Osaka, o Cerezo não foi páreo para o poderio ofensivo do Shandong Luneng e foi derrotado por 3 a 1. Os três gols da equipe chinesa foram marcados por brasileiros.Aloísio abriu o placar no quinto minuto de jogo e Vágner Love balançou as redes duas vezes, aos 27 minutos do primeiro tempo e aos 11 da segunda etapa.

Outros sul-americanos os quais fazem parte do elenco do Shandong são o técnico brasileiro Cuca e o meia argentino Montillo.

Kakitani marcou o gol de honra dos japoneses a seis minutos do apito final. Com o revés, o Cerezo Osaka soma apenas um ponto e divide a lanterna do grupo E com o Buriram United, tendo saldo de gols pior que o time da Tailândia (-2 a -1).

Buriram United (Tailândia) 1 x 2 Pohang Steelers (Coreia do Sul)

Sem muitos problemas, o Pohang Steelers derrotou o Buriram United em território tailandês. Tae-Su Kim e Seung-Dae Kim deram a vitória aos sul-coreanos. Ambos os tentos saíram na primeira etapa - aos 19 e aos 24 minutos, respectivamente. O gol de honra dos anfitriões foi marcado por Kraisorn, quando o relógio marcava 25 minutos do segundo tempo. Os mais de 10 mil torcedores que compareceram ao Thunder Castle Stadium saíram desapontados.

Único representante da Tailândia na fase de grupos da ACL, o Buriram não vem fazendo boa campanha na fase de grupos do campeonato. O Pohang, por sua vez, divide a liderança da chave com o Shandong Luneng - ambos têm quatro pontos, mas os chineses levam vantagem no saldo de gols: 2 a 1.

GRUPO F

Central Coast Mariners (Austrália) 2 x 1 Sanfrecce Hiroshima (Japão)

Os três gols do encontro entre Central Coast Mariners e Sanfrecce Hiroshima, realizado no Bluetongue Central Coast Stadium, saíram na primeira metade. Os australianos venceram de virada, com dois gols do atacante Sterjovski. O primeiro saiu aos 23 minutos, dois minutos depois de Shiotani ter colocado os visitantes à frente no marcador, e o segundo veio aos 32.

Apesar de ter a bola nos pés por mais tempo, o time japonês não converteu seu domínio em gols.

Um acontecimento do jogo que chamou bastante a atenção dos torcedores e de toda a mídia foi a homenagem dos jogadores do Sanfrecce às vítimas do tsunami que assolou o Japão há exatos três anos. Tal fato se deu logo após o Hiroshima ter inaugurado a contagem.

A derrota por 2 a 1 afundou os japoneses (um ponto) na lanterna do grupo F e colocou o Mariners (três pontos) na vice-liderança da chave.

Beijing Guoan (China) 1 x 1 FC Seoul (Coreia do Sul)

No duelo com o segundo maior público da rodada (33.813 pessoas), Beijing Guoan e FC Seoul ficaram no empate em um gol no Estádio dos Trabalhadores de Pequim, capital chinesa.

Com 19 minutos de jogo, Utaka deixou a equipe da casa em vantagem. Contudo, os mandantes cederam o empate no 27º minuto da etapa complementar, quando Yo-Han Ko foi às redes. Rafael Costa, camisa 10 do Seoul, entrou em campo no segundo tempo.

Os anfitriões, donos do terceiro posto do grupo com dois pontos, ainda tiveram o goleiro Yang Zhi expulso no apagar das luzes. Os sul-coreanos, com quatro pontos, estão na ponta da tabela.

GRUPO G

Melbourne Victory (Austrália) 2 x 2 Jeonbuk Motors (Coreia do Sul)

No Etihad Stadium, Melbourne Victory e Jeonbuk Motors fizeram um duelo bastante movimentado e ficaram no 2 a 2.

Ansell abriu o placar para os australianos aos 31 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, Dong-Gook Lee assinalou dois tentos em quatro minutos - o primeiro aos 31 e o segundo aos 34 - e fez os visitantes chegarem à virada. A alegria, porém, durou pouco. Dois minutos após o "apagão geral", o Victory chegou ao segundo gol com Barbarouses, que deu números finais ao encontro.

O Melbourne divide a lanterna da chave com o japonês Yokohama Marinos - ambos conquistaram apenas um ponto até o presente momento -, já o Jeonbuk dos brasileiros Leonardo e Marcos Aurélio tem os mesmos quatro pontos do Guangzhou Evergrande, atual campeão do certame.

Yokohama Marinos (Japão) 1 x 1 Guangzhou Evergrande (China)

Jogando em seus domínios, o Yokohama Marinos de Fábio Aguiar saiu na frente do poderoso Guangzhou de Elkeson e Muriqui com 21 minutos de jogo, quando Hanatoinaugurou o marcador no Nissan Stadium. Aos 38, o italiano Diamanti deixou tudo igual e chegou ao seu terceiro gol na liga, assumindo o topo da artilharia.

O empate em um gol persistiu até o apito final. Os chineses pecaram nas finalizações e não alcançaram a virada.

GRUPO H

Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) 2 x 0 Kawasaki Frontale (Japão)

O Ulsan Hyundai derrotou o Kawasaki Frontale por 2 a 0 e empurrou os japoneses para a terceira colocação do grupo H. Ambos os gols foram marcados nos instantes finais: aos 40,Jun-Su Yoo inaugurou a contagem; já nos acréscimos, aos 48, Shin-Wook Kimconfirmou o triunfo.

Rafinha, camisa 10 do Ulsan, atuou durante os 90 minutos. Jéci, Paulinho e Renatinho, todos eles do Kawasaki, foram outros brasileiros envolvidos no confronto disputado no Munsu Cup Stadium.

Os sul-coreanos estão com 100% de aproveitamento e lideram o grupo H.

Guizhou Renhe (China) 0 x 1 Western Sydney (Austrália)

Com gol no décimo minuto de partida e uma retranca eficiente nos 80 minutos restantes, o Western Sydney saiu vitorioso no confronto frente ao Guizhou Renhe, em pleno Guiyang Olympic Sports Center. Mark Bridge foi o autor do tento que rendeu o triunfo ao clube australiano.

Agora, o WS tem os mesmos três pontos e o mesmo saldo de gols (-1) do Kawasaki Frontale - leva vantagem no número de gols marcados: 2 a 1 -; o Guizhou ainda não marcou um ponto sequer e segura a lanterna.

Fotos: Divulgação / AFC, Persian League, EuroSports UK, AFP, Divulgação / Al-Ahli Dubai, ABC Australia e Getty Images

VAVEL Logo