RKC Waalwijk e Excelsior empatam e visitantes conquistam acesso à Eredivisie
(Foto: Reprodução/ Voetbalblog)

Na manhã deste domingo, RKC Waalwijk e Excelsior se enfrentaram no Mandemakers Stadion, em Waalwijk no jogo da volta da segunda fase dos playoffs do acesso a Eredivisie, e empataram por 2 a 2. Os visitantes, que tinham a vantagem de perder por até um gol de diferença, já que venceu a primeira partida na última quarta-feira por 2 a 0, conseguiram acesso para a Eredivisie.

Os visitantes abriram 2 a 0 logo na primeira metade da etapa inicial com Weldwijk e Fisher, deixando os comandaos de Koeman em situação ainda mais complicada. Mas antes do segundo tempo, o RKC conseguiu o empate, com gols de Beaguel e Jungschlager,  mas o ímpeto da equipe não foi o necessário para a classificação.

Quatro gols e muita movimentação

Jogo começou com o RKC tentanto impor ritmo mais acelerado, mas o Excelsior aproveitou brecha deixada pelos donos da casa, e em chute firme Weldwijk abriu o placar. Excelsior continuou melhor e logo depois ampliou o marcador com o zagueiro Fisher em cabeceio, aos 25 minutos ainda do primeiro tempo.

Com a entrada de Vermeulen, os visitantes ficaram mais defensivos, esperando mais o RKC chegar ao gol. E conseguiram. Em jogada trabalhada pelo meio, Beaguel recebeu e chutou sem chances para o goleiro Deckers, aos 33.

O RKC continuou buscando o empate, mas ele veio apenas no final da primeira etapa, em tabela, Jungschlager marcou aos 44 minutos.

Jogo morno e o Excelsior manteve o empate

O RKC veio com duas mudanças para a segunda etapa, e logo chegaram perto de virar o placar. Deckers teve de fazer boas defesas em chutes de Braber e Beaguel. Dijkhuizen foi obrigado a reforçar mais a sua defesa a fim de evitar os combates do ataque dos donos da casa.

Depois de boas chegadas ao ataque, os anfitriões sentiram o cansaço e paulatinamente diminuíram o ritmo. Braber era o atleta que mais opções criavam pelo time de Koeman. pelo lado do clube de Rotterdam, Kruys e Fisher seguraram e mantinham a defesa mais sólida. Próximo ao fim, as duas equipes passaram a tocar mais a bola, sem nenhuma contundência e risco aos dois goleiros.
 

VAVEL Logo