Cristiano Ronaldo, 17 gols e um lugar na história
Atacante garantiu seu lugar na história do Madrid (Foto: Apo Caballero/VAVEL.com)

Quando chegou ao Real Madrid por um caminhão de dinheiro, Cristiano Ronaldo tinha um objetivo: trazer 'La Décima' para a equipe merengue. Anos se passaram, fracassos aconteceram, até que no último sábado, em Lisboa - ironicamente na terra onde surgiu pro futebol - o sonho dos madridistas e de CR7 se tornou realidade. Com uma temporada impecável e repleta de recordes, Ronaldo foi coroado com mais um título de Champions League.

Diante do Atlético de Madrid, o Real Madrid viveu uma drama e por pouco não ficou sem a taça, apesar do placar elástico. Com Cristiano Ronaldo aparentemente sem estar em suas melhores condições físicas e técnicas, os merengues precisaram de Sérgio Ramos para se manterem vivos na decisão. Na prorrogação, CR7 marcou de pênalti e entrou mais do que nunca para a história da Champions League e do Real Madrid.

Com o gol marcado, Cristiano se igualou a Messi e é o segundo maior artilheiro da história da maior competição continental do planeta, com 67 gols. O primeiro colocado é outro ídolo do Real Madrid: Raúl Gonzales, com 71 gols. Outro recorde do português em relação à Champions já havia sido garantido nas semifinais diante do Bayern de Munique. Ao marcar duas vezes na Alemanha, CR7 se tornou o jogador com mais gols em uma edição de Champions League; terminou a competição com incríveis 17 gols marcados em 13 jogos.

Cristiano liderou o Real na classificação tranquila na fase de grupos

Cristiano Ronaldo simplesmente ignorou o fato de que um grupo com Juventus, Galatasaray e Copenhague não era tão fácil. Com absurdos nove gols em cinco jogos disputados, o luso atropelou e quase já garantiu a artilharia do torneio na primeira fase da competição.

Iniciou a competição com um 'hat-trick' na Turquia

O início da busca pela décima Uefa Champions League foi promissor pro Real Madrid. Na Turquia, os blancos venceram o Galatasaray por 6 a 1 e Cristiano Ronaldo mostrou seu cartão de visita. O craque português marcou três tentos mostrando que não estava para brincadeira e queria muito levar a taça para Madrid. Na segunda rodada, diante do Copenhague no Santiago Bernabéu, mais uma goleada e show de Ronaldo: um doblete para abrir vantagem na artilharia.

Imparável, Cristiano Ronaldo mostrou sua força também para a Juventus. No Santiago Bernabéu marcou os dois gols na vitória por 2 a 1 e, no empate em Turim, CR7 mais uma vez deixou sua marca no empate em 2 a 2. Para encerrar a fase de grupos com chave de ouro, o camisa 7 dos merengues marcou diante do Copenhague fora de casa, estabelecendo mais um recorde: nove gols na fase inicial da Champions League.

A 'conquista' da Alemanha

Marcou sete gols contra os alemães

A caminhada rumo ao título europeu continou na "conquista da Alemanha" pelos merengues. Nas três fases seguintes da Champions, o Real Madrid enfrentou equipes germânicas. Para começar, nas oitavas, o Schalke 04 foi a vítima de Ronaldo. Tanto na Alemanha quanto na Espanha, o português anotou dois gols nos triunfos por 6 a 1 e 3 a 1, respectivamente. Em apenas sete jogos, CR7 já tinha 13 gols marcados. Nas quartas, a vítima da vez foi o Borussia Dortmund. Na ida, no Santiago Bernabéu, os blancos venceram por 3 a 0 e Cristiano marcou uma vez. Na volta, não atuou devido a uma lesão.

Na semifinal, o tão esperado confronto com o Bayern de Munique, em que para muitos o time bávaro era favorito. Na partida de ida, em Madrid, pouco destaque por parte de CR7, mas foi decisivo. Participou diretamente do gol de Benzema, dando um belo passe para Coentrão dar a assistência para o francês. Em Munique, no massacre merengue, Cristiano Ronaldo marcou duas vezes, garantindo seu recorde de maior artilheiro em uma edição de Champions e com direito a um golaço de falta, por baixo da barreira.

Final feliz em Lisboa

24 de maio de 2014. Dia histórico para o maior clube do mundo e para um dos melhores jogadores da história. Cria do Sporting Lisboa, Cristiano Ronaldo voltou a sua terra onde apareceu para o mundo para realizar mais um sonho: venceu sua segunda Champions League na carreira, levando a Décima para Madrid. Não foi somente mais uma conquista, foi uma coroação por uma temporada fantástica, que coloca ponto final nos argumentos de quem ainda duvidava da capacidade do português.

Sem totais condições de jogar, CR7 foi para o sacrifício, atuou por desgastantes 120 minutos e foi premiado com um gol de pênalti no fim. Pode não ter feito uma de suas melhores partidas, o Atlético de Madrid poderia também merecer o título pela luta, mas foi a vez de Cristiano Ronaldo, o atual melhor jogador do mundo deixar seu nome na história do Real Madrid.

Cristiano Ronaldo coloca ponto final em sua temporada praticamente perfeita: campeão da Copa do Rey e da Uefa Champions League, maior artilheiro de uma edição do torneio europeu com 17 gols, artilheiro da liga espanhola com 31 e vencedor da 'Bota de Ouro' - consiste em premiar o jogador com mais gols na temporada, sendo que cada liga tem seu "peso" na pontuação. CR7 desbancou Luis Suárez do Liverpool e faturou mais um prêmio.

VAVEL Logo