Donovan marca, mas Los Angeles Galaxy apenas empata com Chicago Fire
Donovan comemora o seu terceiro gol em dois jogos (Foto:Divulgação / LA Galaxy)

Neste domingo (01), o Chicago Fire recebeu no Toyota Park o Los Angeles Galaxy. A partida terminou em 1 a 1 com gols de Larentowicz, marcando para o time da casa, e Donovan fazendo para os visitantes. Foi o terceiro gol do camisa 10 do Galaxy em dois jogos após o anuncio de seu corte da seleção estadunidense. Com o resultado, os Firemans permaneceram em 9º na Conferência Leste. Já os tetracampeões estão em 6º lugar no lado Oeste, buscando uma vaga nos playoffs da MLS.

O Chicago vinha pressionado. Perdeu na rodada passada para o Columbus Crew e necessitava da vitória para sair dasituação incomoda. Amarikwa era a grande esperanças de gols, já que Magee, ex-jogador do Galaxy, estava suspenso pelo excesso de cartões amarelos. No LA, Walker ganhou mais uma oportunidade no meio campo, junto com Ishizaki. Três brasileiros estavam relacionados para o jogo, sendo que Leonardo e Juninho iniciaram como titulares e Marcelo Sarvas esteve no banco.

Na próxima rodada, os Firesoldiers terão DGW (double game week), na quarta (04) encara fora de casa o Rapids, no sábado (07) recebe o forte Seattle Sounders. Os angelinos tem clássico pela frente. No domingo (08) jogão com o Chivas USA, o Super Clássico da Califórnia.

Pequena superioridade do Fire na primeira etapa

O começo do jogo foi bastante estudado. As equipes não arriscavam muitas jogadas e houveram algumas faltas duras. Já os visitantes cadenciavam o jogo e trocavam passes na defesa. Chicago adiantou a marcação buscando recuperar a bola rapidamente. A primeira jogada de perigo só aconteceu aos 14 minutos. Ward rolou para Palmer que foi ao fundo e cruzou para a área, mas a bola acabou passando por todos. Pouco depois, Ward tabelou com Amarikwa, o camisa 8 arriscou de longe, Penedo defendeu.

O Chicago jogava melhor, pressionava o time californiano, Amarikwa arrancou pela esquerda, ganhou de Leonardo na velocidade, mas no momento da conclusão acabou chutando errado, por cima da meta. Los Angeles acordou para o jogo e Donovan e Keane passaram a movimentar-se mais. Ishizaki cruzou, houve um desvio na defesa e Johnson conseguiu com muita dificuldade espalmar antes da chegada de Husidic.

O nível da partida até então era baixo e ambos os times erravam, restando assim aos jogadores a tentarem jogadas individuais. Keane driblou dois na entrada da área, mas no momento de mais um corte, o atacante acabou perdendo o domínio. O irlandês errou novamente, Ishizaki foi ao fundo, rolou para ele, mas acabou furando. Os mandantes responderam com Duka chutando de fora da área, por cima. No fim do primeiro tempo, Shipp passou em profundidade para Segares que cruzou rasteiro. Leonardo tentou chutar para afastar o perigo, mas acabou acertando Gargan, que ficou nocauteado. O lateral acabou não aguentando e Rogers, que atua no time B de LA, entrou em seu lugar.

Pênalti duvidoso e Donovan decisivo

Chicago voltou jogando bem e, empurrados pela torcida, tentaram envolver a marcação do LA. A linha de três que ficava atrás de Amarikwa avançou um pouco trocando passes rápidos. O camisa 24 disputou bola com Rogers e acabou caindo, o árbitro nada assinalou. Galaxy continuava a errar no ataque. Ishizaki disparou, rolou para Keane, que foi travado por Soumaré no momento do chute. Os avançados do time californiano não estavam bem em campo, até então.

Amarikwa arrancou, driblou Leonardo, no momento que invadia a área para marcar, acabou derrubado por Juninho, fora da área, o árbitro apontou para a marca da cal na grande área. O capitão Larentowicz bateu com categoria abrindo o placar e fazendo a sirene dos bombeiros soar. Após o gol, Bruce Arena tirou um jogador de marcação, Husidic, e colocou um meia de velocidade, Zardes. Frank Yallop fez mudanças mais preventivas, buscando a manutenção do resultado.

Mesmo jogando mal, a camisa pesou e o LA Galaxy conseguiu o empate. Rogers cruzou rasteiro, ninguém cortou e a redonda encontrou o craque Landon Donovan. O meia, que estava livre, chutou no alto para marcar seu terceiro gol na temporada. Em outra investida dos tetracampeões, Zardes saiu em velocidade pela esquerda, mas acabou travado pelo defensor. Os donos da casa responderam, Larentowicz bateu falta com muita violência, Penedo segurou firme.

Aos 38 minutos da segunda etapa, saiu um brasileiro e entrou outro, com Juninho dando lugar a Marcelo Sarvas. O volante não atuava pelo time principal a muito tempo, pois voltava de lesão. Benji Joya girou na frente da marcação e chutou colocado, Penedo conseguiu fazer outra boa intervenção. No fim do jogo, Chicago teve algumas chances, porém a defesa conseguiu afastar e o resultado do jogo foi o empate.

Veja os melhores momentos da partida:

VAVEL Logo